Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


18
Mai10

Num breve estalar de dedos...

por Pobre(o)Tanas

 

 

Nas arrumações encontramos material de óptima qualidade no que toca ao que já fomos como o caso de fotografias da época da faculdade.

 

Depois dei com esta música num desses cd's com fotos de tudo e quase nada e deliciei-me porque muitos momentos me vieram à mente.

 

 

 

 

 

Como era tão normal.

 

Comecei por acordar cedo e deitar-me tarde para estudar e apanhar tudo o que podia das aulas. Fazer os trabalhos a tempo e ter tempo ainda para a família que me restava, manter a casa que depois da separação dos meus pais fui eu quem lhe manteve o toque feminino, a ausência permanente da mãe, a falta de pontualidade e assiduidade do pai, o namorado que me agredia por lhe faltar alguma coisa na vida e um sem número de dúvidas quanto ao meu futuro. Muito chorei.

 

Depois de um tempo comecei por não ir à primeira nem à ultima aula. Ninguém sabia... E a única preocupação passou a ser a de ter de apanhar o último autocarro para casa: o das 21h20.

 

Cedo percebi que vir para casa não resolvia de muito as minhas dores e passei a dormir em casa de amigas. Por vezes a noite já ia tão longa que nem dormia ou adormecia na estação de metro à espera que abrisse.

 

Aos poucos percebi que se metesse merdas na cabeça e no corpo tudo era melhor. E vi-me no que tentei que terceiros saíssem. Na minha cabeça nada fazia diferença. Tudo era igual ao litro. 

 

Mas da mesma maneira que entrei, saí... E esta música ajudou-me no início e no fim de todo este processo. Não pela letra mas pela sonoridade que me fazia acordar quando o que mais queria era dormir e dançar quando tudo à minha volta soava a falso.

 

Hoje posso dizer que dou Graças por tudo aquilo que já vivi e tenho poder mental e físico para olhar para o passado e estalar os dedos para passar à próxima imagem. E que era uma miúda linda com bom coração. Inofensiva e sensível. Tão parvinha quanto possível mas um amor de pessoa. Uma joia!

 

(Realmente tenho um sistema muito evoluído basta mesmo estalar os dedos e tudo aparece ou desaparece conforme me apeteça).

 

 

 

 

E agora esta musiquinha apareceu outra vez para me dizer que tenho de voltar às arrumações... E são 3 e meia da manhã!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De aumento del seno a 22.07.2010 às 10:25

Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em seu blog que bom!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D