Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


17
Mar10

Gravidez aos 18 anos...

por Pobre(o)Tanas

 

 

O que diz uma miúda de 18 anos prestes a ser mãe ao seu progenitor (avô do bebé que vem a caminho)?

 

- Pai, o meu sonho era ver e nadar com os golfinhos! São tão queridos!

 

 

 

 

Bom... eu com 18 anos sonhava ter umas Timberland mas trabalhei que me fartei e comprei até umas mais caras do que aquelas que queria...Mas também não tinha um filho dentro da minha barriga porque se o tivesse tenho a certezinha absoluta que o caso mudaria de figura e a minha mentalidade também.

 

 

- Pai o que eu queria mesmo era ter a minha própria casa... A mãe (os pais estão separados) bem que podia sair da casa onde está, pagar-me a renda e eu ia para lá.

 

Ao que respondemos todos que uma vez que ela está na casa da avó pode muito bem tratar da casa da avó como se fosse dela e ajudar no que fosse preciso.

 

- Não! Eu queria mesmo a minha casa. (...) Quando posso ir às compras? Preciso de roupa já estou farta destes casacos com corações.

 

- Eu posso arranjar-te calças minhas que tenho lá umas engraçadas que vão dar para a tua barriguinha.

 

- Achas???? Eu visto muito menos que tu!!!! Vão-me ficar largas!

 

- É essa a intenção até porque vais engordar e a barriga precisa de espaço...

 

- Quero ir às compras! (amuo)

 

- Precisas de comprar roupinha para o bebé... Juntar dinheiro para o carrinho... E os biberões são carissimos tambem!

 

- Mas e para mim???

 

A esta criança-mulher dou apenas um conselho até porque conheço o caso de perto:

 

 

Muda de "pastilhas" que pode ser que um dia destes nades com os golfinhos na companhia de duendes mágicos e da bárbie das borboletas... E uma vez que vais nadar só precisas mesmo de um mísero biquini!

 

 

 

Por vezes reparo que quanto mais tentamos ajudar as pessoas a ultrapassar pequenos obstáculos mais estas empurram-nos com elas.

 

Por isso neste dia, recostei-me na cadeira da esplanada, dei mais dois ou três bafos no meu cigarro e deixei-me estar. Ao vir para casa vomitei-me toda.

 

Deve ter sido dos "nerves"...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D