Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!

24
Set11

Hum... Eu sabia...

por Pobre(o)Tanas

Os meus gasparzinhos não se enganaram, não! Estavam atrasados ou distraídos nestes dias! Ih ih ih!

 

Quarta-feira aí vamos nós a Lisboa ver o que o futuro nos reserva para os próximos meses ou anos... Esperamos uma boa proposta e que dê para eu acompanhar o meu Jacinto em mais uma aventura dele por terras Africanas.

 

Estamos cagadinhos de tantos nervos, ansiosos, nervosos e pegamo-nos em algumas coisas. Mas acho que faz parte deste processo; ainda não sabemos se vamos ou não e se formos o que será do que deixarmos para trás, se será uma boa escolha, se valerá a pena. Eu acho que sim. Tudo o que sirva para crescermos interiormente e enriquecer os nossos conhecimentos merece a nossa atenção. E para ele não será a primeira vez. Eu, como em tudo, estou prontíssima. Aliás, há anos que as Caterpillar esperam por tempos destes. Sempre soube que algum dia teria que fazer uma coisa deste género e só se não puder é que não vou. Até lá, para onde ele for, eu segui-lo-ei como prometi sempre fazer.

 

Por agora tenho uma única preocupação: os meus bichos.

 

Os cães deixá-los-ei em hotel os primeiros tempos e se posteriormente os puder levar perfeito se não terei de optar por algo melhor, quero-os bem e felizes. Sei que no hotel são tratados como cá em casa e adoraria que tivessem gatil para deixar as minhas princesas mas como são mais pequenas com certeza arranjarei uma FAT que possa acolhe-las e mais tarde rumarem connosco se houver possibilidade ou se decidirmos ficar por lá mais que alguns meses.

 

Isto sim é o que me preocupa de imediato e a curto prazo. A longo prazo preocupa-me a minha avó que sei que com 80 anos e apesar da sua saúde de ferro a qualquer momento poderá ser o último e custa-me que isso aconteça na minha ausência e não consiga chegar a tempo. Depois sei que ela tem presente o meu pai mas que já não é a pessoa que era principalmente com aquela cobra como mulher que há uns meses me era indiferente mas nos tempos que correm dou comigo a pensar que se lhe acontecesse uma coisinha menos boa nada se perdia... Nojo de pessoa... Mas pronto quero crer que não, que tudo ficará bem e que possa resolver as coisas nas melhores das hipóteses...

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

18
Mai10

Num breve estalar de dedos...

por Pobre(o)Tanas

 

 

Nas arrumações encontramos material de óptima qualidade no que toca ao que já fomos como o caso de fotografias da época da faculdade.

 

Depois dei com esta música num desses cd's com fotos de tudo e quase nada e deliciei-me porque muitos momentos me vieram à mente.

 

 

 

 

 

Como era tão normal.

 

Comecei por acordar cedo e deitar-me tarde para estudar e apanhar tudo o que podia das aulas. Fazer os trabalhos a tempo e ter tempo ainda para a família que me restava, manter a casa que depois da separação dos meus pais fui eu quem lhe manteve o toque feminino, a ausência permanente da mãe, a falta de pontualidade e assiduidade do pai, o namorado que me agredia por lhe faltar alguma coisa na vida e um sem número de dúvidas quanto ao meu futuro. Muito chorei.

 

Depois de um tempo comecei por não ir à primeira nem à ultima aula. Ninguém sabia... E a única preocupação passou a ser a de ter de apanhar o último autocarro para casa: o das 21h20.

 

Cedo percebi que vir para casa não resolvia de muito as minhas dores e passei a dormir em casa de amigas. Por vezes a noite já ia tão longa que nem dormia ou adormecia na estação de metro à espera que abrisse.

 

Aos poucos percebi que se metesse merdas na cabeça e no corpo tudo era melhor. E vi-me no que tentei que terceiros saíssem. Na minha cabeça nada fazia diferença. Tudo era igual ao litro. 

 

Mas da mesma maneira que entrei, saí... E esta música ajudou-me no início e no fim de todo este processo. Não pela letra mas pela sonoridade que me fazia acordar quando o que mais queria era dormir e dançar quando tudo à minha volta soava a falso.

 

Hoje posso dizer que dou Graças por tudo aquilo que já vivi e tenho poder mental e físico para olhar para o passado e estalar os dedos para passar à próxima imagem. E que era uma miúda linda com bom coração. Inofensiva e sensível. Tão parvinha quanto possível mas um amor de pessoa. Uma joia!

 

(Realmente tenho um sistema muito evoluído basta mesmo estalar os dedos e tudo aparece ou desaparece conforme me apeteça).

 

 

 

 

E agora esta musiquinha apareceu outra vez para me dizer que tenho de voltar às arrumações... E são 3 e meia da manhã!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Mai10

Em modo mudanças...

por Pobre(o)Tanas

 

 

 

 

 

Pois é... Se tudo correr bem no próximo fim de semana a nossa "burra" irá carregadinha com mais 1% da nossa tralha para terras Alentejanas.

 

Hoje já foi atulhada... De 8 caixas cheias de roupa minha e um par de sapatos do Luís...

 

 

E agora é aguardar mais 5 dias pelo regresso...

 

Custa tanto estar longe dele... Parece que deixo de respirar.

 

Vou-me dedicando à caça de caixas de papelão para arrumar as coisas e deitar fora lixo que não interessa.

 

Curiosa a quantidade de lixo que armazenamos em apenas 2 anos em casa. Nunca vi tanta tonelada de papel. Tanta revista. Tanta roupa. Tanto "Eu não sei o que é mas é engraçado e por isso guardei" e mais ainda "Eu não preciso disto para nada mas vou guardar porque amanhã posso precisar" como é o caso de uma resma de cartolinas às cores de tamanho A5 que guardo desde os meus 14 anos e que me acompanham desde essa época. Deve ser para fazer coisas para os meus filhos.

 

Tanto caderno por escrever. Tanto rascunho de escritos - 90% disso foi lixo - tanto canto de folha rasgado para escrever nomes de músicas que queria ouvir uma vez mais.

 

O Pablo anda encantado a ver coisas giras aparecerem do nada. Anda felicissimo de volta do saco do lixo surripiando coisas que possam ser mastigadas e feitas em pasta com baba. Já à Piggy e à Zappa este quadro é-lhes muito familiar então têm-se mantido de parte. No entanto e verdadeiramente este quadro é totalmente diferente: não é trouxa feita à pressa, teremos melhor qualidade de vida e acima de tudo estamos ao lado de quem nos ama e so isso muda tudo.

 

Vou voltar às desarrumações.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Cheguei a casa e enfiei-me na banheira com água e sal para tirar este peso negativo de cima de mim.

 

Há dias em que levamos para o nosso cantinho uma carga tão má que mal nos conseguimos manter de pé, discutindo por tudo e por nada.

 

Depois de ter renovado estou aqui fresca que nem uma alface.

 

 

Certamente que não retirou a chatice que é ainda faltarem quase 3 semanas para iniciar um novo ciclo para mim. Mas tirou o peso do dia de hoje em que decidiram que deveria saber de que fibra são feitos, inchando-se todos sempre que eu passava para eu perceber - qual cachorro - quem são os líderes da matilha.

 

 

Deveria um dia juntar o meu chefe com a Psico... Davam um belo casal. Um presunçoso e a outra com - apenas - a mania que sabe mandar. Tínhamos o casal sensação.

 

 

Eu não preciso de saber quem está acima de mim na cadeia laboral, nem tão pouco lidar com eles, até porque sei bem o espaço que ocupo e que as normas são para cumprir e eu gosto de ter regras. Agora penetrarem no meu pequeno círculo e tentarem violar a minha privacidade, entrar à força na minha bolha isso não deixo. Talvez um trabalhador tenha que deixar, talvez eu esteja errada mas esta sou eu e só entra na minha bolha quem eu quero, até porque nem toda agente respira o mesmo oxigénio que o meu.

 

 

Por vezes dou-me ao luxo de ter 5 min para observar toda aquela gente e ouço uma voz dentro de mim que me diz: "Pobres deles que não sabem... Deixai-os estar... Não sabem... Não querem ver..." e retomo o meu trabalho; digo umas piadas sobre um qualquer assunto em mãos ou sobre a vidinha dos meus macacos do nariz e traques e assim fico... Pena que só eu naquela empresa mande peidos e tire macacos do nariz, mais ninguém o faz... Por isso andam inchados...

 

 

Adiante...

 

 

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

O Mundo anda a palpitar como se fosse uma enorme ferida infectada... Penso para mim e pergunto-me se não nos vamos arrepender muito... Vão haver mudanças mas eu já não vou avisar mais ninguém.

 

Alguns dos meus já se encostaram às "boxes" esperando para ver e cansados de lutar. Vão-me indicando o que fazer e eu sigo as normas indicadas, as regras como se tratasse de uma conta complicadíssima, vou somando e subtraíndo, dividindo o que posso pelos outros que só se multiplicam se assim o desejarem.

 

Até lá vou "fazendo as malinhas" mentalmente até não chegar a hora de fazer mesmo as malas de verdade e partir para um sitio seguro tanto para a minha integridade física como psicologica bem como para os meus.

 

 

 

 

E................

 

 

 

Já postei mais um peidinho...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

08
Set08

Mais mudanças!

por Pobre(o)Tanas

 

Ora estes dias têm sido a carregar os moveis, a montá-los, a pintar e tudo o mais.

 

Ontem fui buscar as catraias e estão, finalmente, a viver na casa delas!!!

 

Mudarmo-nos? Agora só para melhor! Espero não sair dali nos proximos 5anos e se tudo depender de mim vou enfiar-me em casa nos proximos meses a curtir a minha nova vidinha.

 

INDEPENDÊNCIA!

 

 

 

 

Fiz uma breve leitura nos meus posts todos e fiquei triste por não ter dado tanto de mim nestes meses. Também não posso fazer disto uma obrigação porque tornar-se-ia chato, mas enfim DEVERIA andar com isto para a frente.

 

Contudo não tenho tido paciencia para a virtualidade quando voltei a sentir a realidade das coisas, a saborear a vida novamente e a cheirar em pleno o aroma da alegria. Sinto-me graciosamente iluminada. Nota-se porque não páro de falar nisso...

 

Engraçado como crescemos dum momento para o outro...

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

O escritorio anda com um ambiente de cortar à faca no entanto mantenho-me na minha e nem ligo ao diz que disse que aquilo se tornou. Nem é nada comigo. Barafusto para os meus papeis e para o Sr. Dionisio que de cada vez que lá vai me atormenta com a sua tacanhez... O meu colega velhadas está agora na mesma divisão que eu o que dá para falar com alguém... Não lhe dando confiança porque não se pode dar mas falando de assuntos triviais que me ajudam a passar o dia. Mas o que tem custado é mesmo o ambiente de cinismo e desconfiança que tem vindo a aumentar entre socios. Pergunto-me várias vezes ao dia "Para quê tanta confusão?" se as pessoas não se podem dar bem, para quê tanta vontade de estragar os planos dos outros e tirar tapetes debaixo dos pes uns dos outros para competir por algo que não existe... Se é uma sociedade não ha que competir...

 

Enfim... Passando à frente...

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

Posso dizer que estou cansada? Posso???? Estou sempre a dizer isto eu sei mas para mim é uma frase como "Está bom tempo..."!

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

Posso dizer também que estou lisa? Que a casa fez-me gastar montes de dinheiro? Mas está linda:D

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

Não tenho pensado em porcarias, alias em pessoas que fazem mal, em coisas que sao nocivas, em sentimentos decadentes. Em nada! Felizmente que tenho superado estes ultimos meses com uma força que não sei onde fui buscar, sem pouco ou nada chorar, sem arrancar pedaços de mim, sem me meter em "estup(idos)facientes" que me alterariam a realidade das coisas belas que poderia ver sem nada disso.

 

E por falar nisso estou "fora" há 10 meses... E já cheguei até aqui e nesta linha me vou manter.

 

Tinha de o dizer, precisava de o dizer, já o disse...

 

E... Sozinha!

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Tenho a dizer também que infelizmente tenho ponderado na questão do meu leque de amigos... Tenho imensa pena mas... Preciso de estar assim. Não me afastei, não deito fora nem esqueço o que fizeram por mim, mas entre isso e estarem sempre a massacrar-me com coisas, prefiro afastar-me e recordar o que de bom passámos. Há alturas que cada pessoa segue o seu caminho, já não há aquela cumplicidade de "pah tou cá sempre" porque simplesmente passou a ser "ainda aqui tas?" ou "porque é que ainda aqui estás quando deverias fazer/dizer isto ou aquilo?". Esqueçam. Para bem de todos e de mim, estou cá quando precisarem mas por enquanto temos de "lavar" as nossas almas antes que rebentemos à tareia uns aos outros.

 

Não me considero egoista, apenas zelo por mim...

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

E hoje, para terminar, foi um dia de...... pepino... Apesar de muito pequenino e enquanto estive a trabalhar...

 

Já chega de desabafos... Vou até ao sofá...

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

11
Jul08

"Olhá i o móvel, pah!"

por Pobre(o)Tanas

 

Estou farta disto... É que é em todo o lado! Quando me livro de caixotes? Até no escritório...

Autoria e outros dados (tags, etc)

30
Jun08

Mudanças e mais mudanças...

por Pobre(o)Tanas

 

 

 

 

 

 E pronto, hoje entrego a chave. Já retirei tudo menos o colchão, uma tela grande e uns projectores da sala que ainda não foram. O frigorifico pequeno e o microondas vão nessa ronda também e aí sim posso por a chave no correio.

 

 Estou completamente partida. Fartei-me de trabalhar ontem com "ele" que sem vacilar me ajudou no que pode. 5*! Aliás pus toda agente que conhecia ali, a trabalhar e a carregar móveis e caixas... Só pensei na tralha que juntei em 4 meses... Muito lixo!!! Andaram a ver a quem calhava o candeeiro de pé, quiseram mandar moeda ao ar, mas eu disse logo que conforme o que saísse o candeeiro era meu à mesma, ninguém ficava com ele.

 O que é certo é que com estas mudanças, todos ficámos a ganhar algo. Uns roupa, outros alguns tarecos... Dividimos por todos algumas coisas que eu também sabia não precisar e assim contentes ficámos.

 

 Nada se perde... Tudo se transf... Para tudo se arranja dono

 

 Estou estoirada.

 

 Por hoje acho que fico por aqui... 

 

 

 Só para dizer que este senhor fazia muita falta ontem:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

14
Abr08

Mudança...

por Pobre(o)Tanas

 


 


  Este fim de semana não postei. Achei necessário que o Huguinho ficasse post para que fosse mais divulgado. Não queria sobrepor posts que até nem tivessem grande importância por cima desta causa. Por agora vou continuar a divulgar o meu blog para que o post do Hugo seja visto e revisto...


 


 


  Algumas coisas aconteceram... Decidi dar um tempo na minha relação, uma vez que o meu excelentíssimo namorado (?) não dizia nada desde quinta feira... Disse ontem (domingo)... Ameaçando-me que se eu continuasse assim que depois veria o que ia acontecer.  Ao que eu respondi que já o tinha avisado que deveria rever bem a vida que levava e que ele não tinha levado a sério os meus apelos, assim sendo o melhor mesmo seria pararmos para pensar no que deveria ser feito... Que se ele me tinha testado nos últimos dias não me dizendo nada, que o teste estava feito...


 


  Agora há que cancelar as férias que íamos fazer em família, com a minha mãe e os pais dele e enfim... Grande cocó...


 


  Próximo passo em relações... Nunca meter família... Nunca mais...


 


  Acabaram-se as Cartas como aquelas que publiquei a semana passada... Desisto... A vida das pessoas muda mesmo (ou neste caso só a minha mudou, as outras nem por isso) e aquelas que não querem sair da escuridão, não sou eu que lhes vou comprar lâmpadas para as iluminar... Aliás a electricidade anda cara...


 


  Aplicar-me-ei no trabalho e próximo mês, sem dúvida, na carta... Por falar nisso tenho de ligar para lá a dizer que este mês foi complicado de despesas e por isso não entrei...


 


  Ontem fui à praia, molhei as barbatanas nas poças e lá andei a absorver sol o mais que pude... Não fosse chover hoje...



 


  E pronto... Básicamente é isto... Apesar de parecer pouca coisa, pelo menos achei importante para mim...


 


 


 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D