Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!

 

 

Cheguei a casa e enfiei-me na banheira com água e sal para tirar este peso negativo de cima de mim.

 

Há dias em que levamos para o nosso cantinho uma carga tão má que mal nos conseguimos manter de pé, discutindo por tudo e por nada.

 

Depois de ter renovado estou aqui fresca que nem uma alface.

 

 

Certamente que não retirou a chatice que é ainda faltarem quase 3 semanas para iniciar um novo ciclo para mim. Mas tirou o peso do dia de hoje em que decidiram que deveria saber de que fibra são feitos, inchando-se todos sempre que eu passava para eu perceber - qual cachorro - quem são os líderes da matilha.

 

 

Deveria um dia juntar o meu chefe com a Psico... Davam um belo casal. Um presunçoso e a outra com - apenas - a mania que sabe mandar. Tínhamos o casal sensação.

 

 

Eu não preciso de saber quem está acima de mim na cadeia laboral, nem tão pouco lidar com eles, até porque sei bem o espaço que ocupo e que as normas são para cumprir e eu gosto de ter regras. Agora penetrarem no meu pequeno círculo e tentarem violar a minha privacidade, entrar à força na minha bolha isso não deixo. Talvez um trabalhador tenha que deixar, talvez eu esteja errada mas esta sou eu e só entra na minha bolha quem eu quero, até porque nem toda agente respira o mesmo oxigénio que o meu.

 

 

Por vezes dou-me ao luxo de ter 5 min para observar toda aquela gente e ouço uma voz dentro de mim que me diz: "Pobres deles que não sabem... Deixai-os estar... Não sabem... Não querem ver..." e retomo o meu trabalho; digo umas piadas sobre um qualquer assunto em mãos ou sobre a vidinha dos meus macacos do nariz e traques e assim fico... Pena que só eu naquela empresa mande peidos e tire macacos do nariz, mais ninguém o faz... Por isso andam inchados...

 

 

Adiante...

 

 

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

O Mundo anda a palpitar como se fosse uma enorme ferida infectada... Penso para mim e pergunto-me se não nos vamos arrepender muito... Vão haver mudanças mas eu já não vou avisar mais ninguém.

 

Alguns dos meus já se encostaram às "boxes" esperando para ver e cansados de lutar. Vão-me indicando o que fazer e eu sigo as normas indicadas, as regras como se tratasse de uma conta complicadíssima, vou somando e subtraíndo, dividindo o que posso pelos outros que só se multiplicam se assim o desejarem.

 

Até lá vou "fazendo as malinhas" mentalmente até não chegar a hora de fazer mesmo as malas de verdade e partir para um sitio seguro tanto para a minha integridade física como psicologica bem como para os meus.

 

 

 

 

E................

 

 

 

Já postei mais um peidinho...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

09
Set09

Ora vejamos...

por Pobre(o)Tanas

 

 

Ora... Aproveitando o facto de ter estado ausente uma série de tempo - um mês? dois? - e porque a minha irmã me pediu - assim a modos que com jeitinho - resolvi vir aqui postar uma poiazita à minha maneira e dar um empurrão ao que a mana pedinchou.

 

Em jeito de resposta ao Kai:

 

Ele foi-se embora... Mas só naquele dia porque depois voltou, obviamente.  e as coisas têm corrido bem - pelo menos eu acho que sim - tirando o meu mau feitio matinal e nocturno.

 

Os dias no trabalho são o que se pode chamar apocalipticos. É tudo rotineiro e se não fossem duas ou três pessoas eu já teria cometido um homicidio colectivo ou no mínimo dos mínimos cortado os meus próprios pulsos para não sofrer mais.

 

Lembram-se da Psico?

 

Eu lembro. TODOS OS DIAS! Que saudades!

 

Lembram-se de como ela era?

 

Eu tenho uns 50 iguais a rodearem-me...

 

Vendo bem... Acho que os dias de trabalho na Faixa de Gaza eram mais pacíficos... Neste momento trabalho numa empresa que só lhe posso chamar IRAQUE!

 

"Impresa" Ruim de Atacantes de "Qalças" (de ganga) Unificada Eternamente...

 

Estive 5 dias de férias - não tinha direito mas como todos os que entraram um mês antes de mim já gozaram mais de 15 dias eu resolvi pedinchar também.

 

O meu chefe não mos quis dar... Mas quando não se consegue beber água do riacho vai-se à nascente e assim lá fui eu falar com outro chefão... E fui de férias.

 

Certo e sabido que rejuvenesci... Para envelhecer logo no dia em que regressei ao trabalho.

 

Chego a casa sem vontade de nada, nem de comer... Apesar de estar gorda que nem uma vaca leiteira em época de abundância de erva.

 

Continuo pobre e a contar os tostões mas quem não nasce rico sempre pode tentar virar o cu para a lua quando esta está cheia... E isto soou um bocado mal mas que se lixe...

 

As miúdas estão boazonas e malcheirosas como sempre. Há coisas que não mudam.

 

A Pamir andou uns dias desaparecida e lá veio com uma mamonas enormes e um cagueiro de quem andou no bem bom. Ou seja deve estar prenhissima.

 

A minha mãe vai casar - contra vontade dela (?) - e eu a pensar no que vou levar vestido...

 

E pronto tirando os meus fins de semana passados Alem do Tejo, onde recupero energias, a minha vidinha insignificante de ser pobre e de mau feitio resume-se a isto nos tempos que correm.

 

Espero voltar à carga ao meu blog nem que seja para falar de trabalho como sempre mas pelo menos escrevo uma porcaria qualquer...

 

Até já!

 

Ah... O pedido da minha irmã fica para o post seguinte...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

30
Jul09

Ressonices

por Pobre(o)Tanas

 

 

Uma pessoa não é pessoa até ouvir a gravação do seu ressonar, que alguém - normalmente a cara-metade com quem partilhamos puns e bolachas oreo - teve o desplante de fazer...

 

 

 

Agora sou uma pessoa...

 

 

E sim, Luís, estou a fazer queixinhas no meu blog...  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

 

Ora faz agora um ano, mais ou menos esta semana, que a minha vida deu uma grande volta...

 

 

Olhando para trás, para mim, muita coisa mudou.

 

 

Mas olhando para os outros, as coisas, os filmes, o teatro e a telenovela sao os mesmos.

 

 

 

Um ano depois de se ter junto com o vigesimo "homem da vida dela", a minha mãe separou-se...

 

 

 

E agora pergunto eu: valeu a pena deixar a casa onde estavamos e por-me numa situação de merda, para nao ter dado em nada???

 

 

Bem pelo menos virei-me...

 

 

 

 

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

 

Ando cansada do trabalho... Hoje cheguei as 21h30 a casa...

 

 

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

Como passo 95% do tempo no trabalho agarrada ao pc, quando chego a casa nem me apetece escrever... Ou pelo menos divagar...

 

 

De maneira que isto tem andado às mo(s)cas...

 

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

Quando foi a ultima vez que tive vida social???

 

 

Ora estávamos nós na noite em que o Titanic afundou e eu apenas em cuecas mandei-me do convés do Paquete, mergulhei nas águas geladas e nadei por aí abaixo até ao México, de onde regressei a semana passada com uma impressão estranha no corpo...

 

 

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAATCHIIIIIIIIIIIIIIIMMMMM *ROINCK* (Gripe Suina para quem não percebeu)...

 

 

 

Fuiiiiiiiiiiiiiiii!!!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

09
Mai09

À minha Tina!

por Pobre(o)Tanas

 

 

É com pesar que escrevo isto e é tristeza profunda aquilo que sinto...

 

 

 

Há duas semanas que andava constantemente a ligar à D. Tina para a ir visitar uma vez que nunca visito ninguem sem ligar primeiro...

 

 

Mas nunca ninguem me atendeu até que hoje conseguimos...

 

 

E foi com tristeza que soube que a minha Tina, a minha amiga e mais que "mãe" do coração - que tanto me ajudou enquanto estive na Amadora com as miudas -, morreu.

 

 

 

 

E sinto-me... Sei lá...

 

 

 

Já é a segunda pessoa, este ano, que so sei dias depois e mais nada posso fazer....

 

 

 

 

 

E agora que tinha uma oportunidade de lhe mostrar o quanto sou feliz...

 

 

 

 

 

 

Mas tu sabes que estou bem, não sabes?

 

 

Mas sei que nos abraçámos a ultima vez como sempre fizemos... So não sabia que era a ultima vez... No entanto abracei-te e isso conforta-me!

 

 

"Filhota, volta sempre que queiras porque és uma filha para mim e para o meu Augusto!"

 

 

 

 

 

Obrigada:)

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

 

"Ahhhhhhhh quanto pesas agora????"

 

 

"O peso de 1 javali macho menos 3 cães de grande porte..."

 

 

 

*Tristeza* --'

 

 

 

 

 

 

 

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

 

*FI*, Força amiga! Estamos cá!

 

Não te levará para longe de nos, acredita!

 

És mais forte que isso!

 

 

Amo-ti, amori meu!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

20
Jan09

Já chegaaaaaaa

por Pobre(o)Tanas

 

 

Estou na mesma. Passei um filho da mãe de um dia na cama e estou na mesma! Nada fez efeito. Fui ver se tomava um banho, ao abrir a torneira constatei a falta da água, com a chuva por vezes falta... Estou farta!

 

Oh Tu aí em cima! Já tomei consciência do peso da minha estupidez... Já chega... Odeio estar dependente das pessoas... E já agora faz com que a água volte... Além do peso da estupidez, também sinto o peso da nha-nha que tenho pegada aos refegos do meu corpo...

 

 

 

 

 

 

 

 

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!! Renheck-renheck

Autoria e outros dados (tags, etc)

19
Jan09

Mais um castigooo

por Pobre(o)Tanas

 

 

Deus castigou-me forte e feio. Depois de ver que eu gozava com as pessoas que buscavam coisas estranhas aqui no meu blog, Deus, chegou ao pé de mim e disse-me:

 

- Minha Filha, terás de aceitar as pessoas tal como são... Com os seus defeitos e virtudes. E hoje não foste branda. E pior, gozaste com o facto de as pessoas escreverem mal... Muitas delas não tiveram a oportunidade que tu tiveste de possuir mais estudos. Sabes o que isto quer dizer, nao sabes?

 

- Que vou ser castigada?

 

- Hum-hum...

 

- Opah...

 

- Tem de ser...

 

- Bolas pah! Todas as semanas é isto - *Bufando stressada* - Pronto está bem. Mas algo assim de leve... Pode ser?

 

- Vou ver o que arranjo.

 

E assim, Deus, abriu a sua mala de castigos e tirou de lá um para me aplicar.

 

- Vais ter uma dor na coluna.

 

- PORQUE????

 

- Pouca coisa. Assim algo que te vai deixar meia rabujenta... Desta forma sentes o peso da tua crueldade para com os teus Irmãos...

 

- Epah fogo. 'Tá bem pronto. Bota lá isso...

 

 

 

E assim foi... Tenho uma dor que se alojou na coluna e que me atacou as pernas de tal forma que foi o meu amigo velhadas que me foi por à Estação. Pediu o carro da Psico emprestado e levou-me. Mas aquela víbora, como foi de má vontade que emprestou a porcaria da carroça, não nos disse onde ela estava e fez-nos andar rua abaixo e rua acima à procura. VACA! Has-de ter pior! E no cu assim não te has-de sentar durante 15 dias!

 

Até onde chega a crueldade das pessoas é algo que cada vez me assusta mais. Então mas se eu tivesse carro, se ela estivesse mal, não a levaria? Não emprestaria o meu carro??? Bolas, posso nao gostar dela, mas entre isso e não ajudar um ser humano, um semelhante a mim, vai um passo tao grande que nunca o faria...

 

Enfim... Mas o que interessa é que cheguei bem a casa. A D.ª Orlanda cuidou de mim e agora estou de cama a descansar as costas...

 

Como aconteceu isto? Senti uma dorzita antes de amoço nada de especial. Desci as escadas do estaminé, piorei ao ponto de não ter força nas canetas...

 

Bom, vou ver se durmo um bocado...

 

De maneira que agora estou aqui... Em casa... Deitada sem me mexer...

Autoria e outros dados (tags, etc)

07
Jan09

A minha bolha...

por Pobre(o)Tanas

 

Sinto-me... Estranha... Passiva face ao que me rodeia... Ao mesmo tempo sinto que esta passividade se deve ao facto de que vou ter de ganhar forças para algo que vai surgir nos proximos tempos. Não sei se bom, se mau, mas sinto-o... Pressinto uma força a aproximar-se de mim. É algo mesmo estranho... E vou pensando em mim cada vez mais apesar de...

 

 

Andar estupidamente simpática e prestável... Mas... Ao mesmo tempo enfio-me dentro de mim mesma enquanto faço estas coisas e nem penso em mais nada se não no meu ser. Que estou perto de algo. Que vou ter algo. Sinto-me grande por dentro, apesar da imensidão do que me rodeia, mas sou maior que isso no meu intimo... Quando penso apenas para mim. Que nada mais me importa que eu... Posso dizer que estou "drogada" comigo mesma. Estou com uma "jarda" mental de cada vez que penso apenas em mim.  Fisicamente não estou no meu melhor mas nem é isso que me importa. Sinto-me mental e interiormente bem. Será isto o meu ego? O meu amor-próprio? Se é posso já aqui confidenciar que nunca tinha sentido amor por mim porque isto tem sido tão novo. Tão esquisito...

 

 

Misto de sensações que não vou alimentar escrevendo sobre isso...

 

 

 

*RESPIRA*   (Por vezes esqueço-me disto...)

 

 

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

Tenho andado louca com esta música lamechas...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sinceramente detesto escrever à noite... À noite é para desenhar... Escrever é de manhã ou à tarde... À noite fico pensativa. Sinto falta de coisas, pessoas... Não de alguém em particular... Talvez... Mas afasto o pensamento... Quero pensar que sinto falta de outra pessoa. Até porque sou tão forte que o consigo. Consegui. Consigo sempre. Que raio é que eu não consigo? Se quiser ir daqui à lua eu posso... Se quiser pegar no mundo com as minhas mãos e mandá-lo morrer longe, também... Se quiser apenas querer, eu posso... Basta apenas pensar... E se pensar que quero ser, estar, ter, poder, conseguir e pensar também, basta fazê-lo... Pensar... E serei tudo isso e muito mais... Basta pensar... é o primeiro passo para o resto...

 

 

E tenho pensado em mim... Dentro da minha bolha... E penso nela, no seu interior... No ar que respiro, no facto de ser confortável por vezes e outras não... E aguardo o dia em que a abra um bocadinho e crie o meu mundo dentro dela com pessoas que mereçam... O resto será fachada...

 

 

Os meus não me serão esquecidos. Não...! Mas, agora sou eu... E quero-me tanto só para mim...

 

 

 

E vou-me que já é bastante tarde...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

06
Nov08

Pornografia...

por Pobre(o)Tanas

 

 

Ontem, de um momento para o outro, assim *puff*, a net desapareceu!

 

Claro que fiquei com a birra e andei a telefonar para os apoios a cliente todos e coise até que era facturas em atraso! (A SÉRIO??? AHHHH! Não me digas?! - Ironia)...

 

Mas pronto hoje já posso andar aqui a ver pornografia e coisas nojentas... Estou a brincar, sim???

 

Por falar em pornografia, o pessoal que vai la a casa, fica escandalizado por eu ter 3 ou 4 DVD's porno à vista de toda agente. Bem não estão à vista, estão juntamente com os DVD's normais, ao pé do "21 Gramas" e do "Idade do Gelo" LOOOOL

 

Eu não tenho problemas nenhuns com isso. Não os comprei porque não ia dar dinheiro NUNCA por pornografia, foram "emprestadados" e lá ficaram. Se lá estão sossegados, é deixá-los estar. Mas não fiquem chocados. Eu vi-os, no máximo duas vezes, e assim a andar depressa para ver como eram porque ver os outros nunca foi coisa que me agradasse. Prefiro ser eu! LOOOL 

 

Mas não vejo nada às escondidas isso não, já lá vai o tempo e digo-vos é mau. Ver coisas às escondidas, quando somos putos, pode enfraquecer o coração. Por isso, e sendo eu maior e vacinada, posso ver o que me der na real gana!

 

Os filmes que lá tenho são daqueles ranhosos com qualidade de imagem mesmo caseira, mas não há cá nada do outro mundo nas imagens. Lá existem umas trocas de par, mas tudo com gente adulta e seres de duas patas, não há cá coisas que saiam dos parametros normais.

 

Anormalidades não é comigo, nesse aspecto sou muito púdica e certas coisas metem-me nojo e não me entram na cabeça. E quando falo em anormalidades, falo de coisas com animais e menores. Não! Aliás nem nunca vi. Nunca consegui ver e espero nunca me deparar com imagens assim. Porque acho uma verdadeira aberração da natureza.

 

E agora que toco nesse ponto, não consigo conceber certas coisas na minha cabeça. Por exemplo, consigo conceber uma imagem sexual entre um homem e um homem, mulher e mulher, vários casais, etc. Agora com crianças e animais, não! Tipo não dá! Acho, nem acho nada, não tenho palavras para isso.

 

E quem o faz, a meu ver, era entregarem-mos todos e deixarem-me tomar conta desses abusadores. E mim e à populaça em geral. Tortura e de seguida empalá-los em praça publica!

 

Sim, eu sou de extremos. Adoro as pessoas, o ser humano, mas quando toca a esses assuntos sou irracional. E tomaria medidas extremas para estes casos extremos.

 

Epah há prostitutas, forniquem-nas e tratem-se. Melhor, matem-se!

 

Só tive pena de um pedófilo na minha vida. Porque ele chorou num programa e pediu para afastarem as crianças dele. E chorou, chorou... Muito aquela alma do diabo chorou! Tambem ele fora abusado em criança. Mas pah, se achava que tinha uma "doença" incurável, matava-se! Limpinho!

 

Eu se tivesse um cancro que não me visse livre dele, tenho noção que me matava. Não esperava para ver o meu sofrimento, a minha decadência.

 

Estes homens, que têm noção que fazem mal, que são "doentes" e que isso não lhes passa, que se matem! Ou enfiem-se num asilo. Juntamente com todos os outros.

 

Desculpem, não é por ninguém à margem, não é fazer como se faziam aos leprosos, simplesmente é salvaguardar as crianças.

 

Eu tenho aqui casos de abusos de menores e quando começo a ler os processos as lagrimas caem-me. E fico revoltada. Avós, pais, tios... São os principais.

 

E as crianças? Os traumas? Que nunca irão viver uma sexualidade em pleno, no sentido saudável? Nunca poderão conceber uma imagem sexual sem uma angustia por detrás de tudo aquilo.

 

 

Dizia-se que a minha mãe fora abusada sexualmente aos 8 anos por um amigo do meu avô. Só há uns 2 anos é que admitiu que era verdade e nunca fora uma tentativa mas um acto consumado. E agora que olho para a minha mãe como mulher adulta, reparo, encaixando todas as peças do puzzle, que nunca viveu uma sexualidade feliz. E infelizmente que sempre transmitiu às filhas para terem cuidado porque os homens são filhos da puta que o sexo pode ser mau, como depois nos transmite uma atitude de libertinagem, estando com diversos homens ao longo da sua vida, que nos baralha.

 

Felizmente que sempre, eu e a minha irmã, pensámos por nós. Tendo ela mais sorte que eu mas pronto cá aguardo a minha. Mas como estava a dizer, estas atitudes da minha mãe, baralham os sentidos.

 

E de onde vem esta instabilidade psicologica, ou psiquica, da minha mãe, que não do trauma de infancia dela?

 

Por isso digo, traumas nestas crianças, vão afectar tudo mais tarde, seja na vida a dois, seja na relação com os filhos, netos, etc...

 

E para que mais familias não se destruam, epah agarrem nessa escumalha toda e enfiem-na num campo de concentração e toca a ligar o forno!

 

Chamem-me extremista! Quero lá saber. Olhem para a vida que a minha mãe me deu a mim e à minha irmã, por ser uma mulher que não regula bem! Por ser instável, por não saber o que anda cá a fazer...

 

Se alguém fizesse mal a um filho meu... Oh Deus! Que Deus me levasse logo para eu não cometer uma barbárie!

 

 

 

Acho que hoje vou mandar os filmes porno fora. Assim como assim não sei se aquelas mulheres não foram vitimas de tráfico humano para exploração sexual... E não quero ter nada a ver com isso. Não quero ter 1% de culpa. Não quero ter nada a ver com o facto de possuir coisas que foram feitas contra vontade de alguém!

 

Quem quiser, que os leve! Acho que tomei consciencia das coisas, neste preciso momento!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D