Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!

05
Jul11
A Fadinha da Época Balnear ouviu as minhas preces e parece que daqui a 25 dias estou de papo para o ar... Ainda não sei para onde vamos nestas férias mas o mais provável é agarrar nos cães e gatas, entregá-los aos "avós" e rumar de mochila e tenda às costas até ao Algarve porque sai barato e gostava mesmo de fazer umas férias assim. Sem gastar dinheiro num hotel, não me preocupar com o gasóleo ou o estado dos pneus para a viagem nem tão pouco se sai caro ou não. Quero um parque de campismo, um spot à sombra sem raízes de árvores debaixo das costas - se possível - um chuveiro e um cordel para pendurar os calções e o bikini! Já nos imagino assim... É tão bom e saí baratíssimo!

Preciso mesmo de férias! Tenho sentido um cansaço imenso de tal forma que confundo a ficção com a realidade...  olhamos para uma folha de papel, imaginamo-la arrumada no dossier correspondente, recebemos entretanto uma chamada em Coreano, pousamos a folha sabe-se lá onde no meio de tanto papel que temos de tratar e no fim apostarmos o nosso ordenado em como a arquivámos fazendo olhos de El Matador a quem garante que não a viu no dossier mas que possívelmente "é capaz de lá estar pois se o diz com tanta certeza é porque está e eu acredito em si"... No fim fazemos figura de otários, claro está... Mas isto representa 1% das asneiras que tenho feito esta semana. Hoje, depois de almoço, até me senti mal disposta tal a torção mental que tinha... Querer dizer as coisas e engonhar.

Só de pensar que estivemos para ir para Ibiza e gastar uma pipa de massa, quase que me auto-flagelo!

Não estamos em tempos de esticar até ver onde dá... Nada disso... Sinceramente até me custa sermos tão snobs no que toca à escolha do nosso futuro carro. Não fossemos tão cagões neste assunto e até nos aventurávamos num carrito para aí de € 9000... Mas não! Queremos é BMW, Mercedes e Audi... No mínimo um VW... Mas também já que fazemos uma vida de monges, tanto poupamos e termos arrancado cabelos para conseguir deixar de fumar, ao menos que o dinheiro seja empregue num carro que gostemos. E quem achar isso mal que vá ali morrer na esquina a ver se me ralo!

Se é para ter um carro à base de muito sacrificio ao menos que passeie a celulite num BMW...


Enquanto isso não chega tento eliminá-la ou não pensar tanto que a tenho!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Confesso que sou uma preguiçosa no que toca a ir ver a caixa de e-mail, ainda para mais tendo umas trilhentas contas para as mais diversas coisas. Umas profissionais, outras para parvoíces de e-mails que me mandam para me rir, outras de blogs e procuras de emprego... Depois de andar o dia todo a ver e-mails no trabalho que são às centenas por dia com porcarias, nem me dá vontade de ver os meus. Mas hoje resolvi ver o do gmail e assim vi algumas mensagens aqui do Aventa Pr'aí que ainda não tinha respondido :S

I'm so sorry!!!

Uma delas era da Diversidades e Variedades a.k.a. Agridoce - podem ver o cantinho dela aqui  - e que no post em que falo que deixei de fumar ela se sente com vontade de seguir as minhas pisadas e me questiona que pensos usei.

Pois bem apesar de ter respondido agora mesmo à questão da Diversidades no sítio próprio, quero também aqui deixar para que outras pessoas saibam e se sintam com vontade de pelo menos experimentar em deixar de fumar. Nem que sejam uns dias, os pulmões agradecem... Depois pode ser que se tenha sorte em pensar que já que estivemos aqueles dias sem tocar num cigarro porque não ficar mais uns tantos?

Usei os pensos NiQuitin Clear 14 mg e sim passo a publicidade pois resultaram! Sempre me disseram que era tanga mas eu estou aqui a dar o meu testemunho em como me ajudaram e ao meu Jacinto. São puxadotes - cerca de 40 euros - mas comparado com o que se gastava por mês cá em casa em tabaco não é nada. Existem 3 fases mas nós usámos a Fase II que é para quem fuma entre 10 a 20 cigarros por dia - eu estava nos 20 em 24h e o Jacinto nos 40... No entanto só usámos um penso inteiro cada um durante 2/3 dias depois passámos para meio penso para poupar. Acabámos uma caixa os dois ao fim de uma semana e a partir daí não usámos mais nada pois achei que já que era para deixar de fumar não era para ter pensos com cenas colados à pele.

Nâo é fácil. Não o é mas já vivi coisas bem mais dificeis na minha vida e me custaram horrores comparadas ao deixar de fumar. Hoje, ao fim de um mês e quase 1 semana sei que é cedo para ter percepção se será durante muito tempo ou não mas já que cheguei aqui mesmo com stresses pelo meio no trabalho e na minha vida pessoal e não me agarrei ao cigarro acho que conseguirei ir em frente. Tenho noção que quando for velhinha que quero fumar os meus cigarrinhos pois estarei no fim de tudo e nada como um cigarrinho para acalentar uma alma. É confuso por ter acabado de dizer que penso conseguir ir em frente e depois dizer que daqui a uns 40/50 anos me vejo a fumar após tantos anos sem o fazer mas só quem fuma ou fumou sabe o quanto um cigarro sabe bem. Bom não é bem o sabor pois não é agradável mas tudo o que engloba um cigarro, tudo o que o envolve e o acto de o acender, sorver o fumo e deixar que o que nele existe entre no nosso organismo, que nos possua e nos traga uma sensação de relaxamento, de bem estar e muitas vezes de clareza quando tudo o resto à nossa volta parece confuso, é divinal. Um cigarro muitas vezes tira-nos de confusões. Evita que nos dê um colapso com os nervos e façamos merda.

Com o cafézinho é o auge de uma manhã, de uma tarde. Depois da refeição é a cereja no topo do bolo. Uma sobremesa após a sobremesa. Um cigarro é como um/a amigo/a que nos acarícia as costas quando estamos na fossa e no fim fornica o/a nosso/a homem/mulher e arranja forma de ficar com tudo o que é nosso... Passados anos, se tivermos azar, arranjamos algum problema nos pulmões, na garganta ou uma merda qualquer cancerígena por causa do nosso tão estimado companheiro de anos... Um fumador pensa nisso muitas vezes no entanto não tem força para dizer que não como qualquer viciado. Nem sequer consegue conceber na cabeça a ideia de não fumar. Isso parece tão estranho. Por vezes até parece que dói pensar em deixar de fumar. Se deixamos de fumar não sabemos o que fazer com as mãos, com o tempo livre, com aqueles minutos que temos há anos no nosso trabalho em que pausamos, depois das refeições não há nada mais que nada e o café passa à condição de solteiro. O dia que queremos deixar é sempre amanhã. Essa é a primeira prova a ser ultrapassada. O amanhã passar a hoje e o hoje a este preciso momento.


Quando amanhã finalmente chega, quando o momento do último cigarro chega, quando finalmente lhe viramos costas, quando deitamos o resto do maço no lixo ou o damos a alguém - eu guardei o meu, o Jacinto doou o dele aos carenciados da nicotina no trabalho - começa uma nova etapa. Todo o tipo de variações de humor e físicas. Muita gente desiste logo nos primeiros dias. Eu fui das que desistiu uma vez ao fim de 3/4 horas e de 4 dias também. É nisso que os pensos ajudam. Os primeiros dias é o vício de boca que fala mais alto. Dar connosco a meter a mão ao bolso em busca do isqueiro. No entanto decidi por mim não usar mais que uma semana e ir reduzindo a dose. Ao fim do 4.º dia achei que era muito forte e fui trabalhar sem nada. Ao principio da tarde mal conseguia abrir os olhos, a boca estava seca e tinha dores no peito apesar de não me apetecer mesmo fumar, era apenas físico e não aquela coisa psicológica. Contudo se se for reduzindo e cortando o penso ao fim de uma semana já conseguimos andar bem sem nada. O cheiro do tabaco passa a ser um misto de saudade e repugna. Cheira bem mas faz dores de cabeça. O humor também passa por picos. Há que ter força de vontade para não desancar as pessoas. Já testemunhei desmames complicados: o meu pai esteve 4 anos com a birra... Ao fim desses anos voltou a fumar. Também dá vontade de chorar sem saber porquê... É difícil gerir tudo isto de cabeça fria mas muitas vezes vendo os outros fumar pode ser até positivo. Pelo menos para mim é. Sei que se estão a prejudicar. Fazem-me alguma inveja mas penso que eu estou a caminho de mais um dia sem tabaco, que estou a limpar e eles bem pelo contrário e assim sinto-me com forças para continuar a minha jornada.

Depois há algo muito bom também. Fazer esta caminhada a dois. Não tem lógica fazê-lo sozinha/o quando o/a companheiro/a fuma ao nosso lado. Não. É rebentar com a nossa força de vontade, é ser-se massoquista! Assim os dois podem falar do que sentem, podem dar força... Apesar que as birras também são a dobrar. Mas acho que compensa!

Continuo a dizer que não é fácil mas fazer quimioterapia por uma doença qualquer derivada do tabaco custa muito mais. Apesar de termos feito pelo dinheiro pois quando se é jovem nem se pensa nas doenças, agora já páro para pensar no resto e saber que a cada dia respiro melhor, que amanhã será melhor o que ajuda imenso...

Por isso nos tempos que estão a chegar, além de ver um futuro financeiro muito negro acho que não nos podemos dar ao luxo de adoecer pois não se sabe que pessoas desumanas encontraremos pela frente, que direitos nos serão vedados e se não nos poderão afastar do nosso ganha-pão por isso...

Como tal muita força para pensarem em deixar de fumar... Só vos desejo isso. Força para pensar em deixar por enquanto. O resto vem por acréscimo e um dia de cada vez... O ser humano é um animal de hábitos e o hábito tanto se cria como se destrói. Deixo o conselho de o fazerem de mente aberta e ver até onde se vai e somente isto... Nada de muitas expectativas para depois não dar em nada pois não vale de nada dizer que se deixa e andar aí às escondidas a fazê-lo. Se é para tentar é para tentar e tentar é uma coisa que se faz devagar e com muita paciência... Nada de muita pressão pois um viciado é a última coisa que precisa. Não precisa que lhe perguntem 30 vezes como se sente e que lhe digam outras 50 que o facto de estar de birra é falta de tabaco pois isso já ele sabe desde que acordou de manhã...

Fumava L&M Light e agora o que consumo light são algumas coisas para tentar não aumentar de peso mas isso é outro tema para um dia destes quando eu estiver com a birra e ciente que irei ficar badocha devido à quantidade de comida que tenho ingerido...





Avento as músicas do fim-de-semana...


(Prefab Sprout-Cars and Girls)

(Daryl Hall & John Oates-Maneater)



Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Mar11
Tal como escrevi à pouco no FB:

"Quando me identificar com a falta de cultura, civismo, valores e o abuso de poder por parte de quem não nasceu para o ter, baixarei os braços e deixar-me-ei ir com a maré, até lá nem que morra sozinha a tentar criar um mundo melhor para os meus filhos! Lamento por ser educada, possuir valores e ter sede de aprender..."


E com isto resumo os meus dias nas Calhoeiras. Quero é que maior parte deles levem no cu e de caminho apanhem uma doença qualquer até lhes rebentarem o escroto! Pois a mim podem calar-me por serem meus chefes e terem "poder" para o fazer na altura no entanto não o poderão fazer para sempre ou quando saio do trabalho!

Temos de trabalhar para viver... Não fosse isso e hoje tínha-me atirado para cima dele e arrancado cada dentinho com o saca-agrafos. Filho da puta do "Dr. Where's Wally?"... Bem vi que andava sossegadinho demais... Fico parva é como um merdoso daqueles ganha a exorbitância que ganha quando nem sabe coisas básicas que ninguém esquece. Coisas que fazem parte do dia-a-dia, da cultura geral e que até uma criança sabe... O B-A-BA da vidinha! O exemplo disso é a ignorância face à falta de tinteiro magenta que a impressora pedia... o que é o magenta? Para ele deve ser um qualquer programa de contabilidade... E isto deixa-me parva porque eu tenho o 12.º ano, 2 anos de frequência universitária e mesmo que só tivesse o 4.º ano não fazia figurinhas destas. A minha velhinha, coitadinha, que é analfabeta sabe deixar, dentro do saco do pão, os recados ao Padeiro com desenhos de quantos pães precisa e o dinheiro certo, que decora receitas inteiras que lhe são ditas pelas amigas e daí a 15 dias ainda as sabe de trás para a frente. Mas eu que batalhei para ter estes 2 anos de faculdade, que andei 15 anos na escola, mais de metade da minha vida, que possuo um "intelectualoide" superior àquele merdas sou tratada abaixo de cão.

Estou farta de dizer, não preciso que saibam o quanto sou inteligente, o quanto valho, mas não me tratem mal, não me pisem... Eu tenho uma língua afiada e não me calo. E não fosse eu precisar de trabalhar como qualquer mísero mortal pobre e tinha-os mandado para o caralho que é aquilo que aquele filho da puta mais deve gostar ao pequeno almoço enfiado no meio das nalgas!

Esta veia revolucionária deve estar ao rubro devido ao filme de ontem


(Imagem da web)


Não desgostei... Mas o primeiro é sempre o primeiro. Porém deu para andar a noite toda à porrada com a almofada e aos pontapés ao Jacinto que também ele por sua vez andou a malhar não sei quem. Ou seja, de manhã estávamos cheios de sono. Moral da história: já não temos idade (ou ainda não temos?) para ver filmes muito emocionantes à noite porque depois não dormimos nada...


Não é que não tenha vontade de escrever - até porque comprei umas merdas para tomar para a cabeça que a deixa mesmo nice - mas estou calinas e quero é encostar-me a qualquer coisa...


Vou aventar a minha alma para o sofá!


E com isto tudo vou com um mês sem fumar... Qualquer dia com estas cenas todas fumo meia dúzia de ganzas assim de rajada e ponho-me a dormir 3 dias seguindos.




Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Fev11

O dia foi calmo. Felizmente hoje não me deu para chorar! Nem me enervei...

Tenho tentado comer de 2 em 2horas ou de 3 em 3. Uma peça de fruta, metade de um queijo fresco ou uma bolacha e assim colmatar toda esta vontade de comer e tentar a todo o custo não aumentar de peso. Não é por ficar badochita ou assim é mesmo devido aos meus joelhos e não poder engordar visto depois não conseguir andar com o peso e tamanho do meu cagueiro. E também é cedo para ver se engordarei ou não. Enfim uma maçã ou uma banana têm feito milagres quanto à fome que tudo isto tem gerado em mim...

Tirando este tempo de merda, a vidinha corre bem em todos os aspectos. Cheguei a casa e agarrei-me ao aspirador e à esfregona. A minha casa estava um nojo. Agora sem cinzeiros à vista, todos lavados e arrumados, até que cheira bem melhor! E o nosso bolinhas? Passou da Portocel para uma loja de perfumes na 5th Avenue. Agora o que notamos é na roupa... Ui! De manhã é andar a cheirar camisolas e casacos... Todos eles lavados mas a cheirar a "bafum"...

Tenho dormido lindamente...

"Agora Não Que Estou A Fumar Letras"

Dia 3 (16 de Fev. 2011)

10h02 - Esta manhã tem sido fácil! Tomei o meu cafézinho descansada e agora comi a minha meia banana. Acordar tem custado muito menos e à noite temos tido tanto sono que vamos a correr para a cama. Sonho imenso. Sonhei que tínhamos um filhote. O Zé Luís. Muito lindo e inteligente o nosso menino! Era parecido com o meu Jacinto! Sempre sonhei imenso com o Zé Luís independentemente de um dia ter uma filha e nunca ter um rapaz. Mas sonho...
O penso continua a dar comixão de manhã... Coloquei-o no antebraço.

11h51 - Tenho o braço dormente há imenso tempo. Dá-lhe espasmos. Estranho!
Comi a outra metade da banana. Lembrei-me do tabaco 5 vezes... Comentei sobre ele, 3... Porque me perguntaram como me sentia.

12h06 - Lembrei-me que banana e café pode ser uma mistura explosiva...

14h10 - Foi a hora de almoço mais fácil que tive nestes dias. Há 3 dias que não fumo mas nos entretantos já estou a fazer uma licenciatura em pastilhas elásticas.

17h46 - Tarde FÁCIL!!! Abençoado queijo fresco e maçã... FÁCIL!!!

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O Jacinto diz que vou voltar a fumar porque não penso noutra coisa e não falo de mais nada. Mas bolas... Preciso de falar e de dizer como me sinto... Sempre foi assim. Falando curo a alma... Não me basta vir para aqui e falar do que me apetecer e do que me vai na mona... Se não me quiser ouvir, temos pena... Mas preciso... Para conseguir chegar a algum lado e conhecer coisas em mim que ainda não despertaram.

Por falar nisso, fiz ali ao lado --------------------------» uma votação... Vamos a ver o que dizem os resultados daqui a umas semanas

Anseio por dias de primavera ou verão. Andar descalça e com roupa que me deixe respirar sem me sentir um boneco da Michelin...

Avento p'raqui duas músicas da lista da Banda Sonora da Vida da Pobre(o)Tanas.


(Hooverphonic - Mad About You)


E a fantástica Sade com...

(Cherish The Day)

Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Fev11
Hoje andei um bocado torturada. Não só pela falta do cigarro mas de sentimentos. Deu-me para andar piegas o dia todo e o pior estava para vir. À hora de almoço o meu Jacinto era para me ir buscar como todos os dias para irmos a casa almoçar ao meio dia e meia. Era 1 da tarde e nada... Liguei-lhe. Nada... Esperei 4 minutos... Liguei-lhe novamente... Nada... Stressei... Mandei-lhe sms... Nada... Nessa altura já estava preocupada... Sei que lhe liguei mais umas 5 vezes e quando dei por mim já eram 13h30... Eu entrava às 14 e nada do Jacinto. Senti um aperto. Senti o peito comprimido. Senti ainda uma lágrima a querer rebentar e quando disse às minhas colegas que nada sabia dele e estava louca de preocupação, desato a chorar! Nisto já tinha ligado para a empresa dele (estavam todos em hora de almoço e ninguém me atendia), liguei para a minha mãe, liguei para a nossa cunhada... Conclusão pus meio mundo à procura do meu Jacinto que no fim de tudo tinha deixado o telemóvel dentro do casaco no escritório e andava lá na vidinha dele sem noção do tempo. Posto isto, chamou-me tonta quando lhe contei como tinha ficado. Depois deste susto e ter comido à pressa para chegar a horas ao trabalho (cheguei 5minutos atrasada) andei a tarde toda como se tivesse sido passada por um comboio. Toda eu era achaques. Qualquer coisa me vinha a lágrima ao olho, qualquer coisa me dava tremeliques.

Não associo isto somente à falta de tabaco. Sou sincera. Associo sim ao turbilhão de emoções que para aqui vão quando tenho de colocar todas as minhas forças para mandar esta merda para trás das costas. Até esta noite sonhei como há muito não sonhava. Lembrei-me de tudinho. Tenho dormido bem melhor. Pelo menos com consciência que de manhã não irei pegar no cigarro ou que a meio da noite não vou ter um ataque de tosse que me obrigue a ir tomar xarope para conseguir dormir ou que, se deixar isto de vez, morrer de "câncaro" nos pulmões será mais dificil...

Pensei mais em tabaco à tarde que de manhã...

"Agora Não Que Estou a Fumar Letras"

Dia 2 (15 de Fev. 2011)

09h17 - Fartei-me de sonhar esta noite. Acordei às 3 da manhã. Sonhei que o Jacinto tinha desistido e recomeçado a fumar. Fiquei triste porque sabia que sozinha ia ser bem mais dificil. Quando acordei de manhã estava bem disposta como há muito não acontecia. Abri os olhos e ri-me. Nada normal em mim... Normalmente enterrava a cabeça na almofada e queria que o mundo acabasse para continuar a dormir mais 5 minutos. Agora não me apetece que acabe pois tenho esta etapa a cumprir.
Ainda não bebi café... Mas já comi uma maçã!

12h27 - Esqueci-me de escrever. Talvêz porque não tenha pensado no tabaco tantas vezes que me fizesse escrever sobre ele. Mas já passei por stresses hoje. Não me lembro se me apeteceu fumar. Talvêz. Tentei não me exaltar mas também disse o que tinha a dizer. Antes engolia algumas coisas e ia remoê-las a fumar. Hoje que não fumo, digo o que me vai na alma...

14h21 - Depois da ansiedade que tive à hora de almoço penso que mais um obstáculo está ultrapassado. Por esta altura, em pouco mais de 2 horas, já teria 5/6 cigarros no bucho. Depois de almoço o corpo nem pediu...

16h37 - Estou triste e não tenho agora razões para isso. Sinto-me partida por dentro. Só quero ir para casa... Já tomei 1 café. Tinha uma dorzita de cabeça. O penso só me dá comixão de manhã. Pastilhas? Já lhes perdi a conta. Mordo muito a língua...

17h07 - Além da tristeza que sinto, troco os nomes às pessoas... Enquanto isso vou fazendo contas ao dinheiro que podemos juntar ainda mais por mês. Agrada-me...

18h05 - Casa! Casa! Quero ir para casa!!!

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O "Dr. Where's Wally?" hoje levou pela proa... Engoli a sua vontade de fazer uma reclamação quando não tinha razão para tal e não ia levar nada a lado algum e até lhe expus essa questão por ser um erro nosso e tal. Mas para ele e restante gente grande das empresas o erro nunca é nosso... E isso faz-me espécie as pesoas não admitirem... Contudo quando questionei uma pessoa da empresa da qual o Wally queria reclamar e consequentemente o informei de como as coisas se processavam levo a seguinte resposta dele:

- O homem é motorista da empresa. Não percebe nada disso! Ele só carrega caixotes, pah...

Pah?

PAH??????

Então o meu lado de Che Guevara do Povo Trabalhador veio ao de cima e disse-lhe:

- Dr., não julgue as pessoas somente pelo que fazem de profissão... (Podia ter acrescentado que nem todos são doutorados mas preciso de trabalhar... calma lá...) Não tenho minutas de reclamações idênticas e nunca reclamei de nada por escrito na minha vida... Se me puder dar umas luzes de como quer reclamar, consigo fazer aquilo que o Dr. pretende que eu faça.

Rodei os calcanhares e ali fui eu fumar... Mentalmente!

Um colega perguntou-me:

- Com quem estavas a falar mesmo?

- Com o Dr. Wally, porque?

- Ah...

Daí a 5minutos estava tudo na risada e aventado para trás das costas. E melhor, ainda não houve nenhuma reclamação...


Autoria e outros dados (tags, etc)

Ontem andámos a ver carros. Depois de fazermos contas, de virarmos orçamentos fictícios, tirar acessórios, colocar coisas baratas e pedir a cilindrada mais baixa, reparámos que para nenhuma das hipóteses teríamos dinheiro para a entrada e se tal não acontecesse, dar 300 euros por mês para um carro achámos um exagero. Daí que quando desligámos o computador e nos deitámos, fizemos mais contas ainda e tomámos uma decisão:

Deixar de fumar.

Já o mês passado o Jacinto tinha comprado pensos a pensar que um destes dias nos desse a travadinha e acabássemos de vez com este vício que nos leva os mesmos 300 euros por mês ou mais. Levantámo-nos da cama, fumámos o último cigarro na sala e hoje de manhã colocámos os pensos com o acordo que seria com convicção mas que se algum cedesse não seria o fim do mundo. Vamos levar isto na descontração e ver onde vai dar. Sem muita pressão e com pensamento no carro que queremos.

Porque sendo assim o dinheiro do tabaco dá para pagar a prestação e ainda manter a qualidade de vida que tínhamos quando se fumava. Agora fumar e carro não dá. Por isso é a nossa meta.

Nos entretantos, quando me apetece fumar, escrevo o que sinto física e psicológicamente e por isso o Aventa P'raí terá, a partir de agora, a secção diária

"Agora Não Que Estou a Fumar Letras"

DIA 1 (14 Fev. 2011)

08h47 - Já estou no trabalho há 47 minutos. Sinto uma ligeira "moínha" na cabeça. Já bebi o café que tanto temia e que puxava pelo primeiro ou segundo cigarro do dia... Mas correu bem. O penso deu-me imensa comichão mas já passou. O que tem custado mais é o que fazer com as mãos. Nem é falta do sabor do cigarro, nada disso. É mais o gesto... Depois do café enfiei uma pastilha na boca. Estou com dores de barriga mas deve ser mesmo da cafeína a dar a volta à tripa...

09h41 - Estou um bocado maldisposta. A pastilha deixou de ter sabor e por isso vou trocá-la por outra. Desde a ultima vez que escrevi pensei 15 vezes em tabaco e falei nele outras tantas. Estou aflita para fazer xixi. Desde que entrei já fui à casa de banho 3 vezes. Deve ser dos nervos...

11h13 - Já vi 3 colegas a fumarem e senti o cheiro. Não me afligiu à primeira, nem à segunda mas à terceira deixou-me... Saudosa?
Já vou na 3.ª ou 4.ª pastilha. Também já comi 3 bolachas de chocolate. A moínha de cabeça passou para a testa e para a nuca. Mas já estou bem dispostinha. Estou ansiosa para saber como o meu Jacinto se está a dar mas nem o vou lembrar disso...

11h56 - O penso está a dar-me um comichão danado! Ou é a pele a absorver a nicotina como pode ou o corpo a dizer: "Vá, pah! Arranca isso que te dá comichão e vamos fumar!!!"

15h10 - Depois de almoço a coisa ficou feia. A barriga cheia e as mãos desocupadas levam a muitos desejos... Após o cafézinho então... Mas já estou a mascar nova pastilha: a 2.ª depois de almoço. Ver os outros a ir fumar não me tem feito diferença. Mas já tive o impulso de me levantar ou meter a mão ao bolso das calças à procura do isqueiro. Hábitos!
Estou a achar isto fácil demais... E a vontade de "desorinar"? É a 12.ª vez hoje! Será do frio?

15h54 - Descobri o poder das gomas e do queijo fresco comido à colher... Já vou na 3.ª pastilha da tarde. Deixo de fumar e arranjo uma carrada de problemas como diabetes, intolerância à lactose ou cáries...

16h25 - Ok, acenarem-me com um maço de tabaco a fazer pirraça não me faz qualquer confusão... Se querem que surta efeito tentem daqui a 4 dias. Até lá roam-se de inveja porque eu ainda não fumei nada hoje e vocês já vão no meio maço ou mais.
No entanto ir ao gabinete do meu patrão e levar com o fumo dele nas trombas faz-me mal aos pulmões e à ansiedade... Cambada!
Já não fumo há 15 horas! Bonito...

16h57 - 15horas e 32 minutos, se fazem o favor!!!

18h27 - Sair do supermercado depois de ter ido às compras e sentarmo-nos no carro é altura de acender sempre um cigarro... Mas hoje é diferente.

19h15 - Belo jantar... E que bela cigarrada que ia agora... Ao invès como 3 quadradinhos de chocolate e mais 1 pastilha elástica...

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Este será o diário que farei. Assim se quiser desistir olho para o que já escrevi. Não vou enganar ninguém, posso ceder mas como disse vamos levar isto na descontração. Não é nada fácil. E eu só fumo há 4 anos. O meu Jacinto há 8... Ambos começámos a fumar tarde e na altura se tivéssemos levado com uma tábua cheia de pregos pela cara tínhamos ficado bem melhor servidos.

Uma das coisas que mais medo tenho é de engordar. Não que tenha a mania das dietas mas tenho medo que isso aconteça. Mas pronto se acontecer vamos para um ginásio ou assim. Tenho perfeita noção que até ao 4.º dia isto vai ser limpinho e vira peixe... Quando passar o 4.º dia é que vai doer. Da última vez que estive sem fumar porque não me apetecia foi ao 4.º ia que recomecei. Foi nesse dia que me apeteceu fumar. Contudo estou contente com os pensos. Dessa vez não usei nada e agora com os pensos tem sido mais fácil. Mas mais fácil ainda é ser uma decisão a dois... Não há um a puxar para seu lado mas sim para o mesmo.

Agora a pergunta do meu Jacinto:

- Bombix, que fazemos depois a tanto dinheiro???


(Imagem da Web)



Com todas estas emoções à flor da pele nem nos lembrámos que era dia dos namorados... O nosso jantar romântico foi um franguinho assado com batatas fritas e 4 "velas" sentadas nos chão a olhar para nós a ver se caía alguma coisa. Jantar mais que perfeito!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D