Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


A minha internet hoje está como o meu cérebro... Lentaaaaaa.


Não gostava mesmo nada de fazer queixinhas sobre o trabalho.

Acho que vou aguentar mais 1 dia. Amanhã talvêz precise. Isto é como tirar um vício do corpinho. O dia de hoje é uma vitória se nos conseguirmos controlar.

E eu consegui!!! Não respondi. No entanto subiram-me aqueles calores espinha acima e espinha abaixo. Mas consegui. E o nózinho na garganta? Mas engoli-o. E os tremeliques oculares? Mas fechei os olhos com muita força e passou. E o voltar a roer as unhas intensamente como há quase 2 anos não o fazia? Pois isso já era pedir controlo a mais...

Queria o meu Jacinto deixar de fumar... Isto é de uma pessoa fumar não 20 ou 30 cigarros por dia mas sim todos de uma vez para ter um qualquer ataque apoplético e ficar-se ali para não sofrer mais.

Não quero crer que uma pessoa por ganhar mais € 4.445,00 que eu ao fim do mês me tenha como alvo a abater. Pois se assim for bem posso fugir com os 550 que me correspondem...

Continuo a questionar se o problema é meu. Pois só pode.

Pondero arranjar ajuda psicológica o mais depressa possível para ultrapassar esta barreira de mau feitio e maneira revolucionária de ser que por mais que a lave e esfregue não descola da minha pele. Eu acho-me um qualquer Ché Guevara do mercado de trabalho vão lá agora mudarem-me isto. E ter um peneirento a martelar-me a moina 8 horas por dia e prender-me por ter cão (por acaso tenho dois) e não ter (aqui contam as gatas), não desce o exófago.

Isto vai lá ou comigo a mandar nos outros o que é dificil pois não tenho jeito nem sequer coragem de mandar fazer, e se pudesse era eu a fazer as limpezas do escritório e não a Dona Salobra, ou então trabalhar só comigo e mais ninguém. Fazendo tudo sozinha. Como não o posso fazer continuo a sonhar com o trabalho em que havendo hierarquia e regras porque gosto de as seguir não há principalmente falta de respeito pelo fundo dos fundos. Pelo lodo dos que ali estão por necessidade.

Se calhar o meu ideal de trabalho seria o Sindicato dos Trabalhadores!



E para quem não queria dar importância ao trabalho, aqui vou eu com um post feito a falar nisso mesmo.

Isto porque preciso de aventar este corpinho que Deus me deu para cima da cama e não acordar novamente às 5 da manhã alagada em suor não me lembrando de que merdelim estaria a sonhar... Vai na volta tinha ganho o euromilhões e estava a correr para o trabalho para esfregar o boletim premiado na cara do Dr. Where's Wally?



Esta frase aqui é só para não acabar este post com o nome dele... Seria algo agoirento!

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Sarokas a 12.01.2011 às 11:09

estes teus posts são fantásticos!adoro!
Sem imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 12.01.2011 às 18:57

Pela minha experiência haverão muitos mais. Esperando eu que sejam positivos e não como o de ontem pois isto já anda a ferver para o meu lado.

Beijinho!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D