Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


01
Out08

Lançando para o espaço...

por Pobre(o)Tanas

Ontem ouvi isto... E porque é que sempre que ouço algo lamechas me dá vontade de te abanar e chorar como uma idiota que não tem amor próprio? Uma coitadinha? Uma merdosa de uma pita que pensa que vai ficar para "tia" e que ninguém na vida vai olhar para ela?

 

Apetecia-me bater-te até cair no chão cansada. Fazer-te acordar para a vida. Ou pelo menos fazer-te olhar para mim.

 

Porque tiveste que aparecer quando mais precisava? Não podia ser numa altura em que estivesse mais forte? Conseguir mandar-te para o raio que te parta sem sentir aquela angustia de quem tanto deu e sem nada ficou.

 

Porque me deste tantas coisas palpáveis quando precisava que ficasses mais 5 minutos abraçado a mim? Precisava lá de jantares e passeios, de porcarias que em nada me marcaram a não ser no momento. Precisava de ti. Não que fosses trabalhar ou que fosses ter com quem estaria à tua espera depois de mim fosse o que ou quem fosse. Precisava de um sorriso sincero e não de "Não comeces com as tuas coisas, Joana... Tenho mesmo de ir.". Sempre tão frio e prático a ver as coisas.

 

Como conseguiste fazer-me esquecer o inesquecível de um passado que não passava. Que tudo parecesse assim desde sempre. E como mais uma vez conseguiste trazer ao de cima aquela minha sensação de impotência em ter o que penso que à partida já está perdido. Porque sempre o soube. Sempre soube que te ias embora. Só nunca pensei que fosse tão cedo. Pensei que fosse mais um dia em que ias ficar até mais tarde para trabalhar.

 

Porque tenho pensado tanto nisto? Porque tenho gasto energias nisto que apenas me consome? Quando tu estás bem e estás como querias. Usar e deitar fora. Quando nem nesses momentos estavas comigo. Quando passavas noites agitado. A consciência não dorme e quem a tem pesada, esta não deixa dormir ninguém. Porque passei noites demais sozinha para saber entender o que se passa com quem está ao meu lado.

 

O tempo está a passar... Não te vou pedir que voltes, nem tão pouco mostrar-te que ainda existo. Tenho inteligência suficiente para saber quando tenho de recuar ou deixar-me estar. E tenho força suficente para afastar os meus pensamentos para outra coisa. Mandei tanta gente, importante para mim, às favas, porque não o farei contigo? Vales o suficiente para me armar até aos dentes de auto confiança e pseudo força para te fazer desaparecer.

 

E é isso que faço neste momento. Imortalizar-te aqui, em palavras, e nunca mais escrever sobre aquilo que representas para mim. Porque quem tão pouco deu de si, não pode representar nada na minha vida. Porque quem me faz mal tem de ser excluído. Porque sou assim. E como "assim" não gostaste de mim, porque eu gosto de mim "assim" e quem não gosta de mim, não merece nem sequer o meu pensamento.

 

Se te amo? Não. Fui sincera desde sempre. Mas gostava de o ter podido sentir com o tempo porque esse dia chegaria. Mas como te disse no fim de tudo:

 

"Só amei uma pessoa na vida e não foste tu de certeza..."

 

E como tal, nem merece estar a lamentar-me por algo que a partir de hoje, na minha cabeça, nunca aconteceu.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aos que ainda sonham, fica aqui esta musica para chorarem... Aos que já cairam na real como eu, agarrem-se a vós... Que no fim é o que resta.

 

 

 

 

 

 

 

(e por favor não liguem por ser uma banda teenager e que as miúdas devem adorar... ouçam é a musica e não liguem também à coreografia...) - Okay confesso o meu blog cada vez está mais deprimente e mais "chavaleco"... *Suspiro*

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Sarokas a 01.10.2008 às 15:21

este teu blog é demais!não passo sem isto!de manha venho logo a correr ver se há posts novos!continua assim miga e aparece mais n msn...!;)
Imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 01.10.2008 às 15:55

Olá Sarita! Opah fui à bocado ao msn porque estava de almoço mas nao tenho o teu patrao fixe. Entretanto ja mudei de casa e ja não tenho net em casa. E para quando um cafezinho? Ja tens o meu numero (eu é que nao tenho o teu looool) mas quando puderes já sabes. Manda sms!

Beijocas e obrigada por vires aqui:)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D