Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


29
Jun09

 

Se há coisa que nunca gostei - e já batalhei nisto vezes e vezes sem conta aqui, ali, além, do outro lado, "acoá" - foi de gente caganeirosa que vive das aparências, do "Aiiii tenho uma pestana sem rimel e caiu-me um botão.." e pior, de quem não tem posses para comprar botões mas que vive como se as tivesse ou pelo menos aparenta ter. E no meu trabalho muito se baseia por aí...

 

Eu gosto de andar aperaltada ao meu gosto... ADORO... Mas não vivo para isso. Se tiver as calças rotas ficam assim ate chegar a casa, se a braguilha se desfez agarra-se num clipe e prega-se por aí e não são poucas as vezes que dou comigo com uma meia de cada cor so porque não tive pachorra para achar o par no meio dos Himalaias... Enfia-se dentro da bota e vai-se feliz para o trabalho a anhar...

 

No local onde trabalho não ha lugar para desleixo desse... Até que eu cheguei e apesar de ser super asseada comigo talvez tenha um ar de mendigo no meio daquela gente. Primeiro porque odeio calças que não sejam de ganga... Depois porque podia usar mais vezes saias e vestidinhos mas se os levo tenho um dia de cão... Nada me corre bem porque penso que estou exposta demais... Logo nada melhor que um bom par de calças de ganga para me sentir fisica e mentalmente sã e com garra para enfrentar o mundo. Mas é obvio que é coisa que se deve evitar levar - coisa que ultimamente se tem repetido não uma vez por semana mas quase todos os dias... Normalmente o pessoal leva a ganga à sexta feira... Eu talvez seja o unico dia em que vá de calças mais para o "merdosamente" aceitavel naquele hospicio...

 

Lá dentro o aspecto conta mais que a capacidade de uma pessoa. Logo a minha inteligência é posta de parte mal venho sem maquilhagem... Ao inicio pensei que tinha ido parar a uma loja da Dior até que comecei a reparar nos podres que emanam dentro do recinto animalesco onde fui enclausurada em busca de uma vida melhor.

 

Wc das mulheres:

 

A mulher que mandar um peido lá dentro não sai enquanto toda e qualquer pessoa que lá esteja não saia... Para não se saber quem foi... Seria humilhante saber-se que a A ou a T se peidaram...

 

No entanto sabe-se por portas e travessas que são essas que, e apesar de serem casadas e com filhos, andam a fazer convites aos colegas homens a fim de lhes proporcionar uns momentos de degustação fálica nessa mesma wc...

 

 

Wc dos homens:

 

Pelo que consta... Digo tudo apenas numa palavra: cocaína...

 

 

 

 

 

Gostava tanto que soubessem que me cago frequentemente e tiro burriés do nariz enquanto jogo Golf Tour no telemovel e espero que o meu soldado seja expulso

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

27
Jun09

 

 

São 23h10 e adoraria estar neste preciso momento de pijama e a sentir o aroma da casa limpinha no ar... Mas não... Sentei o cu na cadeira desde que cheguei e entre visões da Ana Malhoa nua na Playboy e uma "revista" de olhos nos Tesourinhos Deprimentes dos Gato Fedorento aqui estou eu ainda vestida, a casa a cheirar a cinzeiro de taberna, um Pico de montanha para lavar e os Himalaias para passar a ferro...

 

Sinto a falta do Alentejano que só regressa daqui a uns dias. A casa parece vazia sem ele. Habituei-me em pouco tempo à presença constante do Tolinho Careca atrás de mim a ver-me a arrumar as coisas enquanto refilo da minha vida sem tempo, cheia de trabalho de esfregona na mão e pano do pó na outra.

 

A semana passada, depois de termos chegado a casa, comecei a limpar tudo e quando tomei consciencia que eram 7 da noite de um Domingo e nada tinha feito, que no dia seguinte era dia de trabalho, desatei a chorar de impotência por não conseguir parar o tempo. Sentei-me na cadeira e chorei. Andei meses que não derramei uma lágrima mas naquele preciso momento parecia que o mundo ia acabar e desabei num pranto. O Luis nunca me tinha visto chorar. Eu fumava e soluçava e a minha perna tremia e tremia... Até que não sabendo mais que dizer ele solta algo como:

 

- Sabes... Não fiques assim... Não te quero assim. Tu consegues fazer as coisas... Vê lá... Até já conseguiste, neste tempo todo que choras, coser uns 3 lençois à máquina da forma como estás a dar ao pedal...

 

Obvio que me arrancou uma gargalhada...

 

 

Nada como, quando uma mulher começa com as choradeiras do costume, mandar uma piada mesmo à homem que vê tudo, claro está, com uma clareza impressionante...

 

Era disto que precisava...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

18
Jun09

Conhecer alguém na Internet

por Pobre(o)Tanas

 

 

Vendo bem nunca fui uma pessoa de loucuras e muito menos de dar passos sem ponderar imensas vezes. No fundo mas mesmo no fundo de mim sempre fui muito pés assentes e de poucos sonhos. Os que tvesse teriam de ser dificeis de conquistar mas sabendo de antemão que os conseguiria alcançar ou então os mais fáceis e simples de concretizar. Talvez seja uma pessoa que vive com o 8 ou 80. Sempre soube olhar para algo e saber previamente se consigo ou não lidar com isso ou simplesmente fazê-lo. Logo não ponho mãos em "bordado" alheio. Como já disse aqui algumas vezes, sei viver em dois mundos distintos. Porque ja vivi com muito e de momento vivo praticamente com uma mão à frente e outra atrás contando constantemente os trocos. No entanto também já expliquei que sou bem mais feliz assim.

 

Com tudo isto quero chegar apenas a uma coisa... A chegada do Luís à minha vida.

 

De momento atingi algo que nunca tinha vivido. Esfrego os olhos, belisco-me e fico pasmada a olhar para ele pensando como alguém assim olhou para mim e me dá tanto. Falo na presença constante, da harmonia existente entre os dois, da cumplicidade que há quando apenas nos conhecemos fisicamente há umas miseras semanas parecendo que sempre vivemos isto assim há imensos anos.

 

Passo a explicar...

 

Eu, Pobre(o)Tanas de nome do meio, apaixonei-me há uns meses pelo Luís. Até aqui tudo bem. Tudo normal. As pessoas apaixonam-se simplesmente. Mas... Nem tudo foi simples de digerir porque apaixonei-me por alguém que nunca tinha visto. Podem imaginar... Sim... "Conheci" o Luís na imensidão da internet numa noite em que nada tinha para fazer e fui até um chat espairecer a mente e mandar as pessoas frustradas as favas e rir-me um bocado. E ali metemos conversa.

 

O Luís estava em trabalho em Luanda e eu em Lisboa armada ao pingarelho numa empresa de gente cocó (um dia destes tiro um par de horas para falar no meu trabalho para matar saudades LooL). 8000 km's de distância e quase 3 meses depois de conversas diárias, que duravam quase o dia todo ou parte dele e da noite, eu fui esperar o Luís ao aeroporto de Lisboa. E ali, ao fim deste tempo todo, eu e o Luís vimo-nos de verdade e não foi preciso mais nada porque a confiança era imensa.

 

Se escondi isto? Posso dizer que apenas 4pessoas sabiam e quase nenhuma delas se conhecia entre si. Se estava louca? Talvez... Se trouxe o Luís para o meu mundo logo nesse dia? Claro! Se estou arrependida? Que morra no preciso momento que pense que sim.

 

Conheci alguém através do ultimo sitio que pensaria que fosse capaz de fazer... Não posso dizer "eu nunca..." porque mais uma vez ficou provado. Não aconselho a ninguém fazer destas coisas em casa sem vigilância (pelo menos de uns 90maços de tabaco que foi isso que devo ter fumado nas horas em que falámos) porque nunca se sabe quem está do outro lado no entanto e se tudo correr bem já terei uma historia para contar aos netos... Apesar de já termos pensado em mil e uma formas de contar às pessoas como nos conhecemos porque ainda existe um certo preconceito...

 

O Luís é o homem que sempre quis ao meu lado e vejo nele a minha verdade. A mesma forma de ver a vida. A mesma garra e força de vontade para lutar. Apenas um pouco mais "mariquinhas" mas espero que me torne tambem eu uma piegas porque já me basta a temperatura negativa que se instalou em mim há uns largos anos. Penso que ele seja aquilo que eu era antes de me tornar neste pedrugulho.

 

De momento não vou fazer planos, vou viver o momento. Vou partilhar as minhas coisas, a minha casa e a minha vida sempre que possa e ele queira.

 

Apesar de andar toda beliscada para saber se não ando a sonhar, tenho consciência que mereço. Chamem-me presunçosa... Mereço e pronto.

 

Se tenho a minha vida preenchida?

 

Tenho...

 

 

Tirando o facto de estar a morrer de saudades da Faixa de Gaza...

 

Neste novo trabalho ganho mais 150 euros mas também trabalho o triplo e ando tipo cão vadio cheio de sarna, de patas atadas e sem forma de se coçar...

 

 

 

 

Vou criar o Movimento B.U.G.A.T. ('Bora Usar Ganga Amanha no Trabalho)...

 

Penso que, de calças de ganga, metade das pessoas ali seria mais simpatica e menos sonsa... Melhor ainda... Menos caganeirosos a quem enfiaram o pepino no traseiro. Aquele que me tentam enfiar todos os dias visto que entro quando o primeiro turno da recepção entra e saio quando o segundo já está a arrumar as canetas... Já pensei partilhar a pasta de dentes com o Guarda Nocturno...

 

Não fosse esta minha capacidade de burra de carga ou aquela que dança sempre com a mais feia e já teria cortado os pulsos. Mas como sempre nunca desisto quando sei que sou capaz... Já disse isto? Já? Olha temos pena!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

06
Jun09

 

 

Se não tivesse as unhas arranjadas já as teria roído até ao sabugo.

 

Se não tivesse tanta certeza que sim já teria desaparecido só para não sentir isto.

 

Se, por vezes, não mandasse certas opiniões às urtigas talvez não fizesse o que irei fazer.

 

Se continuasse com esta mania de ter sempre os pés pregados à terra talvez não voasse...

 

Se fosse há uns tempos atrás eu diria para me internarem porque estava a ficar louquinha...

 

Mas eu quero ficar nesta loucura até ela durar.

 

 

 

Faltam 6 horas...

 

 

Não tenho fome desde ontem à tarde e dei voltas e voltas na cama...

 

 

Quem me vê por fora pensa que estou calmissima... Mas por dentro estou tipo gelatina treme-treme....

 

 

Mas não tenho medo.

 

Seja o que Deus quiser.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D