Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!

18
Mai10

Num breve estalar de dedos...

por Pobre(o)Tanas

 

 

Nas arrumações encontramos material de óptima qualidade no que toca ao que já fomos como o caso de fotografias da época da faculdade.

 

Depois dei com esta música num desses cd's com fotos de tudo e quase nada e deliciei-me porque muitos momentos me vieram à mente.

 

 

 

 

 

Como era tão normal.

 

Comecei por acordar cedo e deitar-me tarde para estudar e apanhar tudo o que podia das aulas. Fazer os trabalhos a tempo e ter tempo ainda para a família que me restava, manter a casa que depois da separação dos meus pais fui eu quem lhe manteve o toque feminino, a ausência permanente da mãe, a falta de pontualidade e assiduidade do pai, o namorado que me agredia por lhe faltar alguma coisa na vida e um sem número de dúvidas quanto ao meu futuro. Muito chorei.

 

Depois de um tempo comecei por não ir à primeira nem à ultima aula. Ninguém sabia... E a única preocupação passou a ser a de ter de apanhar o último autocarro para casa: o das 21h20.

 

Cedo percebi que vir para casa não resolvia de muito as minhas dores e passei a dormir em casa de amigas. Por vezes a noite já ia tão longa que nem dormia ou adormecia na estação de metro à espera que abrisse.

 

Aos poucos percebi que se metesse merdas na cabeça e no corpo tudo era melhor. E vi-me no que tentei que terceiros saíssem. Na minha cabeça nada fazia diferença. Tudo era igual ao litro. 

 

Mas da mesma maneira que entrei, saí... E esta música ajudou-me no início e no fim de todo este processo. Não pela letra mas pela sonoridade que me fazia acordar quando o que mais queria era dormir e dançar quando tudo à minha volta soava a falso.

 

Hoje posso dizer que dou Graças por tudo aquilo que já vivi e tenho poder mental e físico para olhar para o passado e estalar os dedos para passar à próxima imagem. E que era uma miúda linda com bom coração. Inofensiva e sensível. Tão parvinha quanto possível mas um amor de pessoa. Uma joia!

 

(Realmente tenho um sistema muito evoluído basta mesmo estalar os dedos e tudo aparece ou desaparece conforme me apeteça).

 

 

 

 

E agora esta musiquinha apareceu outra vez para me dizer que tenho de voltar às arrumações... E são 3 e meia da manhã!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

04
Mar10

Músicas que já lá vão...

por Pobre(o)Tanas

 

 

Quando era catraia.... Muito catraia... Roubava as cassetes da minha irmã, calçava os sapatos da minha mãe e pintava-me toda, carregava no botão do "Play" da aparelhagem e esperava que o show começasse ao som disto:

 

 

 

 

 

Era a felicidade total...

 

 

Encontrei esta música hoje e dei comigo com aquele sorriso de criança com tantos sonhos!

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

E falta uma semana.... Como dizia a outra do anúncio da Galp "Graças a Deus!!!"

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

24
Fev10

E eu que ontem me "Limpei"...

por Pobre(o)Tanas

 

 

Estava eu descansadinha da vida a beber o cafézinho depois de almoço, toca o telemóvel...

 

 

 

 

Pessoas do tempo da outra senhora que queriam saber como eu estava, que se tinham juntado e lembrado de mim! Credo!!!!

 

 

Aquela "erva" devia estar mesmo poderosa!!!!!!!

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

 

Realmente ando tão "out" de tudo...

 

 

(Imagem tirada da Internet)

 

 

 

 

 

Só penso em campo, árvores, sossego e ter uma vaca leiteira chamada Camélia....

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

Hoje o meu chefe convocou mais uma reunião para oficializar a saída de mais um colega nosso, dizendo:

 

 

 

- É com muita pena que o R. nos vai deixar uma vez que é um excelente profissional.

 

 

 

Pensei para comigo:

 

"Ena... tu sobre mim disseste apenas que eu ia mudar de vida... E ainda gozaste com a situação..."

 

 

 

- Vamos por duas pessoas no lugar dele...

 

 

 

Ao que lhe respondi mentalmente:

 

"Para mim podes contratar o Rancho Folclórico de Cu de Judas porque bem vais precisar dessa gente toda para fazer o meu trabalho, oh urso!!!!"

 

 

 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

- Se fores morar para o Alentejo podias arranjar-me um porco preto...

 

- Pah não sei não...

 

- Podias pintar o chefe... Eu ficava com ele à mesma...

 

 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Fev09

SOU MINHA!

por Pobre(o)Tanas

 

 

Como diz o Cédric: Happy Assholes Day...

 

 

Posso dizer que foi o dia dos namorados mais coise que tive na vida. Além de ser o primeiro em 9 anos que passo sozinha, várias coisas estranhas aconteceram...

 

Mas vamos por partes...

 

De manha fui cedo ao Vasco ter com o Cédric e a Pris porque ela fez anos e precisámos de lá ir entregar-lhe a prenda. Prenda oferecida, beijocas e abraços e muitas exclamações... A Pris ficou a trabalhar e tanto o Cedric como eu fomos cada um à nossa vidinha para seu lado. Ele foi lá fazer o que tinha a fazer e eu também.

 

Depois de ter feito a minha vidinha, coisa que não me apetece falar porque não há muito a dizer, voltei ao Vasco porque precisava de tomar um café com a Pris para falar...

 

Entrei na superficie comercial e senhoras e senhores, quem encontro mesmo à minha frente? TCHARANNNNNNNNNNN!!! Aquele que supostamente seria o homem da minha vida (dos tempos idos) com a namorada que tem há tanto tempo quanto aquele que já acabámos. Pois bem, amanhã, dia 15 de Fevereiro farão dois anos que eu e o Mr. Perfect Não Me Toques, acabámos...

 

Foi um dia chuvoso e depois de mais uma ressaca de Sua Ex.ª levei uma bela duma sova dele enquanto tomava banho. Apanhou-me desprevenida na banheira, atirou-me contra a parede e bateu-me ali mesmo. Saí porta fora só com a roupa do corpo e sem dinheiro nem para o autocarro para ir para minha casa. Foi preciso uma amiga da altura, telefonar a outra que nem conhecia para me ligar a mim para me vir buscar porque não tinha como ir para casa. Estava ensopada, dorida dos tabefes e desnorteada. E nunca mais o vi, a não ser de relance, e hoje.. Com a matrafona ao lado... Da primeira vez a gaja viu-me mas virou o gajo para uma loja para ele não bater com os olhos em mim. E eu pensei: "Caray, não me chame eu Pobre(o)Tanas que te f*** já o esquema..."... E assim foi... Meia hora mais tarde apanhei-os mesmo de frente num corredor...

 

Menina!!! Peito feito. Ia linda hoje. Perfeitamente perfeita. De salto alto e com andar confiante. E nem olhei para o casalinho mas sei que ele me viu bem... Se me viu! Virei à esquerda. Enfiei-me na wc e lavei o trombil para acordar para a realidade e deixar-me de merdas... Lavar-me do passado. 

 

 

(O Vasco da Gama estava nojentamente cheio de casais. Pessoas não é inveja, nada disso, mas parece que so saem no dia dos namorados. Mete nojo!)

 

 

 

 

O que me faz deixar de ter sentimentos? Situações destas. Pessoas que se cruzaram comigo... É fodido e peço desculpa pelas asneiras mas estou no meu blog e falo como quero.. Mas é fodido... Mas penso no que ele fez, no que me fizeram. E deixei de ter sentimentos. Tanto se me dá... Fizeram-me assim. Pareço uma máquina apenas. Um monstro num corpo humano. Posso dizer que o amei muito, talvez ainda o ame, mas tipo... Já vi tanto e já passei por tanto. Já conheci tanta gente e neste momento já nem sei o que isso é. Lá está, fizeram-me ou fiz-me assim. Nem sei se alguma vez voltarei a sentir amor de verdade. Ou pelo menos acho que sim, mas se me deixarem já pouco ou nada doi.

 

É horrivel beijar de forma mecanica, ir para a cama com alguem de forma mecanica, pensar de forma mecanica, pensar, tocar e sentir de forma mecanica. É assim porque olha é assim. Quero lá saber. Amanhã é novo dia... Pareço uma bitch a falar. Mas por vezes nem ando neste mundo. Não vejo ninguém que fale de forma inteligente. Não me ouvem de forma inteligente. Odeio que me olhem para o corpo e para a cara. Que se babem. Pensem que sou um mero objecto de desejo. Odeio! E depois quando estou com alguém que apesar de haver uma relação eu nem sequer confio, a forma como falo, ajo...É horrivel. Estupidamente inteligente e com artimanhas... Não sou de jogos duplos, não engano ninguém, mas sou de sentimentos diversos. Tanto dou numa de forte como me faço de princesa em perigo... E foi nisto que me transformei. Há largos meses que não tenho um orgasmo mental!

 

Dou conta que estamos a caminhar para o abismo...E eu vou atrás se não me sentar na minha pedra rápidamente, fumar o meu cigarro e ver o cortejo a passar...

 

 

Precisei de uma lavagem ao cérebro depois do dia de hoje... O Master convidou-me a mim e à Bug para irmos beber café. A Bug não lhe apeteceu ir e fomos os dois. E desabafei e desabafei... Respeito imenso quem me respeita enquanto ser humano. E adoro quando as minhas amizades se pautuam por isso mesmo... Respeito!

 

Hoje estou cheia de raivas interiores, de odios, de asco. Não tenho nojo de mim. Tomo banho todos os dias. Mas tenho nojo desta sociedade de merda. Desta gentalha. Parece um filme a decorrer muito depressa. Pessoas, consumismo, intrujice, podridão, falsidade, mentira, oportunismo, sexo, odio, merda! MUITA MERDA!

 

 

Como é possivel uma so pessoa entranhar-se dentro de nós e consumir-nos o âmago... A meninice, a alegria, a vontade. Como é possivel um conjunto reduzido de pessoas, que foram minhas, do meu sangue, sugarem-me o que de bom tinha e deixarem-me como um pedaço de papel amarrotado mandado ao mar... A verem-me desfazer em bocados, a tinta a escorrer, a borrar o que de mim sobra. E eu que escritos lindos possuia...

 

 

Tenho força para continuar. MUITA. IMENSA. Mas... Enquanto puder controlar, mais ninguém me tocará por fora, por dentro, não deixerei que me olhem, me consumam, me estrupem a alma. Porque nao sou de ninguém. SOU MINHA!

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D