Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!

02
Dez08

Peixeirada no café!

por Pobre(o)Tanas

 

 

Se há coisa que herdámos, eu e a minha irmã, da nossa excelentíssima mãe ("defunta" coitadinha) - para além do poder de argumentação quando as coisas não correm como queremos e o facto de sabermos escrever e dizer as coisas sem mandar recados por ninguém, foi o acto de descermos dos saltos altos, calçarmos o chinelo e armar uma peixeirada com o mesmo calor e bravura que no prezado mercado do Bulhão. Ou seja, não armar bulha (Bulhão) mas se a há, para os nossos lados, não deixar que o episódio passe em branco...

 

 

Ontem foi o caso... Mais para o lado da minha irmã, claro, porque se sentiu ofendida... No meu foi só mostrar à senhora em questão que enfim sou um tanto ou quanto igual... 

 

 

A esta hora, na minha praceta, somos a família das mal-educadas...  

 

 

 

 

 

Com a neura que estou, bem que precisava de uma guerrita assim como a de ontem...

 

 

 

Mas caros leitores não pensem que ando aí a marcar território com peixeiradas, nada disso... No entanto há dias em que as coisas não batem certo e qualquer coisa assim a modos que se me faça espécie no apêndice e cócegas no umbigo, faz-me querer ver sangue, pernas partidas, costelas esmagadas e cranios a rolar pela rua abaixo...

 

 

"A mãe e a tia são as minhas heroínas!" - Deve ter sido a frase que mais se ouviu ontem, da boca da minha sobrinha, depois da confusão.

 

 

Isto faz-me lembrar um episódio num trabalho onde estive... Tinha uma colega que, enfim coitada pensava que era muita boa e à viva força queria infiltrar-se na família do patrão através do filho deste - que por acaso era o meu namorado na altura - como não podia comigo chateava-me a torto e a direito com merdas sem cabimento nenhum. Certa manhã apanhei-a sozinha e perguntei-lhe se tinha alguma coisa contra mim. (Isto normalmente - o confronto - deve ser feito quando os intervenientes da guerrinha estão sozinhos. Dá um aspecto mais pessoal, mais próximo, o chamado calor humano...)...

 

- Eu??? Eu não! - dizia ela a mexer no cabelo toda muito cocó.

 

- Bom é que me parece falar assim num modo muito arrogante para mim... - dizia-lhe eu a sentir o sangue a percorrer-me o corpo. (Fase número 1: sentir os tremeliques no corpo...)

 

- Eu só falo como você fala para mim.

 

- Não. Eu falo bem para si, ao contrário da C. que está constantemente a implicar comigo. - muito pausadamente e baixinho - Mas vou informá-la de uma coisa, eu aqui dentro sou assim pacífica e aturo tudo mas quando se abre a porta e se sai, sou outra pessoa completamente diferente. Não me queira ver lá fora, porque uma vez na rua, parto-lhe a boca toda! (fase número 2: quando o sangue nos sobe à cabeça e faz ter tiques e espasmos faciais de homem das cavernas com uma moca pronto para a porrada...)

 

- (Silêncio)...

 

Virei costas e segui a minha vidinha de sempre... E não é que nunca mais me chateou?

 

Aqui não houve fase 3 porque não se chegou à agressão em si... Também nunca cheguei a esse ponto. Gosto muito do meu cabelo...

 

 

E pronto de maneira que nunca mais me chateou...

 

 

 

 

Mana, pah, és a minha heroína!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D