Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


21
Nov10

Poupanças comigo mesma...

por Pobre(o)Tanas

   

No outro dia, um moço de nome Ruben questionou-me como um jovem se vira quando se vê a viver sozinho e pela primeira vez sem as contas dos progenitores para pagar as despesas. Respondi-lhe conforme aquilo que fazia e dei-lhe alguns conselhos no entanto volto a frisar que a experiência ajuda imenso e mais para a frente saberemos gerir melhor o nosso dinheiro que um gerente de conta de um ricalhaço que esbanja em merdelins sem utilidade nenhuma e bebe champanhe em copos de diamantes, com um cão que come caviar em tijelas de ouro. Hoje enquanto fazia as minhas merdices em casa descobri que afinal poupei muito dinheiro em muitos anos de existência. Pelo que passo a explicar:

 

 

Eu não vou ao cabeleireiro. Não vou mesmo. Tenho o cabelo que chega ao fundo das costas e que merecia - desculpem a presunção - uma fotografia no catálogo da Pantene de tão bem tratado que está. E agora perguntam-me como faço isto?

 

Pois bem não uso sempre o mesmo champô. Se tiver um em casa que esteja a acabar ou que ache já muito rançoso espeto gel de duche na cabeça e no fim besunto-lhe um bocado de amaciador ou máscara das mais baratas. Mal acabo de sair do banho enrolo-o numa toalha e uma hora e tal depois é que o penteio. Tenho sorte porque o meu cabelo nunca faz nós e poderia puxar um camião com ele que nada me doi. Volta e meia faço uma máscara só com ovo e deixo estar ali até ficar com o cabelo tipo rastafari - acho que mesmo que o fosse pentear nessa altura ele não se desgrenhava - retiro o ovo, lavo normalmente com um champo qualquer, mais amaciador e já está! Fica super brilhante.

 

De dois em dois meses ou de três em três corto-lhe as pontas. E é aqui que está o segredo da poupança. Sou eu que o corto e à gillete - acho que já falei nisso aqui há uns anos - mas corto tanto e mal se nota porque tenho imenso cabelo. Uma vez tinha quase o lavatório cheio de cabelo e ninguém notou que o tinha cortado. Divido o cabelo ao meio, começo pelas pontas e vejo se um lado está ou não mais curto e vou acertando. Não uso franja curta mas tenho alguma que pode ou não cair dependendo dos penteados e gosto assim, poder apanhá-la quando me apetece e deixá-la solta se se proporcionar.

 

Quanto a pinturas também sou eu que o pinto. Durante o dia porque há mais luz. Se ficar com alguma borrada de tinta na cara esfrego um bocado de algodão em cinza de tabaco - é nojento mas resulta na perfeição - e sai tudo. Daí que se deixar de fumar não terei outra hipótese se não ficar com a cara mascarrada.

 

Se quiser o cabelo com jeitos deixo-o secar como está - nunca uso secador - se quiser esticá-lo mesmo perfeitinho uso o alisador mas não preciso de o alisar muito porque ele só tem jeitos nas pontas.

 

Não vou à manicure. Usei unhas de gel para deixar de roer as unhas mas achei que era dinheiro deitado à rua, e até agora tenho-as mantido. Nem muito curtas nem muito compridas. O gel estragou-me ainda mais o que restava delas e desde então tem sido um martírio para que fiquem fortes. Tiro as pelinhas, as cutículas, limo e pinto. As dos pés corto-as normalmente e nem as pinto a menos que seja verão. Caso o seja meto-lhe um azul escuro ou um cor de rosa que é para nem se notar o ranço que se acumula nos pés quando o nosso calçado é um par de chinelos o dia todo e se está desempregado durante mais de 3 meses.

 

Não vou à depilação. Faço o buço em casa com cera e as sobrancelhas com a pinça e paciência. As pernas e axilas faço à gillete também e quero lá saber se os pêlos ficam rijos ou não, porque prefiro-os rijos que fracos e a criarem borbulhas por não conseguirem romper a pele. E não, usar esfoliante não resulta comigo. Assim como assim não sou peluda e fazendo à gillete a dada altura da lua (quarto minguante) os pêlos demoram pelo menos 2 a 3 semanas a crescer. É verdade. Quanto ao resto é conforme Deus manda e a vontade daquele dia mas quanto a crescimentos é tudo igual. Apenas ponho um bocado de amaciador nas pernas para a gillete deslizar melhor.

 

Quanto ao cabelo do Luís faço-lhe o mesmo. Corto-o com a máquina a pente zero e rapo-o à gillete e com amaciador. Fica lisinho, lisinho!

 

Cremes corporais só quando acho que a pele está seca e é no verão. No inverno tenho tanto frio a sair do banho que quero é vestir o pijama e o Luís não é nada esquisito LOOOL além de que fomos abençoados com a nossa pele que parece de seda. Muitas vezes o menos é mais e quanto mais porcarias besuntamos no corpo mais mal ele se habitua. É como sabonetes e gel de duche. O que cheirar melhor e for barato é o que vem no carrinho do supermercado. Podem existir milhares de sabonetes para todo o tipo de pele, cus e tomates mas nada melhor que o sabonete ou gel mais simples. Esfregar tudo e sair com a pele mais esticada e arrepiada que um balão no seu limite quando lhe esfregamos os dedos. Aliás se me lavar com coisas mesmo próprias para a minha pele todas pimponas aí sim fico toda cheia de babas e a cara rebenta como um vulcão. De manhã só a lavo mesmo com sabonete e meto-lhe creme - muitas vezes até ponho protector solar do ano anterior - se me for maquilhar.

 

 

 

Feitas as contas se fosse todos os meses ao cabeleireiro, depilação, manicure e pedicure, usasse produtos para o meu tipo de pele e me besuntasse em manteiga feita com leite tirado em determinado dia do ano de cabras oriundas das montanhas da mongólia digam-me lá quanto gastaria eu?

 

 

 

 

                               

                                                 =  

               

 

 

 

 

Mas versão morena que eu cá sou muito mais eu...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Maria de Fátima a 30.11.2010 às 17:18

Olá querida Joana, és cá das minhas, risos.Também não sou muito de gastar dinheiro à toa, que ele custa-me muito a ganhar.Beijocas grandes.
Imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 30.11.2010 às 18:48

Fátinha, quando se acabarem os ovos é que não sei como me vou arranjar AHAHAH gastar dinheiro em cabeleireiros em que o penteado dura meia hora, em unhas que se partem após 3 dias de ida à manicura e pintar unhas de pés quando ando sempre com eles tapados no inverno? Nah!

Cá em casa ninguém é esquisito e até o Luís torce o nariz quando o mando por um cadito de creme na cara depois da barba. Ele diz que isso não é para ele LOOOL

Beijinho enorme e bom feriado!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D