Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


26
Dez10

Este mês de Dezembro não foi grande, foi gigante e se há mês que nunca mais passava era este e pelos vistos ainda falta 1 semanita para acabar.

 

 

Após 3 semanas connosco e 3 dias internado, o Pepe morreu devido à febre da carraça que já trazia com ele e uma ascite que lhe provocou danos no fígado e rins. Fizemos tudo o que podíamos e o nosso amigo partiu tal como apareceu, num ápice.

 

Depois de muito chorar - até a vet chorou - e sentir uma falta terrível dele que me apertava aqui a máquina dos sentimentos, algumas pessoas juntaram-se e mostraram-me esta miúda

 

 

 

 

E claro que não resisti. Por isso no domingo passado trouxemos a Paloma Pepita du Soleil (Pipa) para casa debaixo de um enorme regozijo do Pablo que tinha ficado meio aparvalhado com a partida do Pepe. O nosso cão nos dias seguintes à morte do seu amigo baixinho, só fez disparates atrás de disparates, andava abatido, suspirava e tudo mais. Pelo que com a chegada da Pipa, o nosso bom Pablo não mais parou. E se antes com o Pepe, o Pablo tornou-se um exemplo de bom comportamento, agora com a Pipa são dois a fazer disparates e a por-me a cabeça em água. Mas não me importo... E fico bem feliz por continuarmos a ser tantos cá em casa.

 

A Pipa de início rosnava muito para o tonto do Pablo que se deitava no chão em modo submisso, rebolava, choramingava, até que ao fim de 3 dias o senhor Pablo ofereceu-lhe a sua bola e fez um "click" entre os dois que nunca mais se largaram. Tal como disse ao Luís as mulheres são muito fáceis de contentar, os homens é que não as entendem. O Pablo ao fim de 3 dias percebeu que a princesa apenas queria a bolinha.    Foi a tempo... É um gentleman este meu cão.

 

 Aliás não me contenho em mostrar umas fotos deles... Até do Pepe alguns dias antes de ser internado.

 

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

Fico de consciencia tranquila porque lhe dei todo o conforto que pude nos seus ultimos dias. Mas ao olhar para estas fotos derreto-me por saber que tenho animais tão dóceis em casa e que coabitam perfeitamente uns com os outros. Desde que haja lugar no sofá e que esteja quentinho... O ar de descanso de cada um faz-me crer que são animais felizes.

 

 

Só se mexiam para trocarem de lugar quando o corpo doía da posição

 

 

 

Gosto particularmente da foto seguinte pois foi a última que tirei ao Pepe no nosso último passeio.

 

As cores dessa tarde, quase que celestiais... O ar pacífico dele...

 

 

 

 

Acho que se houver um céu de cães, ele estará bem...

 

 

 

Agora a Maria Pipa armada em sabichona com o Pablo ocupando o seu trono

 

 

 

 

Claro que não ia resisitir... Nem pouco mais ou menos. Vou fazer o que? Casa sem animais para mim não é casa. Apesar de que 4 é a conta limite e tenho a lotação esgotada. Nem mais um periquito ou um peixinho.

 

-----------------------------------------------------------------------------

 

 

Depois de uma conta de 120 euros de luz mais aquela que aguardamos (390), as compras de natal para toda agente, os gastos diários, gastos da casa e comida, internamento do Pepe e demais coisas que nem quero pensar nelas para não me dar um fanico, aguardo então o fim do mês a roer unhas. E não fosse inverno e usar 2 pares de meias iam as dos pés também.

 

Felizmente conseguimos fazer face às despesas como forcados iniciantes em frente a um touro de 550kg.

 

----------------------------------------------------------

 

Quanto a prendas foi com os sobrinhos que gastámos mais. Os mais pequenos foram corridos a roupa, o do meio um jogo para a PS2, os mais velhos foi dinheiro e uma camisa para a minha sobrinha que com dinheiro ia acabar por comprar a mesma coisa por isso... Antes dar dinheiro ou algo que sabemos que querem do que oferecer algo que não fazem caso.

 

Ao Luís ofereci-lhe uma botas da Caterpilar que apesar de mais baratas que umas Timberland são muito melhores. As Timberland infelizmente é só marca porque em termos de acabamentos são todas coladas ao invés das Cats que são cosidas. Indo uma diferença de quase 100 euros entre elas.

 

Ofereci mais roupa aos mais velhos e livros.

 

 

Além do telemóvel que o meu Luís me ofereceu, os meus pais e avó deram-me dinheiro, a Ana e a Dona Orlanda um pijama e um robe, sendo que o meu pai ainda nos comprou um jogo de lençois polares que nós bem precisavamos visto o senhor Pablo nos ter rasgado um dos que tínhamos.

 

No entanto a melhor prenda que me puderam oferecer foi, na noite de Natal, a minha mãe a minha irmã se falarem ao fim de quase 3 anos.

 

Parece que me saiu um peso de cima e acho que melhor coisa não me podia ter acontecido.

 

Agora finalmente vou puder casar

 

Sabendo que todos vão estar presentes e não haverão entraves ou mal estar entre a minha família. Cereja no topo do bolo seria entre os meus pais. Poderem falar sem o meu pai se sentir magoado ou triste uma vez que ele ainda ama imenso a minha mãe e ela estar com o Paulo. Gosto do Paulo. É um optimo padrasto, um bocado na lua, mas optima pessoa. Não anda cá com pseudo-moralismos. E acho que o meu pai e o Paulo podiam ser grandes amigos. Mas isto sou eu já a divagar e o meu signo diz que no ano 2011 não devo sonhar muito...

 

Como as coisas entre mim e Ana resolveram-se também acho que por enquanto as coisas não poderiam estar melhor encaminhadas.

 

 

 

 

---------------------------------------------------

 

 

 

Para o ano 2011 espero que me deixem ficar com o trabalho onde estou, pois bem precisamos e nem que seja a lavar o chão das wc's se não me quiserem na recepção com a volta da colega que está de baixa.

 

Quero ver se caso de vez e planear um filhote se ficar na firma.

 

Gostaria de fazer umas férias merecidas com praia e uma mísera pulseirinha no braço.

 

Poupar mais.

Deixar de fumar. Isso é que era!

 

Que a minha família TODA me venha visitar - isso, isso!

 

Pensar num carrito com 5 lugares mas que dê para levar o pessoal de 4 patas.

 

Que o Luís tenha um aumento!

 

Deixar de pagar estas exorbitâncias de electricidade sem sequer ligar o aquecedor... Porque ao menos que tenhamos o proveito...

 

 

 

 

E acho que é só!

 

 

 

 

 

 

Bom 2011...!!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

05
Dez10

 

 

Eles vão no carro. O dia está escuro por causa da chuva. As ruas estão quase desertas. Nisto observam um homem que se arrasta pelo passeio de óculos-escuros resguardando-se da chuva debaixo das varandas.

 

Ele: - Chiça! Está cá um sol! As pessoas não têm noção do rídiculo...

 

Ela concorda e desvia o olhar para uma mulher que corre na direcção oposta.

 

Ela: Então e aquela tão bem "vestidinha"? Já viste? - e solta um risinho abafado.

 

Ele sem desviar o olhar da estrada remata:

 

- Bolas pah! Só sabes dizer mal das pessoas! Deverias ter vergonha!

 

Ela fica agarrada a estas palavras.

 

 

O espirito conjugal tem destas coisas.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Epah quem é que teve a infeliz ideia de mandar este frio todo? Ham? Nha-se! Espeto-lhe um selo!!!

 

 

A sério se aqui no Verão se pudesse dormia sem a minha pele para esta não se colar aos lençois ou ao chão dependendo do sítio onde me apetecer dormir numa noite quente, no inverno mete-se o nariz fora da porta e é o bastante para ficarmos sem ele como o Michael Jackson na sua pior altura de plásticas.

 

De manhã, acordo, sento-me na cama, ligo o aquecedor e ali fico a ganhar coragem para tirar o pijama e vestir roupa de lã. É tanta lã que sou capaz de ser confundida com alguma ovelha aqui dos campos. Quando chegamos ao carro vá de deitar uma garrafa de água nos vidros... E primeiro que o carro aqueça e deite algum ar quentinho para o interior vou batendo castanholas com os dentes.

 

O Luís, habituado a este gélido ar de polo norte, anda com uma tshirt por baixo de uma camisola apenas e um casaco. Eu então pareço o boneco da michelin. Mal chego com os braços à cabeça tão enchoriçada que ando. E não fossem estes meus joelhos que andavam sossegados desde a época do pimento, isto até se suportava melhor. Mas a raça destas engrenagens teimam em emperrar. E assim ficam até começar o degelo...

 

 

 

 

Semana de pepino. Um pepino tão grande mas tão grande que não fosse ele apenas uma impressão diria que mo enterraram até à alma.

 

 

 

Correu tudo mal no trabalho, não dei uma para a caixa e não fossem as colegas a darem uma força e teria desancado os homens à porrada. É que isto nos meus empregos não é do cu é das calças. Sim, já sei que o problema talvez tenha origem em mim mas se me deixarem sossegadinha eu não chateio ninguém. Aliás faço tudo certinho conforme gostam e faço muito mais até mas só se não me chatearem e me pedirem com jeitinho.

 

Eu tenho um grave problema...

 

 

Quando entrei para o 5.º ano de escolaridade já metade dos meus colegas tinham tido aulas de inglês. Depois da escola - na primária - os pais iam buscá-los e levavam-nos para o INESP. Eu era apanhada de boleia pelo meu avô no seu tractor e ia para a quinta brincar com os bichos. Ora quando entrei no ciclo só sabia dizer "shit" e mesmo assim pensava que se escrevia "xet". Mas convém dizer que na minha língua materna sempre fui precoce e aos 5 anos pedi um copo de água à minha mãe para "saciar a minha sede". Com 7 anos tinha um diário que se tem estendido até a este blog. Sempre escrevi muito por sinal. No entanto só quando entrei para o secundário é que deram valor ao que eu dizia e escrevia pelo que verbos, tempos e merdices dessas não mos perguntem porque eu só sei tirar um belo café da minha língua, agora moê-lo e tratá-lo até chegar às capsulas da Nespresso não me perguntem como se faz porque não sei. Daí que desde o 5.º até ao 9.º Português era como a Matemática. Lá escapava à rasca.

 

Tudo isto para dizer que tive inglês mal e porcamente do 5.º ao 9.º. Outra disciplina a que era péssima. No 7.º fiquei com Francês e Inglês e pela primeira vez na vida falava fluentemente uma língua estrangeira: o Francês... E porque? Porque a minha tia de França falava sempre francês ao telefone e eu tinha curiosidade em ouvir as conversas e saber de que se ria tanto. Em menos de um mês já eu mantinha uma conversa fluente, sem erros e com um sotaque brilhante que mais parecia que tinha nascido por lá, bem como a escrita sem erros. O Inglês foi ficando para trás e mal entrei no 10.º foi apenas o Francês que escolhi tirando excelentes notas conseguindo até dar explicações a colegas com dificuldade.

 

Quando entrei no 12.º não havia Francês e fiquei quase 3 anos até pronunciar qualquer palavra. O inglês cinco. Ora entrada para a Faculdade penso que nem "merde" conseguia pronunciar quanto mais "shit"...

 

 

Tudo isto para dizer que tudo o que sabia se esfumaçou, se transformou em nada, se formou numa nuvem negra dentro da minha cabeça e hoje que preciso de pelo menos 3 línguas no sítio onde trabalho, me vejo aflitíssima. Todo o inglês que sei é de filmes, ou chamado inglês de praia em que se diz aos "camones": "Are tou talking to me????", todo o francês que possuo é injectado a conta-gotas com alguns "hum.... un petit peu" pelo meio e qualquer castelhano que fosse adquirido através da visualização de filmes porno num qualquer canal codificado da televisão por cabo, não me servem de nada quando tenho que saber quais as medidas de materiais que querem ou explicar o porquê da ausência do "sales manager" a uma israelitomuçulmana que fala afrocoreano.

 

 

Depois levo um fodão de ouvidos como o de hoje.

 

Epah eu sei que se sentem ultrajados por o meu curriculo estar um bocado desactualizado no campo das "Línguas" mas esquecem-se de duas coisas fundamentais: a primeira é que eu ainda me prendo muito ao facto de aos 12 anos ter feito um teste de Q.I. ao qual obtive um resultado de 114 e a segunda é que com a crise que anda por aí acho que para arranjar trabalho eu até diria que falo alienígena.

 

 

Eu acho que se as pessoas se esforçassem a falar português comigo como eu me esforço a falar a língua delas iam ver bem o que lhes calhava.

 

- Desculpar, eu querer saber material valor. Loading quando?

 

- Perdão, não o estou a compreender.

 

- Hum... Saber... Material... Valor... Loading?

 

- Sinceramente, não creio que nos consigamos compreender. As minhas sinceras desculpas.

 

- Per favore... Please!

 

- Não, senhor, aqui não se fala inglês.

 

- Pardon?

 

*PINK*

 

 

Depois tenho aquele outro problema da perfeição. Querer falar de forma correcta quando não há tempo nem pachorra dos clientes para isso e para aguardar o "loading" do meu cérebro ou o "download" que faz em busca de um dicionário inglês-português nos confins da minha mente.

 

Daí que o "hold on, please" lhe faça confusão.

 

Palavras soltas é-me facílimo, escrevê-las idem, sem erros, agora juntá-las de forma correcta e com os tempos verbais correctos é o giro da questão. Porque infelizmente sou incapaz de dizer a um cliente algo como "sorry, wait a minute because the sales manager is on the phone at the moment" cuidando eu que isto esteja dito de forma incorrecta. O cliente se calhar 'tá-se nas tintas se está correcto ou não porque se fosse falar em português comigo ele diria algo como "aguardar que vendas gerente está de telefone". O que quer é ser atendido mas eu fico envergonhada e infelizmente esta merda de mania da perfeição e de portuguezinha coitadinha que não pode fazer má figura à frente de estrangeiro persegue-me...

 

Ainda bem que tenho um blog e uma série de diários ali na prateleira porque da maneira como esta cabeça anda daqui a 10 anos o Alzheimer ataca forte e feio. Depois nem "shit", nem "merde" nem o raio que os parta a todos!

 

 

O que vale é que tenho cojones e amanhã é fim de semana!

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D