Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


15
Fev11
Hoje andei um bocado torturada. Não só pela falta do cigarro mas de sentimentos. Deu-me para andar piegas o dia todo e o pior estava para vir. À hora de almoço o meu Jacinto era para me ir buscar como todos os dias para irmos a casa almoçar ao meio dia e meia. Era 1 da tarde e nada... Liguei-lhe. Nada... Esperei 4 minutos... Liguei-lhe novamente... Nada... Stressei... Mandei-lhe sms... Nada... Nessa altura já estava preocupada... Sei que lhe liguei mais umas 5 vezes e quando dei por mim já eram 13h30... Eu entrava às 14 e nada do Jacinto. Senti um aperto. Senti o peito comprimido. Senti ainda uma lágrima a querer rebentar e quando disse às minhas colegas que nada sabia dele e estava louca de preocupação, desato a chorar! Nisto já tinha ligado para a empresa dele (estavam todos em hora de almoço e ninguém me atendia), liguei para a minha mãe, liguei para a nossa cunhada... Conclusão pus meio mundo à procura do meu Jacinto que no fim de tudo tinha deixado o telemóvel dentro do casaco no escritório e andava lá na vidinha dele sem noção do tempo. Posto isto, chamou-me tonta quando lhe contei como tinha ficado. Depois deste susto e ter comido à pressa para chegar a horas ao trabalho (cheguei 5minutos atrasada) andei a tarde toda como se tivesse sido passada por um comboio. Toda eu era achaques. Qualquer coisa me vinha a lágrima ao olho, qualquer coisa me dava tremeliques.

Não associo isto somente à falta de tabaco. Sou sincera. Associo sim ao turbilhão de emoções que para aqui vão quando tenho de colocar todas as minhas forças para mandar esta merda para trás das costas. Até esta noite sonhei como há muito não sonhava. Lembrei-me de tudinho. Tenho dormido bem melhor. Pelo menos com consciência que de manhã não irei pegar no cigarro ou que a meio da noite não vou ter um ataque de tosse que me obrigue a ir tomar xarope para conseguir dormir ou que, se deixar isto de vez, morrer de "câncaro" nos pulmões será mais dificil...

Pensei mais em tabaco à tarde que de manhã...

"Agora Não Que Estou a Fumar Letras"

Dia 2 (15 de Fev. 2011)

09h17 - Fartei-me de sonhar esta noite. Acordei às 3 da manhã. Sonhei que o Jacinto tinha desistido e recomeçado a fumar. Fiquei triste porque sabia que sozinha ia ser bem mais dificil. Quando acordei de manhã estava bem disposta como há muito não acontecia. Abri os olhos e ri-me. Nada normal em mim... Normalmente enterrava a cabeça na almofada e queria que o mundo acabasse para continuar a dormir mais 5 minutos. Agora não me apetece que acabe pois tenho esta etapa a cumprir.
Ainda não bebi café... Mas já comi uma maçã!

12h27 - Esqueci-me de escrever. Talvêz porque não tenha pensado no tabaco tantas vezes que me fizesse escrever sobre ele. Mas já passei por stresses hoje. Não me lembro se me apeteceu fumar. Talvêz. Tentei não me exaltar mas também disse o que tinha a dizer. Antes engolia algumas coisas e ia remoê-las a fumar. Hoje que não fumo, digo o que me vai na alma...

14h21 - Depois da ansiedade que tive à hora de almoço penso que mais um obstáculo está ultrapassado. Por esta altura, em pouco mais de 2 horas, já teria 5/6 cigarros no bucho. Depois de almoço o corpo nem pediu...

16h37 - Estou triste e não tenho agora razões para isso. Sinto-me partida por dentro. Só quero ir para casa... Já tomei 1 café. Tinha uma dorzita de cabeça. O penso só me dá comixão de manhã. Pastilhas? Já lhes perdi a conta. Mordo muito a língua...

17h07 - Além da tristeza que sinto, troco os nomes às pessoas... Enquanto isso vou fazendo contas ao dinheiro que podemos juntar ainda mais por mês. Agrada-me...

18h05 - Casa! Casa! Quero ir para casa!!!

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O "Dr. Where's Wally?" hoje levou pela proa... Engoli a sua vontade de fazer uma reclamação quando não tinha razão para tal e não ia levar nada a lado algum e até lhe expus essa questão por ser um erro nosso e tal. Mas para ele e restante gente grande das empresas o erro nunca é nosso... E isso faz-me espécie as pesoas não admitirem... Contudo quando questionei uma pessoa da empresa da qual o Wally queria reclamar e consequentemente o informei de como as coisas se processavam levo a seguinte resposta dele:

- O homem é motorista da empresa. Não percebe nada disso! Ele só carrega caixotes, pah...

Pah?

PAH??????

Então o meu lado de Che Guevara do Povo Trabalhador veio ao de cima e disse-lhe:

- Dr., não julgue as pessoas somente pelo que fazem de profissão... (Podia ter acrescentado que nem todos são doutorados mas preciso de trabalhar... calma lá...) Não tenho minutas de reclamações idênticas e nunca reclamei de nada por escrito na minha vida... Se me puder dar umas luzes de como quer reclamar, consigo fazer aquilo que o Dr. pretende que eu faça.

Rodei os calcanhares e ali fui eu fumar... Mentalmente!

Um colega perguntou-me:

- Com quem estavas a falar mesmo?

- Com o Dr. Wally, porque?

- Ah...

Daí a 5minutos estava tudo na risada e aventado para trás das costas. E melhor, ainda não houve nenhuma reclamação...


Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Sarokas a 16.02.2011 às 11:50

força amiga! vais ver que consegues e não te deixes vencer pelos sentimentos a flor da pele!
Sem imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 16.02.2011 às 21:05

Olá Sarokas! Hoje foi muito mais fácil! Não deixo vencer não! Acho que tenho força de vontade! Beijinho e obrigada!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D