Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


21
Nov08

 

 

9 e 20 da noite e enfiei-me na cama. Fechei portas e janelas ao mundo e deixei-me estar com a minha neura. E dormi com ela. Estava tão lixada que nem tive frio, aliás o calor dos nervóticos bastou-me porque tinha os pés em brasa, nem me custou a adormecer. Foi tiro e queda! Tipo "Ahhhhhhhhhhggggggggggggrrrrrrrr renheck renheck".

 

Eram 8 da manhã levantei-me, tomei duche, vesti-me como pude e espetei o trombil na base, tipo como enfiamos a cara num bolo cheio de creme. Pintei os olhos como se fosse para o engate e assim vim eu para a rua.

 

No comboio estava tudo a olhar para mim. Mas não, eu não estava com mau aspecto. Estava mesmo de trombas. Mas pelo menos estou pronta para a porcaria da festa de hoje. Estou disposta o suficiente para aturar isto.

 

A Psico acabou de entrar, cumprimentou-me com dois beijos (bleckkkkk) e até deu choque... Vem-me cheia de electricidade estática... Por isso é que aquele cabelo está assim... Parece um rato com gel. Lembram-se das lentes de contacto? Quando ela me acordou uma vez na minha sesta de hora de almoço (no verão e um calor daqueles) para me dizer que tinha lentes de contacto? Pois bem só ontem é que as começou a usar... Parece um saguim - seja la o que isso for, deve ser um macaco - misturado com o Mr Magoo porque ficou ainda mais pitosga...

 

Diz que deixou de fumar. Sim sim... E o tempo que demora no intervalinho e vai à rua não é o tempo de um cigarro... Eu nasci ontem...

 

O meu amigo velhadas e eu já nos rimos hoje, tal como eu, ele é contra a festa ou pelo menos contra esta palhaçada toda... Diz que tinha visto, quando entrou, um camião e pensava ele que estavam a descarregar leitões. Que deveria ser para o nosso lanche... Que pensava que iam contratar uma empresa de catering... Ele consegue ser pior que eu...

 

Eu devo ser a que vai servir às mesas. Pelo menos já tenho o cachecol que vou por no braço e tenho ali um quadro que serve de bandeja para o caviar e canapés... E o casaco... Como é branco disfarça bem...

 

 

 

Deus me acuda no dia de hoje...

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De voltadecotovia@gmail.com a 21.11.2008 às 11:16

Ora então muito bom dia.
Desculpa lá a visita, mas penso que não te importas.
Não te conheço de lado nenhum, aliás, penso que disto do teu local de residência muitos, mas muitos kms .
Sabes, já ontem te escrevi. Hoje, tive um tempinho pela manhã e cá vim ler-te.
Um dia quem sabe me alongo na conversa, mas fica a saber que te admiro. Pelo que dizes no que escreves, e pela grande mulher que tens dentro de ti.
Como não pretendo mais do que ler e comentar os teus escritos decidi fazê-lo. Só por curiosidade, cheguei através de um blog que admiras mas que também não conheço.
É uma das coisa engraçadas que esta cena tem.
Quanto às festividades que vais ter de aturar, faz "ouvido selectivo". Manda-os baixinho à p...q...os...pariu. Gente de merda . Mas são eles que acham que comandam o mundo. E nós os cães lá de casa. Come e ladra baixinho. Aproveita e come qualquer coisa.
Só de pensar naquilo que passas um homem cora de vergonha pela existência de animais desta estirpe. Cheios ou vazios de valores de m..da, provocam ira, mas infelizmente quem precisa do magro salário para viver tem de sujeitar-se.
Nunca pensaste em sair daqui?
Olha goza baixinho e passa um bom dia.
Fica mais uma vez a saber que o oceano é grande, mas o barco não afundou. E um dia, um raio de sol ilumina a tua vida. Mas tens de acreditar...
Grande abraço.
Imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 21.11.2008 às 11:39

Já, já pensei sair daqui. Era o que mais queria. Mas não dá para juntar dinheiro para um bilhete de ida e volta para morder o ambiente lá fora e depois para mais um bilhete só de ida para lá ficar.

O que mais assusta é o facto de quando somos gaiatos, dos planos que fazemos. Achamos que vamos conseguir mais que os nossos pais e agora que olho para mim vejo que não consigo nem metade. Talvez nem 1/3...

Os sonhos vao ficando para trás e claro sujeitamo-nos a esta gentalha. Contudo penso que tenho sorte. Pelo menos é um trabalho que sabem que existo. Que sou uma pedra no sapato deles mas que vao precisando de mim. Posso dizer-lhes as coisas na cara e no fundo apesar do medo que me despeçam, mostro-lhes que não tenho... Porque se andar aqui com medo de tudo o que possam fazer contra mim e contra a minha estabilidade instável, não como, não durmo e tento superar-me mais do que aquilo que já faço. Assim sendo mostro que nao tenho medo e que se me despedirem amanhã ja estou a trabalhar mesmo que seja num call center mas parada nao fico...

Nada como encarar o touro pela frente. E apesar de nao ter medo de mais nada, so mesmo ter medo de ficar sem isto que ainda me sustenta, venha de lá o Adamastor dos Medos que eu estou cá para ele...

Não vou comer daqui. Vou mostrar que não sou das que comem como se nao houvesse comida em casa. Talvez trinque algo mas pouca coisa. No fundo sempre soube comportar-me no mundo dos pobres e ricos. E se apenas trincar fica melhor que enfardar como se estivesse num pasto.

Mas tenho saudades de mesas grandes com gente a comer à mão e a tirarem pão feito em casa com azeite da cestinha kitsch com um bordado que diz "Pão", que se tem lá em casa para ocasiões de festa em família... E o barulho... Tosos gritam e riem...


Obrigada pela visita mais uma vez:)

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D