Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


21
Nov08

 

 

9 e 20 da noite e enfiei-me na cama. Fechei portas e janelas ao mundo e deixei-me estar com a minha neura. E dormi com ela. Estava tão lixada que nem tive frio, aliás o calor dos nervóticos bastou-me porque tinha os pés em brasa, nem me custou a adormecer. Foi tiro e queda! Tipo "Ahhhhhhhhhhggggggggggggrrrrrrrr renheck renheck".

 

Eram 8 da manhã levantei-me, tomei duche, vesti-me como pude e espetei o trombil na base, tipo como enfiamos a cara num bolo cheio de creme. Pintei os olhos como se fosse para o engate e assim vim eu para a rua.

 

No comboio estava tudo a olhar para mim. Mas não, eu não estava com mau aspecto. Estava mesmo de trombas. Mas pelo menos estou pronta para a porcaria da festa de hoje. Estou disposta o suficiente para aturar isto.

 

A Psico acabou de entrar, cumprimentou-me com dois beijos (bleckkkkk) e até deu choque... Vem-me cheia de electricidade estática... Por isso é que aquele cabelo está assim... Parece um rato com gel. Lembram-se das lentes de contacto? Quando ela me acordou uma vez na minha sesta de hora de almoço (no verão e um calor daqueles) para me dizer que tinha lentes de contacto? Pois bem só ontem é que as começou a usar... Parece um saguim - seja la o que isso for, deve ser um macaco - misturado com o Mr Magoo porque ficou ainda mais pitosga...

 

Diz que deixou de fumar. Sim sim... E o tempo que demora no intervalinho e vai à rua não é o tempo de um cigarro... Eu nasci ontem...

 

O meu amigo velhadas e eu já nos rimos hoje, tal como eu, ele é contra a festa ou pelo menos contra esta palhaçada toda... Diz que tinha visto, quando entrou, um camião e pensava ele que estavam a descarregar leitões. Que deveria ser para o nosso lanche... Que pensava que iam contratar uma empresa de catering... Ele consegue ser pior que eu...

 

Eu devo ser a que vai servir às mesas. Pelo menos já tenho o cachecol que vou por no braço e tenho ali um quadro que serve de bandeja para o caviar e canapés... E o casaco... Como é branco disfarça bem...

 

 

 

Deus me acuda no dia de hoje...

Autoria e outros dados (tags, etc)


20 comentários

Sem imagem de perfil

De Anita §!§ a 21.11.2008 às 10:36

bom dia,

Olha mulher, nem sei que te dizer...
Apenas que há dias e semanas assim...
E quando uma pessoa está em baixo e na m*rda, há "dissanauros" que vêem esfregar-nos no nariz que têm podem e mandam... aaaahhhhh que "isaurida" fico eu...
mandos todos à fava, e pensa na pessoa maravilhosa que és e superior, sim superior, porque aturas uma cambada de gentinha, e ainda de sorriso na cara... e ainda por cima mal paga....
Xi-coração e beijinho grande
Imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 21.11.2008 às 10:58

Minha Anita, todos nos temos a chamada "cruz" que carregamos! Se nao for a rir, morro. Tenho de rir mesmo muito!

Boa sorte para os teus "dissanauros" todos que tambem precisas dela!

Ando um bocado egocentrica e apesar de visitar os cantinhos que costumo visitar, não me tem apetecido comentar. Hoje sem falta se puder vou ao teu e esmifro tudo!

Apesar de tudo, não me esqueço de ti sabes bem que não:)

Beijinhos bons e grandes grandes
Sem imagem de perfil

De voltadecotovia@gmail.com a 21.11.2008 às 11:16

Ora então muito bom dia.
Desculpa lá a visita, mas penso que não te importas.
Não te conheço de lado nenhum, aliás, penso que disto do teu local de residência muitos, mas muitos kms .
Sabes, já ontem te escrevi. Hoje, tive um tempinho pela manhã e cá vim ler-te.
Um dia quem sabe me alongo na conversa, mas fica a saber que te admiro. Pelo que dizes no que escreves, e pela grande mulher que tens dentro de ti.
Como não pretendo mais do que ler e comentar os teus escritos decidi fazê-lo. Só por curiosidade, cheguei através de um blog que admiras mas que também não conheço.
É uma das coisa engraçadas que esta cena tem.
Quanto às festividades que vais ter de aturar, faz "ouvido selectivo". Manda-os baixinho à p...q...os...pariu. Gente de merda . Mas são eles que acham que comandam o mundo. E nós os cães lá de casa. Come e ladra baixinho. Aproveita e come qualquer coisa.
Só de pensar naquilo que passas um homem cora de vergonha pela existência de animais desta estirpe. Cheios ou vazios de valores de m..da, provocam ira, mas infelizmente quem precisa do magro salário para viver tem de sujeitar-se.
Nunca pensaste em sair daqui?
Olha goza baixinho e passa um bom dia.
Fica mais uma vez a saber que o oceano é grande, mas o barco não afundou. E um dia, um raio de sol ilumina a tua vida. Mas tens de acreditar...
Grande abraço.
Imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 21.11.2008 às 11:39

Já, já pensei sair daqui. Era o que mais queria. Mas não dá para juntar dinheiro para um bilhete de ida e volta para morder o ambiente lá fora e depois para mais um bilhete só de ida para lá ficar.

O que mais assusta é o facto de quando somos gaiatos, dos planos que fazemos. Achamos que vamos conseguir mais que os nossos pais e agora que olho para mim vejo que não consigo nem metade. Talvez nem 1/3...

Os sonhos vao ficando para trás e claro sujeitamo-nos a esta gentalha. Contudo penso que tenho sorte. Pelo menos é um trabalho que sabem que existo. Que sou uma pedra no sapato deles mas que vao precisando de mim. Posso dizer-lhes as coisas na cara e no fundo apesar do medo que me despeçam, mostro-lhes que não tenho... Porque se andar aqui com medo de tudo o que possam fazer contra mim e contra a minha estabilidade instável, não como, não durmo e tento superar-me mais do que aquilo que já faço. Assim sendo mostro que nao tenho medo e que se me despedirem amanhã ja estou a trabalhar mesmo que seja num call center mas parada nao fico...

Nada como encarar o touro pela frente. E apesar de nao ter medo de mais nada, so mesmo ter medo de ficar sem isto que ainda me sustenta, venha de lá o Adamastor dos Medos que eu estou cá para ele...

Não vou comer daqui. Vou mostrar que não sou das que comem como se nao houvesse comida em casa. Talvez trinque algo mas pouca coisa. No fundo sempre soube comportar-me no mundo dos pobres e ricos. E se apenas trincar fica melhor que enfardar como se estivesse num pasto.

Mas tenho saudades de mesas grandes com gente a comer à mão e a tirarem pão feito em casa com azeite da cestinha kitsch com um bordado que diz "Pão", que se tem lá em casa para ocasiões de festa em família... E o barulho... Tosos gritam e riem...


Obrigada pela visita mais uma vez:)
Sem imagem de perfil

De voltadecotovia@gmail.com a 21.11.2008 às 11:52

Olha, não sei o teu nome.
Eu é que agradeço a tua existência. E se queres saber ficavamos a falar horas e horas...
Sabes, assim num rápido digo-te que o bom são as essas festinhas, esses almoços de família ou de amigos mais chegados, onde a mesa é um pretexto. Onde a pureza de sentimentos é o mote de todo o começo e fim. Felizmente eu passo por tudo isso. Grande arroz doce ou leite creme. Uma perinha bêbeda ou aletria com muita canela. Chouriço e presunto e um copinho de vinho. Na malga. E os dedos cheios de gorrdura, que simplesmente se podem chupar, sem maldade nenhuma. Anedota e histórias dos mais velhinhos que sempre encantam. A mim, pelo menos. Gosto do sorrisos deles quando felizes. E da paz duma tarde, ou dum final do dia, quando só, mas sossegado.
Mas enquanto que tenho muito, tu pareces-me ter falta de tantas coisa.
Custa-me sentir essa dor. Mas por outro lado, que lição de vida, e eu sei tão pouco. Por vezes apetece-me descer ao limite e seria muito mais feliz. Com o que tenho, com o que ganho ou com o que não preciso de gastar.
Já me estou a alongar.
Obrigado pelas respostas.
Now, travail obilge!
Um abraço e sempre tu.
Imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 21.11.2008 às 12:06

Talvez eu dia também eu pegue nos copos com os dedos cheios de gordura sem medo de estar a cometer um pecado. Tenha filhos cheios de papa a sair-lhes pelo nariz e burriés à mistura. Tudo porcalhão e sem um pingo de problema. Os gatos aos saltos em cima da mesa e o cão a petiscar com o focinho que andou sabe-se lá onde...

Comprar um queijo so porque sim sem contar os trocos. Sem ter vergonha de o deixar de parte numa prateleira qualquer porque não chega para ele. Ou entao comprar sem pensar que amanhã poderei nao ter para outras coisas. Nao preciso de muito, já tive e não era melhor por isso, mas ter que chegasse...

Como costumo dizer, apesar de tudo, não troco o que sou e tenho pelo tanto que já tive. E se sei mover-me nos dois mundos é porque já os conheço... O carrinho de compras cheio, por vezes dois, e hoje nem preciso de cesto porque o que levo cabe-me no regaço... Basta dobrar a camisola e enfiar tudo lá dentro para despejar depois em cima da passadeira até à maquina registadora...

Hoje nao se trabalha aqui... Apenas para as aparências...

Beijinhos
Sem imagem de perfil

De voltadecotovia@gmail.com a 21.11.2008 às 12:23

Bem. aparências.
É disto que muitos, e tu sabes bem, demasiado, aliás, que tudo anda por aí.
Só fachada e dentro de paredes só as moscas sabem!!
Eu relaciono-me com muita gente e por vezes dou comigo a rir sózinho do que vejo, do que oiço e da felicidade que é poder fazê-lo.
Em paz.
Depois quando te relacionas mais de perto ou quando bebem uns copos, dizem tudo. Ao mais ínfimo pormenor. Das fantasias ao complexo do marido, da sogra ao cão do vizinho.
Relativamente ao trabalho, é um inferno. Oh, amiga. Eu vejo e oiço coisas do arco da velha. Existem?! Sim. Não de certo o nosso mundo. E nós, com tão pouco seriamos mais felizes. Com a experiência de vida. Oh, se eramos.
Algum solinho, calorzinho, praia, montanha e sossego. Ler, ouvir e simplesmente sorrir.
Sem julgar... acima de tudo.
Imagino o nojo que te está a meter ver essa seitinha por aí. Aguenta-te. E ri-te para dentro. A Doutoreca mais logo também vai ter de dar o seu peidinho. E se calhar é uma triste a precisar de conforto.
Tristes...
Xau.
Até parece que já te conheço faz muito tempo.
ehehehe.
Imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 21.11.2008 às 12:42

Sinto-me feliz porque sou eu mesma... E nenhum deles me compra a alma... Por mais dinheiro que tenham...

E vivam os peidinhos no conforto do lar...

Beijocas
Sem imagem de perfil

De voltadecotovia@gmail.com a 21.11.2008 às 14:23

Boa tarde. Espero que a festança não te esteja a massacrar.
Repara que alguns deles estão a fazer uma cena miserável.
Quanto aos teus comentários... acho-te fora-de-série.
Merecias ser mais contente, merecias.
Por agora, vou. Hoje foi uma manhã diferente. Agora tarde de muito trabalho. Munto...mesmo. ehehehe
Se não voltar a escrever ...até um dia... e bom fim-de-semana.
Desculpe se fui abusador ou disse alguma coisa que ofendesse. Tal como tu, eu também sou eu mesmo.
Declara-se ainda a tarde dos gases!! Conheces o livro do Peido? Talvez um dia te envie para te rires.
Por momentos até que me apetecia escrever mais e dizer-te outras coisas sem importância, mas... é melhor ir trabalhar.
Abraço.


Imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 21.11.2008 às 14:34

Não conheço esse livro. E olha que livros com títulos no mínimo brejeiros é comigo:D

E nunca se deve deixar de dizer coisas sem importancia porque essas sim sao as mais importantes... As coisas que os outros pensam ser "coisas"... Coisas essas que fazem tanta diferença...

"O que é para ti a cor laranja?"

"Ora sei lá!"

"Diz-me!!!"

"Fusão do vermelho com o amarelo?"

"Ora... dá-me aí o comando da tv..."

"Mas para que querias saber o que significava para mim a cor laranja?"

"Porque sim! Toma lá o comando... Já não me apetece ver tv..."

"Mas nem mudaste de canal!"

"E daí? E cor de rosa, gostas?"





Pronto são coisas importantes!


Loool

E aqui não ha abusos e não ser que me tratem mal.

Bom trabalho e bom fim de semana:)

Sem imagem de perfil

De voltadecotovia@gmail.com a 21.11.2008 às 14:57

Tentei-me e voltei...
Agora é a´última vez...
Só me fazes rir... ainda consegues ter esse humor.
Bem, hoje para além da comemoração do dia que já falamos, iniciei a época natalicia. Daa-se...
Acabei de falar com um sujeito que me desejou um Bom Natal.
Se existe coisa que me aborrece, essa é uma delas.
Então, um Bom Natal e depois vem o Tudo de Bom...
Bom o senhor carvalho...
Para mim só os mais amigos e chegados merecem umas palavras. E nada de Bom Natal.
Que ideias!! Isso só mesmo para os mais pequenos...
Tudo chapa 5 e meia bola em força.
Antes ir almoçar com o Frodo do Senhor dos Aneis.
Ah, e não ligues à brejeirice...mas é o que sai.
Abraço.
Imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 21.11.2008 às 15:17

Oh para mim a tentar-te LOOOOL

Ainda não desejei bom natal a ninguém... Além disso as minhas meias estão rotas para por na chaminé...

Tenho aqui uma árvore de natal minuscula na minha secretária. Desencantei-a de um canto qualquer de arrumações aqui do escritorio. A mulher do Jante 16 olhou para ela e disse:

"Isso está bom para ir para o lixo..."

Fiquei a admirar a "minha" árvore tão pequena... Que gosto tanto. Para o lixo não vai. Nem que a tenha de levar para casa. Incrivel que para esta gente quando as coisas parecem ser velhas e sem jeito, vão logo para o lixo...

O Frodo tem uns pés fantásticos...:D

Além disso não deve achar a minha árvore desencantada, lixo...

Pena que só se lembrem das pessoas no Natal... E tudo de bom nos outros dias nao existe...


Como diz a Dr.ª Psico: "Olá Sr Fulano, tudo bom? ObrigadO"...


Este ano não há prendas para ninguém... Não há dinheiro. A árvore está igual ao dinheiro que tenho... Minusculaaaaaaaa...



Beijocas e até um dia:)
Sem imagem de perfil

De voltadecotovia@gmail.com a 21.11.2008 às 16:26

Conseguiste desviar-me as atenções:
E quê? Que mal tem a meia rota? O pé está lavado. :D
Nao há prendas? Ah, sim.
Há uns sorrisos para oferecer e um abraço bem quentinho.
E tantas coisas... Lá estou eu novamente. ehehehehe
Foi só num rápido!!!Esta meia dúzia de palavras.
E essa Jante 16, precida é de creolina pela cabeça tonta abaixo.
Imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 21.11.2008 às 16:46

Pézucos bem cheirosos sempre!!! Pobre mas sabonete nao pode faltar!

Ja não empato mais senao ainda me acusam de desviar atenções no trabalho!:D

Bom fim de semana
Imagem de perfil

De samueldabo a 21.11.2008 às 16:19

J....

que diálogo tão intenso
desde a hora matinal
tomara se torne denso
e se descubra afinal

a pobre está mui eufórica
com tão alegre sinfonia
carente de origem calórica
não come porque agonia

muita festa pouco apego
diz na sua sabedoria
se me querem lá no rego
pintem-me outra alegoria

o diálogo que a animou
parecia ser frutífero
que volte quem não voltou
e veja melhor que Cícero

sou pobre mas orgulhosa
Capricórnio em expansão
quem me queira ver bondosa
não pode impor condição

Cheguei aqui e vi tanta confusão de brioches, sandocas, coscorões, de mistura com chouriças e queijinhos de ovelha da Serra de Sintra, depois de te seguir, o banho, o rímel, a cara de poucos amigos, nem te despediste das tuas amores , que não resisti a poetar só para ti. Talvez alguém que saiba componha a música.
Beijinhos amiga
Imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 21.11.2008 às 16:44

Meu incrivel Samuel quem me dera ser tambem eu poetisa. Mas poemas nunca foi o meu forte... Mas adorei o miminho:)

É verdade hoje despedi-me assim das miudas como um foguete mas logo logo tenho mimos para lhes dar. Talvez hoje durmam com a "mãe". Assim como prenda dos dias que passaram e por egoismo do ser humano não lhes tenho dado tanta atenção como merecem. Por vezes tambem sou má "mãe"... Ou pelo menos tenho medo de o ser...

E tenho reparado que julgas que seja capricórnio, mas meu amigo, sou taurina! LOOL tambem tem corninhos, tem, mas bufa muito mais! E rumina muitoooooooo!!!

Meu querido amigo! Que bom ter assim amigos e pessoas tão queridas que estando a uma distancia de um "click" me apoiam em momentos como o de hoje que o mundo conspira contra mim... Sou uma felizarda!

Beijinhos ranhosos porque acabou de me dar para o sentimentalismo e para a lagrima no canto do olho, de maneira que fico assim a modos que ranhosa:D
Imagem de perfil

De samueldabo a 21.11.2008 às 17:41

J....
Estendo-te um lenço meio usado porque é o último que me resta. Achei-te Capricorniana , talvez pela história semelhante, de amor, que ambos vivemos em tempos diferentes, tão semelhante que deveria ter dado certo, para ti como deu para mim. Mas não deu...
Quero que acredites em como és virtuosa. Em como nos fazes bem. Em como escreves bem. Por isso atrais bons leitores.
Agora ando ansioso para ver obras tuas. Eu sempre acreditei que eras rica, mas perdulária das tuas riquezas. És a que menos acredita de ti própria, não tens vergonha?...Tens que me convidar para uma orgia de arte.
Beijinhos
Imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 22.11.2008 às 17:23

Deveria ter vergonha? Como me ri agora. "Não tens vergonha?" tantas vezes ouvi isso. "Não tens vergonha de ser assim", "Não tens vergonha de estar assim?"... Mas a tua foi com carinho que eu sei:)

Espero um dia que nos envolvamos todos nessa orgia e mostremos o que somos, seja atraves da escrita, da pintura, da escultura, da musica, de tudo o que entendemos por arte e aquilo que não entendemos que seja... Nos já somos obras primas:)


Bom fim de semana:)
Imagem de perfil

De NEOABJECCIONISMO a 22.11.2008 às 19:15

Querida J.... Ler-te é um delírio para a minha alma. Se eu tivesse a capacidade de ser mecenas (talvez alguém me leia, ou ouça, e acredite na minha capacidade de descobrir talentos)) financiava a tua criatividade. Sem medo de errar.
_Pobre,o que precisas? Uma mesada? certo .Um atelier sem renda? certo. Uma casa decente e confortável com direito a gataria? certo. E nascia uma estrela,mais rápido que do modo que tem de ser, a pulso, aos encontrões, quedas eminentes e vivências alternadas de maus e bons momentos.
Bom Domingo
adoro o teu ser mulher
beijinhos
Imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 24.11.2008 às 10:02

Já és o meu Mecenas:)

Beijinho, amigo:)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D