Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


05
Jun08

A quem quiser responder...

por Pobre(o)Tanas

 


 


Hoje queria aqui deixar duas perguntas no ar...


 


Por norma, quem me visita, tem mais experiencia de vida que eu e tomo sempre as palavras dessas pessoas como palavras de um livro de sabedoria e por isso gostaria de saber como lidar com certas coisas.


 


Primeira pergunta:


 


- Como sabemos, que até certo ponto, podemos confiar numa pessoa? Por exemplo que actos e/ou palavras é que ela poderá tomar/dizer ou não tomar/não dizer que nos façam ter ou não confiança?


 


 


Segunda pergunta:


 


- Como podemos confiar em alguém? Que caminho percorrer para nos libertarmos desta desconfiança que nos consome?


 


 


Confesso que no fundo parecem 4 perguntas mas pronto... Complementam-se...


 


São dificeis? Eu sei... Tenho-as na cabeça o dia inteiro


 


Apelo à vossa experiencia de vida e ao que o coração e a cabeça vos dita... Apenas...


 


 


Obrigada:)


 


 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)


16 comentários

Sem imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 06.06.2008 às 12:04


Minha boa Joanina dos States:) Obrigada pelo teu comentário. De tudo isto de ser desconfiada o pior é ter medo de estar a perder coisas que poderiam fazer-me feliz mas que a minha cabeça não me deixa avançar para elas para que não sofra. E também porque acabo às vezes por magoar em quem devia confiar. Às vezes até um olhar meu fere.

No entanto, apesar da dor de uma decepção, passados uns tempos até nos sentimos leves e pensamos: "ora! ainda bem que foi naquela altura..." ou "aquilo até me fez crescer e ainda bem, hoje ainda estaria enganada". Mas tenho tentado tudo para dar um pouco mais de mim e não procurar pensamentos negativos acerca das pessoas que me rodeiam mais de perto...

Beijinhos grande minha querida e um optimo fim de semana:)
Sem imagem de perfil

De Joanina a 06.06.2008 às 17:36

Querida amiguinha, e isso mesmo!! Não podes deixar que a desconfiança te impeça de viver e de ter momentos felizes!! Sabes, em termos de relações em geral, a minha vida nunca foi muito fácil, e também eu perdi muitas vezes a confiança, ate em mim propria. Mas uma coisa que eu nunca perdi foi a capacidade de recuperar essa confiança perdida e foi isso que me ajudou a hoje estar com um companheiro em quem confio e que a ter paz e felicidade na minha vida! E isso que tens de fazer, nunca percas a capacidade de recuperar a confiança que por algum episodio, ou momento, menos feliz, perdeste! Da sempre uma oportunidade ao que a vida te oferece... Mantém as devidas reservas para te protegeres de grandes decepções, mas não feches o teu coração!!! E vive!!! Eu tenho um bom feeling a teu respeito!!! Acho que um dai tu chegas "lá"!!!
Bom fim de semana e bj da Jo
Sem imagem de perfil

De Isa a 07.06.2008 às 23:16

Do tanto que podia discorrer sobre confiança/desconfiança, opto por ir directa ao ponto (tnho a mania de filosofar sm rédea!): tnho p/mim k cm nc chegamos a conhecer ninguém na sua verdadeira essência (nm dakilo k somos capazes d fazr tmos conhecimento até k damos por nós a fazê-lo) mais vale ir pelos ditos populares: "confiar, desconfiando" ou "ter smp um pé atrás" só para prevenir.
Ñ sou pela paranóia da desconfiança, ms acho k um bocadinho d resguardo ñ há-de fazr mal e pode precaver a nossa segurança... ;)
Sem imagem de perfil

De umcasoraro a 09.06.2008 às 10:10

Correndo o risco de te confundir ainda mais vou comentar o teu post.
Eu sempre confiei nos meus instintos, se gostava da pessoa naturalmente confiava nela se não gostasse da pessoa era muito difícil mudar de opinião.
Cada um tem o seu caminho e a sua maneira de confiar, eu conheço um que prefere não confiar em ninguém, espera que as pessoas o conquistem, nunca dá o primeiro passo e nunca se diz amigo de ninguém. Eu sou o completo oposto, tenho a tendência de agradar as pessoas, falo com toda a gente sou muito extrovertida, mas no fundo sei muito bem em quem confiar e quem são os meus amigos.
Isto é como andar de bicicleta só se vai lá com a prática e pelo caminho deixamos muitas arranhadelas, muitos trambolhões,mas sempre nos levantamos e continuamos.
Há fases em que as coisas correm melhor e há fases em que aparentemente tudo cai, eu estou numa fase de queda, algumas desilusões com algumas pessoas que achava serem minhas amigas e que andavam à minha volta para apenas tentar usufruir de algumas coisas que podia dar-lhes...
Como vês nunca se sabe andar o suficientemente bem de bicicleta....
Mas se não tentares nunca vais largar essas reservas e podes passar ao lado de um grande amigo(a)...
Sem imagem de perfil

De finalmente feliz a 09.06.2008 às 13:35

Ola
confiar em alguem hoje em dia é quase um pau de dois bicos.
Isto porque as pessoas mudam .Umas para melhor outras para pior.hoje ja nao podemos dizer que conheço fulano ha muitos anos e é de confiança.Ate pode realmente ser mas fico sempre com um pé atras....
de qualquer das maneiras é-nos necessario partilhar,desabafar, cuscar, falar com outros.Por isso quando comunicamos estamos a confiar nessa pessoa. Ate que ponto podemos confiar? Bem, presumo que depende da perspectiva de cada um de nós.E essa é a unica perspectiva valida.

beijos

p.s.-tenho perfeita noçao que sou uma gaja complicada

Sem imagem de perfil

De Flau a 13.06.2008 às 04:18

Olá, neste mundo encontra-mos todo o tipo de pessoas, escondidas nas suas personalidades que por vezes só deixam transparecer aquilo que querem, mas normalmente estas "mascaras" não duram muito tempo. O coração por vezes é magoado e fica em pedaços, por estas pessoas. Mas somos humanos, até os seres mais honestos levantam asas e perdem-se nesses pedaços, são estilhaços de guerra que ficam, que só o tempo poderá atenuar as suas marcas. Um velho amigo disse-me certa vez: "mais vale confiar em 100 pessoas e ser desiludido em 30%, do que não confiar em ninguém, só assim poderás viver a 100% tudo o que a vida tem para te oferecer". Por vezes a vida prega-nos partidas sem nos perguntar, mas aguarda, pois a vida costuma dar-nos mais do que aquilo que nos rouba. Basta saber esperar. Não carregues a vida aos ombros, deixa que a vida te carregue, pois faz parte da vida sentir-nos um pouco perdidos. Segue o teu coração na ponta dos pés e vai atrás dos sentidos. Abraça o mundo ao teu redor, e não te deixes mergulhar no vazio. Não te percas em vão, olha para os olhos e vê a realidade e faz dos teus sonhos um caminho para a realidade. Não te esqueças que ate um vaso se parte, pode ficar com marcas, mas pode-se sempre voltar a colar, e ate ficar mais resistente. E não te esqueças que (quase)todas as pessoas merecem um segunda oportunidade, pois todos erramos, afinal somos humanos! Bjs

Comentar post


Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D