Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!

25
Set08

Coisas que já lá vão!

por Pobre(o)Tanas

Todos os que por aqui passam, que lêem com atenção e me "conhecem" um pouco, sabem de algumas coisas que fiz ha uns tempos. Não me arrependo, a ver se sei explicar, das minhas experiências, arrependo-me e isso já o disse várias vezes aqui, de ter puxado outras pessoas nessas viagens alucinantes. E arrepender-me-ia amargamente se nunca tivesse saído do "outro lado". Ou não tivesse a força para dizer "Eu NÃO!". Desde então que uso uma pulseira no braço. Atei-a com 3 nós e pedi a Deus para que fosse o ponto de viragem. Ou a cereja no topo do bolo da recuperação de uma queda que soube a tempo levantar-me dela. 

 

Nos últimos tempos, tenho participado muito mais na educação da minha sobrinha, ou pelo menos tenho estado mais presente. Só temos 9 anos de diferença e não parecendo muito, nas experiências de vida reflecte-se bastante.

 

Nos miúdos de agora, fala-se mais depressa de drogas que de sexo. E numa das visitas diárias à casa nova da Tia J. que é uma "fixe", a minha sobrinha e eu palavra puxa palavra, chegámos à conversa "D". Tinha dito à minha irmã e à sogra dela que nunca falaria de mim porque achava que não era altura. Mas acabou por acontecer. Contei-lhe tudo e fiquei espantada quando me disse que já sabia porque tinha ouvido zum-zuns... 

 

Disse-lhe que mal ela tivesse dúvidas que viesse ter comigo que eu explicava-lhe tudo. Não queria que perguntasse a pessoas que não soubessem. Que eu diria exactamente como eram as coisas.

 

E assim foi...

 

Por coincidência, ou não, encontrei, no fim de semana, este livro:

 

 

 

Sabia da existência mas nunca lhe tinha pegado. Estou a gostar bastante. Já o deveria ter lido há mais tempo. Claro que nunca cheguei nem a uma unha do pé da Christiane. GRAÇAS A DEUS! Neste momento quero que seja como mais um processo de nem sequer pensar no assunto com a importância que lhe dava na altura. Em que só queria e pensava naquilo.

 

Aconselho vivamente!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

28
Mai08

Educação de Piolhos

por Pobre(o)Tanas

 


 


 No outro dia estava sentada no sofá a observar as gatas e cheguei a uma conclusão que a meu ver é brilhante...


 


 Tenho duas manfias terriveis. Qual delas a mais malcheirosa e mais impossivel de aturar, no entanto há uma que destoa da outra por não dar ouvidos a nada do que possa dizer ou fazer. Por mais que lhe abra os olhos, por mais que lhe dê umas palmadas para não voltar a fazer porcarias no sofá ou nos tapetes. E a conclusão a que chego para ela fazer estas coisas, é:


 


 - Por não ter um acompanhamento durante o dia que a outra mais velha teve.


 


 Vendo bem as coisas, com os miudos de duas pernas isto também se passa. Se os pais não estiverem atentos aos passos dos filhos, se não houver diálogo e um acompanhamento no seu crescimento, eles acabam por fazer tudo o que lhes apetece.


 


 O mesmo acontece com a minha "piolha" pequena. Que desde que foi lá para casa só aprende a fazer asneiras porque só me vê de manhã e à noite. Isto também poderá ter "mão" ou "pata" da mais velha que pode ensinar-lhe coisas que nunca pensaríamos que conseguisse fazer, mas o problema é mesmo não haver "mão" minha.


 


 Enquanto que a Piggy com um simples "Não!" ou um "Piggy!" mais acentuado, pára, a outra nem com um "Zappaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!" lá vai...


 


 Para mim foi uma coisa brilhante que pensei, vocês devem estar a dizer:


 


- Oh Pobre(o)Tanas isso é óbvio! Seria óbvio que a gata fosse mais mal educada por não ter acompanhamento...Duh! ...


 


 Ao que eu respondo:


 


- Pronto está bem não gozem comigo...


 


 


 


 


 


A Piolhosa mais velha na lanzeira...


 


 



 


E a mais pequena... Só esta foto mostra tudo...


 


 



 


As duas...


 


 



 


Dentro da minha pantufa...


 


 



 


Quando a Piggy veio para casa.


 


 


Pronto ficaram com uma noção dos piolhos! Gosto mesmo delas.


 


Sou uma "mãe" babada!


 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

07
Abr08

Enfim...

por Pobre(o)Tanas

 


 


  Ando um bocado chateada com os homens. Com um homem. Com o meu homem. Ando chateada porque trabalho que nem uma ursa e ele não mexe nem sequer uma palha. Não acaba a carta e está-se a marimbar para tudo. Se tem dores de cabeça não vai às aulas, se está com dores de barriga não vai ao código, dorme todo o santo dia ao fim de semana e eu tenho de aturar isto enquanto lá fora o dia até está agradável para dar uma voltinha. Mas de carro porque muito tempo a pé os meus joelhos não aguentam.


 


  Não sei até quando vou aguentar esta situação mas que começo a ganhar forças para saltar fora começo.


 


  Sinto necessidade de ter alguém ao meu lado que invista na sua educação e cultura. Que leia, que escreva, que queira sempre saber mais. Que acima de tudo lute comigo por algo melhor. Não preciso que lute por algo a dois constantemente mas que seja meu companheiro, escute e dance a mesma música que eu. Que se vista bem durante a semana e ande informal ao fim de semana. Que tenha a simplicidade de um pijama roto mas que quando é para estar bem vestido saiba o que faz. Que me ligue só para dizer o livro que comprou. Ou me estimule com idas ao cinema para ver os filmes mais bizarros. Que brinque no meio da rua e me pegue ao colo em pela Baixa Lisboeta enquanto gira comigo. Tenha o sonho de ser samurai e matar dinossauros. Que chegue a casa com um cão abandonado ou uma flor. Que se arrepie com a minha música preferida. Que beije sempre como na primeira vez. Que me faça surpresas. Que tenha um sorriso lindo (já basta o meu com dentes tortos). Mas que queira principalmente evoluir!!!


 


  Porque eu preciso de saber sempre mais, não posso estagnar, não posso ficar parada. O meu cérebro precisa de estímulo. Não quero morrer estúpida... E assusta-me o facto da minha geração estar pobre mentalmente e irrequieta-me como pode estar tão parada a nível intelectual. Ou eu ando muito selectiva e cada vez mais exigente ou então não sei. Mas que não posso ver miúdos a estrangularem a mente com jogos de Pc e moranguices isso não...

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D