Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!

27
Out11

1 ano!

por Pobre(o)Tanas

 

 

Pois é faz hoje um ano que estou nas "Calhoeiras".

 

 

Para os dias que correm e no sítio onde vivemos é algo formidável!

 

 

 

Gostava que isto se repetisse muitos anos porque gosto de ali estar e porque quereria dizer que a nossa vida não se alterara muito e o meu "Jacinto" tinha o seu trabalhinho assegurado também...

 

 

A ver vamos...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

03
Out11

Quando me pisam os calos...

por Pobre(o)Tanas

 

 

 

Normalmente as coisas acontecem e eu tento não lhes dar importância mas quando põe em risco certas coisas que me são precisas para estar bem - como a família, amigos, trabalho - o caso muda de figura e viro leoa para defender o que é meu.

 

Dia de pepino no trabalho que no fim do dia culminou com uma frase do nervosinho do meu chefe insinuando que me poria na rua por um erro que indirectamente cometi. Como não conseguia entrar em contacto com um devedor por telemóvel uma colega minha, em boa fé, deu-me o número fixo, infelizmente ela percebeu mal o nome da pessoa e deu-me o número de outra com o primeiro nome igual mas apelido diferente. Infelizmente a pessoa a quem telefonei por engano também deve ter um problema de personalidade porque perguntei se falava com fulano tal (nome e apelido) e ele diz que sim, sim senhora... Passei a chamada ao meu chefe e claro deu bronca...

 

Eu aturo, dou de borla certas coisas que me diz e tudo isto porque sei que a função dele também não é fácil mas não deixo que certas coisas fiquem pendentes e muito menos que me ameacem daquela forma.

 

- Continua assim e amanhã não põe cá os pés!!!

 

 

*AI SENHORESSSSSS QUE ME DÁ UM FANICO*


 

Tremia por todo o lado com nervos e como já passava da hora de saida, não peguei em mais nada até falar com ele. Daí que deixei que todos saíssem (até aquela estúpidona que sai sempre cedo hoje decidiu ficar até tarde) e dirigi-me a ele. Primeiro pedindo-lhe desculpa porque sabia que era meu superior mas que não iria admitir ameaças e que se quisesse por-me no olho da rua que tivesse coragem de o fazer de uma vez e não com ameaças porque apesar do respeito que lhe tinha e tenho, tal não acontece com o medo. Segundo que não lhe merecia uma tirada daquelas quando sempre estive do lado dele para o que desse e viesse mas que estava ali, agora, a dizê-lo porque não ia remoer para casa e tomar xanax como muita gente fazia porque já tinha tido muitos trabalhos e resolver situações destas não era novidade para mim. Que apesar de 24 anos ele sabia bem que tinha muita experiência nisto mas que certas coisas não gostava de ouvir.

 

Pois bem ele negou que me tivesse dito tal coisa mas que se eu tinha percebido assim que me pedia imensa desculpa, que precisava de mim porque eu era metódica, profissional e que deixava muita gente com "comichão no rabo" por ser assim, principalmente porque muitos colegas escondiam o que faziam, que fica muito orgulhoso quando mostro transparência no que faço. No fim deu-me um abraço, que gostava de mim por termos feitios parecidos e ter idade da filha dele acabando com dois dedos no ar dizendo: 

 

- Estamos fixes?

 

 

Normalmente todos vão para casa ofendidos com ele, passam semanas amuados, tristes, desorientados... Eu não! Já o fiz. Mas há uns tempos que adoptei o sistema de dizer as coisas que me ferem. Lamento...

 

E senti-me como se tivesse saído o euromilhões...

 

 

 

 

-----------------------------------------------------------------

 

Um dia basta-me ter uma destas conversas com o meu pai a respeito da mulher dele e a minha vida ficam sem nenhum problema pendente...

 

 

 

 

Para muita gente isso é estranho. Tão poucos problemas?

 

 

É... Eu gosto de manter tudo muito simples...

 

 

---------------------------------------------------------

 

 

 

Depois de muitos anos sem descanso, quedas, de andar de um lado para o outro e milhares de formatações o meu portátil morreu vítima de um simples pózito acumulado na ventoínha que o queimou. Felizmente o disco é recuperável. Nos entretantos foi substituído por um "teclinhas" novo que nos custou os olhos da cara mas que é o nosso menino. 

 

Na quarta-feira fomos a Lisboa para o meu Jacinto ir à entrevista. Depois de quase 2h a assar dentro do carro à espera dele lá me apareceu com noticias. Tinha corrido bem, falaram na minha ida (que seria negociável), em valores, espectativas e tudo o mais... Contudo haverá nova entrevista - mais elaborada e que possivelmente será no Porto - e que só esta quarta-feira toda a papelada será entregue à pessoa que encaminhará as coisas daqui em diante. Posto isto estamos mais calmos, claro... Foi uma semana de nervos. Muitos mesmo. Vamos ver onde isto vai parar... Aguardamos desenrolar de acontecimentos.

 

Quando saímos da entrevista almoçámos com a minha irmã e no fim rumámos ao IKEA comprar mais umas coisinhas para a nossa sala. Viemos com o bolinhas carregado com a mesa/secretária/aparador da sala (chamo assim porque é o que parece por conseguir ser estas três coisas ao mesmo tempo), uma mesa de apoio - que orginalmente seria o pé de outras mesas que lá estavam mas que aqui em casa serve para colocar as nossas jarras em cima e os cds nos buracos que a enfeitam -, efeites para o jarrão grande que comprámos também na feira juntamente com as jarrinhas pequenas (tudo 30 euros/4 peças), mais umas caixas/gavetas para o nosso modulo do quarto e um candeeiro pequenino, tipo globo, todo branco com flores prata que é o meu bijú da secretária.

 

Tudo isto 115euros! Agora quero uma cadeira gira, gira! Já vi uma que amamos mas é caríssima. Quero ver se encontramos uma igual bem mais barata.

 

Dia 12 chegarão as mesas da tv e centro com o nosso precioso sofá! Infelizmente tivemos de adiar a entrega porque calhava no dia da entrevista e eu fazia questão de acompanhar o Jacinto. 

 

Estou ansiosa de ver tudo montado!!! No fim temos de começar por ver camas. A nossa com ano e meio já deu o que tinha a dar. 

 

-------------------------------------------------------------

 

 

 

 

 

 

 

 

 Adoro istooooo!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

07
Set11

 

 

Pobre(o)Tanas - Empresa X, boa tarde...

 

Alguém (incrivelmente) estúpido - Tou!?!?!? D'ondé qu'fala????

 

Pobre(o)Tanas - Da empresa X, com quem deseja falar?

 

Alguém (incrivelmente) estúpido - Ai o c******!!!!

 

*PIM*

 

 

 

 

 

 

Por mais anos que me encontre atrás de uma secretária há coisas a que nunca poderei dizer que me habituei...

 

 

E para todos eles, olha toma!!!

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

24
Jun11
Tem sido complicado vir aqui. Falta de tempo, cansaço, muito cansaço, e sinceramente tem dias que prefiro plantar batatas no FarmVille ou construir uma escola no CityVille que vir aqui e despejar a trampa que ouço o dia todo no trabalho ou a vontade que tenho em fazer uns bons quilómetros, atravessando o oceano e dar umas valentes bolachadas em certos Americanos mal-educados que ligam para o escritório, ou abanar meia dúzia de Chineses que tentam vender coisas que em nada nos interessam e quando dizemos "Thanks, but no thanks" eles desligam o telefone na nossa cara voltando a ligar no dia seguinte como se nada tivesse passado.

Depois de semanas e semanas a salivar por este fim de semana prolongado, pois para nós, aqui, seria de 4 dias, eis que o Dr. Where's Wally (ou Waldo), decide alterar algo que há 30 anos era normal na empresa e nada de ponte para ninguém. Estava tudo a pensar que seria igual aos anos anteriores quando ele descobre que ninguém está a pensar trabalhar na sexta e vá de fazer grande filme e ralhar, espernear, contorcer-se e maldizer de tudo e todos. Depois de toda a revolução, cai nele e resolve dizer que quem quiser pode tirar férias. Certo que no fim disto tudo só ele, eu e a Miss Coquette é que fomos bulir. Pois que a restante malta meteu férias. A medo preferi ir do que ele passar-se da cabeça e mandar-me de férias permanentes. A Miss Coquette como não lhe interessava ter fim de semana prolongado, deveria estar com falta de dinheiro para ir a Badajoz às compras, veio toda feliz e contente trabalhar como se a vida dependesse disso e ganhasse uns pontos a mais em relação a quem tirou férias. No fim disto ganhamos o mesmo que aqueles que ficaram em casa a descansar: um B.C.M.... Para quem não sabe, um Balde Cheio de Merda p'la proa.

Aguardo, desta forma, pela primeira quinzena de Agosto para finalmente ficar de papo para o ar.


Já sou "AVÓ"!!!!

Filho da mãe do cão, deu uma pinada de 10minutos e faz meia dúzia de cachorros!

Aquele a que temos direito já está mais que vendido pelo que em Agosto vou entregá-lo aos futuros donos.

Estou babadíssima com os meus netos! 4 meninas e 2 meninos!











Não caibo em mim de cada vez que vejo estes pequenos! O meu peito enche-se de alegria! Só me apetece beijá-los! Lindos, lindos, lindos! Ficava com eles todos dentro de um cestinho... E passava toda uma vida a mirá-los assim quietinha...

Mas depois fico com falta de ar... E tudo isso por causa do esforço físico. Todos os dias, religiosamente, temos ido correr para o campo da bola aqui da aldeia. Fazemos aquecimento e ali vamos nós... 1 voltinha... 2 voltinhas... 3 voltinhas... 4 voltinhas e paramos que por enquanto não dá para mais. 1 voltinha a andar, outra voltinha a passo rápido e no fim uma corrida em velocidade. Posto isto uns abdominais. Se estamos podres de bons? Não, mas havemos de lá chegar... Daqui a uns anos... E se pararmos de comer merdices!

Depois temos tido a visita da minha mãe quase todos os fins de semana. Da ultima vez resolveu trazer o meu tio que já há mais de 4 anos que não me via e foi preciso divorciar-se para se apegar momentaneamente ao seio familiar... Eu diria mais, apego à "mama"... da conta familiar. Mas isso são outros quinhentos que eu sou pessoa que partilha!!!

Já dizia a outra senhora que lê cartas que eu nunca seria rica, seria sempre remediada, que não viveria com dificuldades, agora rica jamais. E eu já interiorizei tudo isso contudo os 3 Pastorinhos também assistiram a um Milagre e nunca pensaram eles que isso fosse acontecer enquanto pastavam ovelhas...

Se estou triste de não ter tido um fim de semana prolongado? Não, nem por isso... Eu até sou uma pessoa calma e aguardo a minha vez...

Já tirei senha e tudo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma das razões de não ter vindo escrever foi:

FALTA DE VONTADE!

A outra foi ter estado doente.

Na terça-feira passada comecei com dores de garganta algo que já não tinha havia muito tempo. Para que a coisa não piorasse e porque ao deixar de fumar uma pessoa nunca sabe, resolvi ir ao Centro Hospitalar para que dessem uma vistinha de olhos. Saí de lá com uma faringite e um anti-inflamatório.

No dia seguinte, quarta-feira, acordei ainda com dores de garganta, a suar e a cabeça feita num 8... Pensei que tivesse sido de dormir com imensa roupa vestida e ter ainda lençóis polares, pelo que não liguei. Chegada ao trabalho a coisa piorou... Eram 10 da manhã, apesar das dores de garganta e cabeça que me estavam a matar, estava também cheia de fraqueza daí que resolvo comer uma bolacha... Mal feito. 10minutos depois corri para a wc e vomitei o que tinha e não tinha. Nova ida ao Centro Hospitalar. Diagnóstico: faringite + virose.

Uma bateria de medicamentos para tomar uma semana inteira.

Quinta-feira, a faringite dá lugar a uma constipação daquelas ruins que me fez andar a bater mal na sexta e parte de sábado. No domingo passou apenas a expectoração e assim estou eu ainda hoje a ver se descarrego...

Ando viciada nisto:


(Imagem da Web)


Mas só de galinha...

Tão viciada que com estas maleitas todas da semana passada pensei que este desejo incontrolável fosse fruto de uma gravidez não planeada e sem pingo de lógica... Mas como nem tudo é infalível... Passei a semana a pensar em arranjar maneira de comer disto sem dar muito nas vistas ou de que estava a exagerar até porque acompanho somente com banana frita... É parvo eu sei... Mas sou de manias. Há uns meses andei com os legumes com maionese... E desta vez é a Koka com sabor a galinha e quanta mais melhor. E o fenomenal é que é super barato! Trago logo às 4 embalagens. Sabe muito mas muito bem e é tão rápido de se fazer! Não deve valer um cú e deve fazer mal como tudo mas eu quero lá saber. Preciso de massa. Preciso de hidratos de caborno. Preciso de energia! Além disso... Deixei de fumar e preciso de outras coisas.

Não acho é graça ao facto de ter aumentado 6kg de peso desde que deixei de fumar. Mas isso é outra história e garanto que passará num ginásio num futuro muito próximo.

Não saímos o fim de semana todo para descansar e eu recuperar. Também porque estamos lisos, lisos, lisos aguardando o fim do mês. Lisos porque pusemos dinheiro de parte e não lhe mexemos... Infelizmente parece que a ideia de comprar o carro no fim do ano ou o mais tardar em Maio de 2012 (mais um Maio de mudanças como lhe chamo) talvez tenhamos que esperar bem mais tempo do que queríamos porque a moça que estou a substituir no trabalho vai voltar depois da Páscoa. O Dr. Where's Wally disse-me que ela demoraria mais tempo que os previstos 6 meses e que me iria renovar o contrato, pelos vistos assim não o será e eu voltarei para o desemprego... Arrasando por completo todos e quaisquer planos que tinha até ao fim do ano para juntar dinheiro.

Mas parar é morrer e eu mal caia no desemprego no dia seguinte estou a bater a novas portas...

Depois temos o oposto:

A minha mãe foi para a República Dominicana hoje... Ligou-me de manhã e disse-me apenas isto:

- Filha, já vamos embarcar. Espero que estejas melhor. Só voltamos dia 5... Ficamos combinadas que só ligamos uma para a outra se algo de muito grave acontecer. Nós não devemos ligar pois estaremos bem... Pelo menos melhores que vocês porque estamos de férias! Beijinhos.

E pronto... Recado dado...


Até se me aventa o tártaro dos dentes...


Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Mar11
Tal como escrevi à pouco no FB:

"Quando me identificar com a falta de cultura, civismo, valores e o abuso de poder por parte de quem não nasceu para o ter, baixarei os braços e deixar-me-ei ir com a maré, até lá nem que morra sozinha a tentar criar um mundo melhor para os meus filhos! Lamento por ser educada, possuir valores e ter sede de aprender..."


E com isto resumo os meus dias nas Calhoeiras. Quero é que maior parte deles levem no cu e de caminho apanhem uma doença qualquer até lhes rebentarem o escroto! Pois a mim podem calar-me por serem meus chefes e terem "poder" para o fazer na altura no entanto não o poderão fazer para sempre ou quando saio do trabalho!

Temos de trabalhar para viver... Não fosse isso e hoje tínha-me atirado para cima dele e arrancado cada dentinho com o saca-agrafos. Filho da puta do "Dr. Where's Wally?"... Bem vi que andava sossegadinho demais... Fico parva é como um merdoso daqueles ganha a exorbitância que ganha quando nem sabe coisas básicas que ninguém esquece. Coisas que fazem parte do dia-a-dia, da cultura geral e que até uma criança sabe... O B-A-BA da vidinha! O exemplo disso é a ignorância face à falta de tinteiro magenta que a impressora pedia... o que é o magenta? Para ele deve ser um qualquer programa de contabilidade... E isto deixa-me parva porque eu tenho o 12.º ano, 2 anos de frequência universitária e mesmo que só tivesse o 4.º ano não fazia figurinhas destas. A minha velhinha, coitadinha, que é analfabeta sabe deixar, dentro do saco do pão, os recados ao Padeiro com desenhos de quantos pães precisa e o dinheiro certo, que decora receitas inteiras que lhe são ditas pelas amigas e daí a 15 dias ainda as sabe de trás para a frente. Mas eu que batalhei para ter estes 2 anos de faculdade, que andei 15 anos na escola, mais de metade da minha vida, que possuo um "intelectualoide" superior àquele merdas sou tratada abaixo de cão.

Estou farta de dizer, não preciso que saibam o quanto sou inteligente, o quanto valho, mas não me tratem mal, não me pisem... Eu tenho uma língua afiada e não me calo. E não fosse eu precisar de trabalhar como qualquer mísero mortal pobre e tinha-os mandado para o caralho que é aquilo que aquele filho da puta mais deve gostar ao pequeno almoço enfiado no meio das nalgas!

Esta veia revolucionária deve estar ao rubro devido ao filme de ontem


(Imagem da web)


Não desgostei... Mas o primeiro é sempre o primeiro. Porém deu para andar a noite toda à porrada com a almofada e aos pontapés ao Jacinto que também ele por sua vez andou a malhar não sei quem. Ou seja, de manhã estávamos cheios de sono. Moral da história: já não temos idade (ou ainda não temos?) para ver filmes muito emocionantes à noite porque depois não dormimos nada...


Não é que não tenha vontade de escrever - até porque comprei umas merdas para tomar para a cabeça que a deixa mesmo nice - mas estou calinas e quero é encostar-me a qualquer coisa...


Vou aventar a minha alma para o sofá!


E com isto tudo vou com um mês sem fumar... Qualquer dia com estas cenas todas fumo meia dúzia de ganzas assim de rajada e ponho-me a dormir 3 dias seguindos.




Autoria e outros dados (tags, etc)

Isto andou parado mas por motivos de força maior... Ou menor uma vez que tive preguiça de sair da página do Facebook onde me enfio em todos os jogos parvos que me apetece clicar e com os quais possa aliviar os espasmos oculares que me dão quando tenho as mãos desocupadas, a boca fechada e os pulmões a seco.

E já lá vão 16 dias ou 17... Acho que perdi a conta. E sem pensos há uma semana. No entanto nem há 5 minutos me apeteceu fumar por mais um merdelim entre progenitores que me pôs alteradíssima. Informei-os que se me voltassem a importunar que voltaria a fumar morrendo posteriormente de "câncaro" nos pulmões. Remédio santo. Adoro fazer chantagem.

Têm sido dias calmos tirando as minhas frequentes birras que no dia seguinte já não as recordo. Como se tivesse entrado em coma alcoólico e de nada me lembrasse. O Jacinto passa-se da cabeça comigo... E após a minha admiração por no próximo fim de semana ser prolongado e eu não me lembrar, o meu Jacinto sai-se com: "Ena... Vamos passar mais 2 dias a discutir...".

Confesso que tenho andado muito difícil de aturar mas já vi pessoas piores. Sim... Também sei que agoiro tudo o que me chateia ou não me calhe bem no dia mas há que ter paciência que isto passa...

Por falar em agoiros... O meu colega Hélder fez anos. Nada de extraordinário não fosse ele ter nascido a 29 de Fevereiro e não saber a que dia faz quando não se está num ano bissexto. Cruelmente como uma criancinha de 5 anos, apontei para ele, fiz um esgar e soltei um: "Ahah não tem um dia de aniversário!" (a história do 4 em 4 anos já é velha...) e aquela mente remontou aos primórdios da sua infância e tristemente soltou um: "Sim... Quando era pequeno diziam-me isso imensas vezes na escola e ficava muito magoado...". Confesso que me deixou... Hum... A modos que... Assim... Com a consciência... Totalmente tranquila ahahahahah! Desculpem mas uma pessoa que faz 27 anos e que no seu aniversário (ou suposto) leva a moto para o trabalho e a acelera durante 2/3 minutos para se fazer ver e ouvir quando nos restantes dias do ano leva o carro, não é normal. E tal como eu disse ao Dr. Where's Wally? em tom de brincadeira "Uma pessoa que não tem dia de aniversário certo é porque algo deve falhar..." e o Dr. concordou enquanto comia a sua fatia de bolo.

Não se queixem os restantes que também fazem anos a 29 de Fevereiro... Nada tenho contra vós... Só contra aquele porque deixei de fumar e não tenho pachorra para ele...

Como tenho este computador lento vou assim depressinha dar-lhe um jeito para ir ver as minhas plantações, as vacas, os cães, os ursos, a loja das botas, a pastelaria e aventar umas moedas no casino no Facebook!


(Imagem da Web)


Vendo bem... Por vezes acho que trocava a minha família por meia dúzia de XP's ou notas nos joguinhos da Zynga...

Autoria e outros dados (tags, etc)

23
Fev11

Conversas nas Calhoeiras

por Pobre(o)Tanas
"Dr. Where's Wally?" chega perto da recepção com sorrisinhos.

Pobre(o)Tanas (POT): Estou chateada consigo... Claro que estou. Já viu como me trata? "Chegue lá aqui..." e olhando como se nos fosse fuzilar tentando meter medo às pessoas...

Wally: Em casa também se queixam do mesmo. Dizem que sou muita bruto...

POT: Por falar nisso qual o seu signo, Dr.?

Wally: Eh... sou um muito ranhoso... Eu gostava muito de ser Escorpião, Carneiro ou...

POT: Touro como eu! De ascendente Balança... Um Touro desiquilibrado.

Wally: Eh eh!

POT: Mas diga lá...

Wally: Peixes...

POT: Também tenho um em casa. O meu Jacinto é Peixes.

Wally: Já viu bem? Atura um aqui no trabalho e outro em casa.

POT: Nah, nah... Só no trabalho.

Wally: Então?

POT: Lá em casa se o Jacinto me tratasse como o Dr. me trata eu perguntar-lhe-ia com quem é que ele estaria a falar daquela maneira...

(E um silêncio propagou-se)


Vou-me aventar para a cama. A noite passada dormimos mal...

Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Fev11
Hoje andei um bocado torturada. Não só pela falta do cigarro mas de sentimentos. Deu-me para andar piegas o dia todo e o pior estava para vir. À hora de almoço o meu Jacinto era para me ir buscar como todos os dias para irmos a casa almoçar ao meio dia e meia. Era 1 da tarde e nada... Liguei-lhe. Nada... Esperei 4 minutos... Liguei-lhe novamente... Nada... Stressei... Mandei-lhe sms... Nada... Nessa altura já estava preocupada... Sei que lhe liguei mais umas 5 vezes e quando dei por mim já eram 13h30... Eu entrava às 14 e nada do Jacinto. Senti um aperto. Senti o peito comprimido. Senti ainda uma lágrima a querer rebentar e quando disse às minhas colegas que nada sabia dele e estava louca de preocupação, desato a chorar! Nisto já tinha ligado para a empresa dele (estavam todos em hora de almoço e ninguém me atendia), liguei para a minha mãe, liguei para a nossa cunhada... Conclusão pus meio mundo à procura do meu Jacinto que no fim de tudo tinha deixado o telemóvel dentro do casaco no escritório e andava lá na vidinha dele sem noção do tempo. Posto isto, chamou-me tonta quando lhe contei como tinha ficado. Depois deste susto e ter comido à pressa para chegar a horas ao trabalho (cheguei 5minutos atrasada) andei a tarde toda como se tivesse sido passada por um comboio. Toda eu era achaques. Qualquer coisa me vinha a lágrima ao olho, qualquer coisa me dava tremeliques.

Não associo isto somente à falta de tabaco. Sou sincera. Associo sim ao turbilhão de emoções que para aqui vão quando tenho de colocar todas as minhas forças para mandar esta merda para trás das costas. Até esta noite sonhei como há muito não sonhava. Lembrei-me de tudinho. Tenho dormido bem melhor. Pelo menos com consciência que de manhã não irei pegar no cigarro ou que a meio da noite não vou ter um ataque de tosse que me obrigue a ir tomar xarope para conseguir dormir ou que, se deixar isto de vez, morrer de "câncaro" nos pulmões será mais dificil...

Pensei mais em tabaco à tarde que de manhã...

"Agora Não Que Estou a Fumar Letras"

Dia 2 (15 de Fev. 2011)

09h17 - Fartei-me de sonhar esta noite. Acordei às 3 da manhã. Sonhei que o Jacinto tinha desistido e recomeçado a fumar. Fiquei triste porque sabia que sozinha ia ser bem mais dificil. Quando acordei de manhã estava bem disposta como há muito não acontecia. Abri os olhos e ri-me. Nada normal em mim... Normalmente enterrava a cabeça na almofada e queria que o mundo acabasse para continuar a dormir mais 5 minutos. Agora não me apetece que acabe pois tenho esta etapa a cumprir.
Ainda não bebi café... Mas já comi uma maçã!

12h27 - Esqueci-me de escrever. Talvêz porque não tenha pensado no tabaco tantas vezes que me fizesse escrever sobre ele. Mas já passei por stresses hoje. Não me lembro se me apeteceu fumar. Talvêz. Tentei não me exaltar mas também disse o que tinha a dizer. Antes engolia algumas coisas e ia remoê-las a fumar. Hoje que não fumo, digo o que me vai na alma...

14h21 - Depois da ansiedade que tive à hora de almoço penso que mais um obstáculo está ultrapassado. Por esta altura, em pouco mais de 2 horas, já teria 5/6 cigarros no bucho. Depois de almoço o corpo nem pediu...

16h37 - Estou triste e não tenho agora razões para isso. Sinto-me partida por dentro. Só quero ir para casa... Já tomei 1 café. Tinha uma dorzita de cabeça. O penso só me dá comixão de manhã. Pastilhas? Já lhes perdi a conta. Mordo muito a língua...

17h07 - Além da tristeza que sinto, troco os nomes às pessoas... Enquanto isso vou fazendo contas ao dinheiro que podemos juntar ainda mais por mês. Agrada-me...

18h05 - Casa! Casa! Quero ir para casa!!!

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O "Dr. Where's Wally?" hoje levou pela proa... Engoli a sua vontade de fazer uma reclamação quando não tinha razão para tal e não ia levar nada a lado algum e até lhe expus essa questão por ser um erro nosso e tal. Mas para ele e restante gente grande das empresas o erro nunca é nosso... E isso faz-me espécie as pesoas não admitirem... Contudo quando questionei uma pessoa da empresa da qual o Wally queria reclamar e consequentemente o informei de como as coisas se processavam levo a seguinte resposta dele:

- O homem é motorista da empresa. Não percebe nada disso! Ele só carrega caixotes, pah...

Pah?

PAH??????

Então o meu lado de Che Guevara do Povo Trabalhador veio ao de cima e disse-lhe:

- Dr., não julgue as pessoas somente pelo que fazem de profissão... (Podia ter acrescentado que nem todos são doutorados mas preciso de trabalhar... calma lá...) Não tenho minutas de reclamações idênticas e nunca reclamei de nada por escrito na minha vida... Se me puder dar umas luzes de como quer reclamar, consigo fazer aquilo que o Dr. pretende que eu faça.

Rodei os calcanhares e ali fui eu fumar... Mentalmente!

Um colega perguntou-me:

- Com quem estavas a falar mesmo?

- Com o Dr. Wally, porque?

- Ah...

Daí a 5minutos estava tudo na risada e aventado para trás das costas. E melhor, ainda não houve nenhuma reclamação...


Autoria e outros dados (tags, etc)

Todas as semanas aturo um caramelo no trabalho. Ainda não percebi muito bem que merda faz ele lá se arranja computadores se faz um bocado de contabilidade o que é certo é que é um ordinareco meia leca e quando digo meia leca digo abaixo do 1,65m que é a minha altura. Daí que se o mundo visto da minha estatura parece-me enorme, da visão dele a minha recepção é um país, a empresa um continente e a vila seguinte um planeta... Adiante...

Este fulano, mais propriamente o "Olhos de Charroco", teria caído nas minhas boas graças, como todas as pessoas decentes que se apresentam na minha recepção, se não entrasse a matar como se eu fosse carne para talho e ele o talhante.

Nunca gostei de pessoas que invadissem a distância higiénica que nos separa. Aqueles míseros centimetros valem de muito no que toca àquilo a que chamo de educação. São poucos mas os essênciais para que eu me torne uma pessoa agradável, de fácil diálogo e trato. Pelo que se me tocam nas costas quando nem sequer conheço a pessoa de lado algum, torna-me logo o oposto de tudo o que mencionei anteriormente. Viro a cara, não olho nos olhos da pessoa e esta acaba por ser recambiada para o sítio de onde veio, ou seja, lá longe da minha vista. Se por ventura não perceberem e resolverem atacar-me da segunda vez que me vêem com um aperto de mão prolongado - puxando inclusivé a minha mão quando eu já a estava a retirar - e me olham com olhos de charroco baboso é óbvio que se habilita a levar com furador nos cornos (e o que uso é daqueles que fura logo umas 50 folhas de uma vez...).

Pelo que eu ODEIO este baboso da merda! Dá-me asco! Vir ali todo desgargalado a verem-se os pêlos do peito, tão "alto" que se se chegar perto do balcão bate lá com as trombas e revolver a minha secretária mudando o computador de sítio, o rato para onde lhe convém e outras merdas que me irritam profundamente. Mas eu acalmo-me e vou arquivar ou desarquivar só para não estar ali e reprimir a minha vontade de lhe dar com uma cadeira e abrir-lhe a cabeça ao meio.

Tudo isto seria mínimo não fosse também o ego e altivez dele que são ridículos! Pensa que é muito bom!
E isso reflecte-se no seu carro. O "Olhos de Charroco" tem um Audi A4 dos novos. Uma bomba que se não fosse dele me faria ficar ali, enquanto fumava um cigarro na rua, a olhar para o carrito e a imaginar-me mais o meu Jacinto montados num foguete daqueles, com os cães a babarem os estofos de pele, poder mexer em todos os botões que aquela máquina tem como se fosse um cockpit. Mas não tendo dinheiro para aquilo nada podemos fazer e neste momento posso afirmar aqui que só por associar o carro ao gajo, nunca na minha vida quereria um igual... Nem dado... Bom dado, dado talvêz... Mas depois vendia-o e comprava um Colt de 1994/5 e guardava o resto do dinheiro para comprar umas batatinhas fritas ou meio quilo de sardinhas.

O mais engraçado disto é ver uma pessoa de metro e meio sair de um carro daqueles. Faz-me lembrar duas coisas: Um camionista pequenino saindo de um TIR ou quando vemos uma grande moto, um motard com um corpo fantástico saindo de cima dela e quando tira o capacete é loiro, vesgo e faltam-lhe 2 dentes à frente. É tal e qual!

Estou a imaginar um encontro às cegas com o "Olhos de Cachorro". A fulana não o conhece, decidem encontrar-se numa praça, ele diz-lhe qual o carro que tem para ela o detectar e ficar espantada e ela quando o vê a sair, tira rapidamente o casaco verde alface que leva vestido, enfia-o na mala, esgadelha o cabelo, tira o telemóvel fingindo que está a escrever uma mensagem enquanto se esconde atrás de uma estátua ou de um chafariz...

O ego do "Olhos de Charroco" é do tamanho da cilindrada do carro dele... E penso que ele se mede por aí.

E pessoas que pensam que as outras ficam rendidas pelo que possuem deixam-me nervosa, fazem-me roer ainda mais as unhas, enojada e irritativa. E pior ainda, quando saem à mesma hora que nós só para que vejamos bem o carro que têm... Enganam-se...

O meu Jacinto tem um bolinhas e como o meu mundo pára quando vou entrar naquele carro, cheio de garrafas de água vazias, lenços de papel ranhosos, lama e um cheirete a pêlo de cão molhado, rumo à felicidade do nosso ninho e à paz da nossa vida!




É um belíssimo sem dúvida alguma mas...



Este bastava-me...


(Todas as imagens foram retiradas da Web)

No entanto não há melhor máquina que o velho bolinhas! Vai para todo o lado! E o branco dá com tudo!


E com isto avento uma música que me tem ajudado a adiar um homícidio... Viro costas, trauteio e vou arquivar como se nada fosse e nada tivesse visto...


(Adivinhem o que para aqui vai...)


Toma e embrulha, oh marmota! É que fico mesmo feliz com isto!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D