Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


19
Mar09

A Pamir faz das suas...

por Pobre(o)Tanas

 

 

Ontem tirei o dia para férias... E quando digo férias, digo-o... Sei lá... "férias"...

 

Sua Ex.ª, Pobre(o)Tanas de heteronimo, agarrou na sua mala e foi até à loja do cidadão, de manhã, buscar o seu cartãozinho que é uma merdice... Aquilo nem diz a minha naturalidade portanto se quiser dizer às pessoas que sou de Kutrapazimasitropari posso fazê-lo que já ninguém me diz "Vá deixa-te de tretas e mostra lá o teu B.I...."... Depois também não diz onde resido... Portanto posso tambem dizer que estou a viver ali na Damaia que ninguém nota... Para culminar tenho uma foto horrivel em que pareço um simio acabado de acordar com uma banana enfiada no traseiro...

 

 

De tarde fui até à praia... Levei companhia, pois claro... A Pamir...

 

Levámos um amigo também que coitado passou as passinhas do Algarve com ela...

 

 

E quando digo as passinhas...

 

 

Digamos que...

 

A minha "maria" passou a tarde toda a rosnar-lhe de cada vez que se ele se aproximava de mim para me dizer ou mostrar fosse o que fosse. Disse-lhe para ele lhe dar um pouco da maçã que estava a comer para ver se ela até simpatizava... Nada! Virou-lhe a cabeçorra e so comeu a maça na minha mão. Como não queria que ela lhe enchesse a toalha de areia (a minha já parecia um fossil e nem fui senhora de me deitar na minha propria toalha) afastei-a um pouco dele... A Pamir não faz mais nada... Afocinha a areia e desata a escavar um buraco do tamanho de uma cratera de vulcão extinto... Depois resolveu fazer um coco no meio da praia (para nojo do nosso amigo) cujo dejecto apanhei-o, pois claro... (Ando com uma malinha, como aquelas mães, cheia de sacos de plástico, água, biscoitos e toalhitas tipo Dodot...)... Bom a Pamir não se ficou por aqui... A certa altura, já mesmo no fim da tarde, apareceram umas aves (nome não sei) que são pequeninas e que correm parecem galinhas. A Pamir vá de correr atrás delas.... ESPECTACULOOOOO! A minha "filha" correu meio KM atras de duas  "galinhas" e simplesmente desapareceu... Ao inicio ri-me mas depois comecei a ficar desesperada... No entanto não dei a mostrar. Dona que se preze tem orgulho no facto do seu cão ou cadela voltar sem ser chamado. E assim foi... (Pronto confesso que assobiei mais que um pastor que perde o rebanho e o cão em dia pós-tempestade) ela apareceu...

 

Pelo menos 3 caes (sem contar com a Pamir) estavam naquela praia. Pois bem, posso dizer que pela primeira vez o meu "rebento" soube o que é estar apaixonado. Vieram cheirá-la para brincar e ela rosnou a todos, no entanto houve um que não lhe ligou peva. Passou o tempo todo de volta de uma bola que por ali andava e a Pamir so tinha olhos para ele. Parecia aquelas miudas a ver os gajos a jogar à bola na praia e feitas tolinhas a comentar. Pois a minha "miuda" até suspirava e gania...

 

Não o quis para "genro" claro que não... Era feio e tinha a mania que era melhor que todos os outros cães que por ali andavam... Sinceramente reparei que, e infelizmente, tem os mesmos gostos que a mãe quando se trata de "sexo oposto"...

 

Chegou a hora da água... Como so tinha uma garrafa partilhei-a com ela... Confesso que me mete menos nojo a boca da minha cadela do que algumas que ja beijei... E assim foi, aguinha na mão e ali bebe a Pamir... (Quando contei isto, hoje, uma senhora que estava a ouvir a conversa até olhou para mim com cara de mete nojo e afastou a cadeira... Nao fosse eu pegar-lhe alguma doença... Pois bem minha senhora, eu beijava mais depressa o cuzinho da minha cadela que apertava a sua mão para a cumprimentar a si... tenho dito...)

 

Na volta para casa, a Pamir, resolveu simplesmente dar asas aos seus intestinos e expelir gás mortalmente toxico para que qualquer ser vivo (incluindo microbios) perecesse ali mesmo dentro do carro... Penso que em determinado momento ninguém conseguiu respirar ou mover qualquer membro do corpo, não fosse este cair com a onda tóxica que emanava da cadela.

 

 

 

 

E assim foi... É obvio que o nosso amigo nunca mais vai querer vir connosco à praia ou a sitio algum que se preze...

 

 

Mas também... Pondero a hipotese de levá-la mais vezes para testar a paciencia das pessoas... E quem não gosta das minhas "filhas" também não pode gostar de mim porque elas foram moldadas conforme aquilo que lhe dou e faço...

 

 

E irrequietas são... Sem duvida alguma...

 

 

 

 

PAMIR!!!! 'BORA À PRAIA, CADELA????

 

 

 

 

Hoje esta de castigo porque veio cá o homem da EDP e ela com medo fez xixi em casa... Alem disso já estragou o 2.º peitoral que lhe compro desde que está comigo... Pergunto-me se não dormirá sozinha no tapete dela... Merece... Ou é castigo suficiente ter levado com o jornal pelo xixi e com o peitoral por o ter roido? Não espanquei o animal obvio (não vá vir ai a PETA), apenas dei-lhe ao de leve com o peitoral... Assim quando for roer o proximo talvez se lembre que vai levar com ele e que doi...

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

No estaminé da Faixa de Gaza ninguém sabe que fui à praia... Mesmo assim com o sol que apanhei consegui disfarçar...

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

´Tadinha... Está ali a dormir no tapete e de castigo... Com um arzito... *Pobre(o)Tanas!!! Impõe-te!!!*

 

 

A Zappa no outro dia, com ciumes, fez xixi numa bota minha pensando que eu ia culpar a Pamir... A Piggy é que é um doce, não se queixa de nada... Apesar de ter voltado a "fumar" das minha beatas...

 

 

 

Sou feliz! "Mãe" oficial de 3...

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D