Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


 

 

Aproveitar o ano de 2012 para fazer tudo o que não fiz que isto lá para dia 21 de Dezembro é de estouro!

 

 

 

Este ano o que eu queria:

 

 

- Primeiramente saúde e bem estar para nós os dois e restante pessoal.

 

- Continuar a trabalhar.

 

- O meu Jacinto continuar a trabalhar e com as condições a que tem direito.

 

- Ter um carro novo ou semi-novo... Semi-velho... Pronto continuarmos com a burra mas acrescentar-lhe um banco extra, vá...

 

- Pensar seriamente em ter uma miuda/ou miudo. Precisamos de acordar a meio da noite, de chatices e mais responsabilidades. Os cães já estão crescidos e fazem a vidinha deles sem precisarem de nós e isso é estranho.

 

- Arranjar uma casinha com terreno para termos uma mini-horta e sem vizinhos chatos que teimam em fazer limpezas às 5 da manhã, mas sem sair aqui da aldeia.

 

- Ir finalmente de férias como temos direito.

 

- Ir ao oftalmologista para depois tirar a carta e não confundir pedaços de cartão atirados à berma da estrada com cãezinhos abandonados...

 

- Fazer mais exercício fisico!

 

- Continuarmos sem fumar.

 

- Tirar a licença de uso e porte de arma. Com os dias que correm não sei se não vou precisar de ir à caça.

 

- Se tivermos um bocadinho de terreno, vedar tudo com rede electrocutada e montar um banquinho para fazer espera aos zombies ao cair da noite.

 

- Treinar o Pablo e a Pipa para caçarem javalis, búfalos e animais de grande porte.

 

- Treinar a Piggy e a Zappa para irem buscar ervas aromáticas para os guisados.

 

- Desviar uma carrinha da Prosegur (sem dinheiro que eu não precisarei disso) e artilhá-la com arame farpado, estacas de ferro e coisas pontiagudas.

 

- Construir um bunker e decorá-lo com coisas do IKEA e do Espaço Casa.

 

E acho que é só...

 

- Já pedi o carro? Já?

 

Ok...

 

 

 

 

Venha de lá o 2012!

 

 

 

 

(Imagem da Net)

Autoria e outros dados (tags, etc)

28
Dez11

 

 

Para mim ir a Lisboa é algo que me desperta sensações contraditórias.

 

Ando uma semana inteira felicissima porque vou à capital, visitarei toda agente, poderei ir ao nosso restaurante preferido, à Baixa às compras, ao Colombo, para a noite, etc, etc... Chegamos ao dia e já não me importava de ficar em casa... A viagem ainda se faz bem porque vamos a falar o caminho todo. Passamos a 25 de Abril e já tenho os ombros colados às orelhas da tensão e do stress de ver tantos carros. Tudo o que tinha planeado revela-se um fracasso e vejo apenas as pessoas 15min de cada vez, no fim, ao terceiro dia, estou pronta para dar de frosques o mais depressa possível bem como os cães que saltam para a bagageira consolados de irem para casa.

 

Por isso este Natal não foi diferente tirando o facto de vir doente devido aos ares poluídos da cidade e cada vez mais ter certezas quanto ao estado mental das pessoas que compõem a pequena família que tenho...

 

 

Decididamente já me transformei na Heidi.

 

 

Finalmente!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

A minha colega C. sai todos os dias à hora de almoço(13h) para ir almoçar e posteriormente ao correio e ao banco e às 14h30/15h regressa ao escritório. Hoje, às 14h, disse boa tarde a todos os que estavam na sala da C. e reparei que a C. ainda já lá estava a mexer nos seus papeis, de pé, junto à secretária, a desviar a franja dos olhos. Virei-me de costas para entregar uns papeis a outra colega e voltar para junto da C. para tirar umas duvidas quando não mais a vi. Perguntei a outra colega pela C. ao que ela me tinha respondido que a C. ainda não tinha vindo da hora de almoço... Intrigada dirigi-me à minha secretária mas tentei não pensar mais no assunto. Os minutos passaram e fui à wc. De caminho olhei para a mesa da C. e o meu coração parou: ela estava novamente lá. Olhei de novo e tinha finalmente desaparecido. Não aguentei e telefonei-lhe:

 

- Ouve. Estás bem?

 

- Estou, mulher, porque?

 

- Pah... Sei lá. Acho que te vi aqui e não estavas.

 

- Viste-me aí e eu não estava?

 

- Sim... Tu sabes...

 

- Olha não me assustes. Tu sabes que essas tuas coisas me deixam inquieta. Que viste?

 

- Vi-te mas não era nada de mal. Estavas na tua secretária a mexer em papeis.

 

- Aiiiii estou a caminho daí.

 

- Ok. Vem devagar...

 

- 'Tá. 

 

 

 

Quando chegou, a C. fez questão de me acenar para eu ter a certeza...

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

20
Dez11

 

 

Já estava mais que na hora de ir ao ginecologista. Com 24 anos senti-me obrigada a isso e ainda para mais nunca tendo ido. Mas morria de medo. Medo de ouvir alguma coisa que não queria, de me magoarem, sei lá...

 

Mas no mês passado muito antes de vir a menstruação saiu um bocadinho de mim que me deixou em pânico e como tinha começado a tomar a Yasminelle feita esperta achei que algo não estava bem... Cheia de tremores lá marquei consulta e fui. O meu Jacinto foi comigo e esteve lá enquanto fui observada - se não é amor? - o que me acalmou. Quando ele me pediu para tirar o casaco (supostamente para me subir a manga da camisola e medir-me a tensão) perguntei muito nervosa se já era para me despir, tirando uma pequena gargalhada ao medico e ao meu Jacinto.

 

Pois bem estou aqui novinha em folha, soube que o que saiu de mim era um bocadinho da parede do endométrio e descobri que tenho o útero retrovertido - 1/3 das mulheres pode tê-lo - mas o médico afirma que não há problema nisso e que futuramente conseguirei engravidar sem problemas e que qualquer coisa que me possam dizer sobre isso é treta... Apenas tenho o utero na posição contrária aos restantes 2/3 das mulheres. Finalmente sugeriu que eu me mantivesse na minigeste porque mal por mal ao menos esta é melhor visto a Yasminelle e Yasmin estarem sob novos estudos por terem aparecido casos de doenças cardiovasculares. Palavras dele: Mais vale prevenir...

 

Fiz ecografia à barriga, ecografia ginecológica endovaginal e papanicolau. Deste os resultados virão daqui a uns dias cá para casa. Mas estou descansada.

 

Foi fácil e ao invés do que pensei não doeu - a destartarização que fiz em Novembro foi bem pior...

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

 

(Imagem da net)

 

Galochas Gioseppo Desna

 

 

 

 

A prenda de Natal do meu Jacinto para mim!!!!!!!!! Foram estas lindas galochas e outras botas de cano alto rasas e em cinzento (que amo)! Estou apaixonada!!!!!!!

 

A prenda dele teria sido outra se não fosse tão cara - uma máquina fotográfica mais profissional - mas de momento não podemos. Contudo espero sinceramente poder oferecer-lha porque merece um mimo destes. Mas não ficou de mão a abanar pelo que lhe ofereci um gps para não nos perdermos e não andarmos sempre a pedir emprestado o do irmão.

 

(Imagem da net)

TomTom Star 20 Iberia

 

 

 

 

Claro que ao longo do ano vamos oferecendo prendas a ambos e em diversas ocasiões. Este verão foi a remodelação da nossa sala com móveis, sofá, decoração nova e no inicio do outono um pc novo... Falando nas mais caras porque baratinhas é quase sempre. Não nos podemos queixar. Quem sabe, mais uns meses, e é um bolinhas novo ;)

 

 

Já tenho as prendas todas compradas e é menos uma preocupação. 

 

 

 

 

Haja alegria!

 

 Só este fulano não vem cá a Portugal... Era mais uma prenda...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

09
Dez11

Circumstance

por Pobre(o)Tanas

 

 

AMEI DE PAIXÃO ESTE FILME!!!!

 

 

Está cá dentro marcado.

 

 

Excelentes interpretações, actores lindos de tão simples e cheios de tudo, reportório musical fantástico pela sonoridade diferente e acima de tudo na lingua materna para desenjoar da oferta do mercado inglês e americano...

 

 

Circumstance é, sem dúvida, daqueles filmes em que queremos as personagens perto de nós, para cuidarmos e protegermos, e claro, para simplesmente observá-las qual voyeur e deliciarmo-nos com o prazer de se observar um amor de verdade tomar forma.

 

 

 

 

Vale mesmo a pena ver...

 

Parece é que todo o mundo anda à caça da música do trailer... Mais propriamente do remix porque a original é 

 

 

Esfahan: Khodjasteh - Sima Bina, Hossein Omoumi  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aproveito para aconselhar a ouvirem algumas músicas que são bem bonitas... Diferentes e que os ouvidos agradecem de vez em quando para descansar da poluição sonora das nossas rádios de hoje.

 

 

 

 

 

(Tirando a M80, claro...)

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

06
Dez11

 

 Esta já cá canta...

 

 

 

 

(Imagem da net)

 

 

 

 

Agora só pedimos isto...

 

 

 

 

(Imagem da net)

 

 

Em branco também que é para não destoar...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

 

 

Apesar de ter jurado a pés juntos que nunca seguiria o resto da saga porque no primeiro bastou-me ver pseudo vampiros a subir árvores com miúdas às costas, vampiros sem caninos proeminentes e uma série de baboseiras que em nada se comparam com o UnderWorld ou o VanHelsing, lá me descuidei e dei por mim a ver mais dois...

 

Li algures que neste último filme que estreou - a primeira parte de duas em que se dividiu o ultimo filme da saga - desencadeou alguns casos de epilépsia o que não me deixou de todo admirada. Aquilo é só tensão sexual entre vampiros sem dentes, lobos cheios de calor e virgens que desejam tudo e nada em concreto... A personagem principal anda numa roda viva entre um vampiro e um lobisomen, um morto, o outro vivo, um frio e o outro quente, um feio, raquitico, branquelas e intelectualóide de esquerda e o outro girinho, bem constituido o moço - "benzódeus" -, morenaço e de conhecimentos ancestrais tipo tribo dos ursos de pata negra. Ela quer pinar com um e deixa os braços dele para beijar o outro... Ora isso... Deixa realmente qualquer um à beira do suicídio...

 

No meu tempo havia o American Pie e isso... Cresci sem traumas, claro está! Toda agente desejava perder a virgindade antes de ir para a faculdade. Não fui influenciada pelo filme mas consegui o mesmo até porque fiquei a repetir o 12.º para melhoria de nota e a idade já pesava. Mas era algo saudável. A coisa consumava-se. Não haviam muitos rodeios. Era e pronto. Siga para bingo... Não é algo de alimentar desejos, de alimentar o animal que temos dentro de nós, mas a coisa era prática, mesmo muito saudável. E importantíssimo: não andava divida entre rapazes, muito menos pululava entre um vampiro gélido e "despelado" e um lobisomen, quente e farfalhudo. Até porque quando perdi a virgindade o filme que mais via nessa altura era o Wrong Turn.

 

Agora acredito que estes novos filmes façam mal à malta nova. Eu, adolescente, ficaria histérica. As hormonas aos saltos, dividida entre dois fulanitos (que acharia giros; na adolescência até o Shrek é bonitinho) com super-poderes para lerem a mente, credo... (que desatino saber de antemão que lhe queria saltar à espinha ainda antes de o fazer), sem me decidir e sem nenhum espécime próximo que se parecesse com os moços da história - os mais parecidos estariam cheios de borbulhas e cheirariam mal - ah! Dar-me-ia um fanico, sem dúvida...

 

Felizmente que o mais próximo que tivemos de tensão sexual foi com o Senhor dos Aneis com o Frodo e o Sam. Aqueles dois nunca mais se decidiam... Por momentos receei que a coisa descambasse e eu não conseguisse descortinar certos comportamentos tão ambiguos, mas consegui! Como o fiz? Hum... Limitei-me a não questionar.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D