Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


28
Fev09

 

 

Não me tem apetecido falar, escrever... Nada de nada... Rien...

 

 

Semana meia estranha, complicada, triste.

 

 

Marcada pela morte de um amigo - do passado é certo e de lá longe, muito longe, mas mesmo assim amigo - que me deixou completamente apatetada, aparvalhada, anestesiada... Sei lá... Desde quinta feira que parece que nem ando cá. Fiquei mesmo... Não faço ideia.

 

O mais estupido disto tudo é que não fui avisada de nada, ninguém me avisou na hora e so soube uma semana depois... Ripei do telemovel e enviei um sms ao meu ex-mais-que-tudo-não-me-toques-que-sou-gajo-de-guito-e-menino-dos-papas-com-carrinho, que me confirmou...

 

"Sim, é verdade... Só fui ao velorio..."

 

"MAS E NÃO ME DISSESTE NADA NA ALTURA PORQUE???"

 

*Silêncio*

 

 

Pensei para mim: ES UM GRANDE CARALHO NÃO HAJA DUVIDA...

 

 

Só foi ao velorio... Amigo que é AMIGO dorme ao lado do caixao se for preciso e tem maozinhas para carregar a urna até à ultima morada do amigo...

 

 

Tudo isto fez-me pensar muito estes dias.

 

Pensei na ultima vez que falei com ele e que até fui arrogante... Basicamente ele era amigo do idiota do ex-mais-que-tudo, mas passámos todos férias juntos, saíamos juntos, viamos filmes juntos e foi ele que me alertou também pelo facto de o "Ranhoso" andar metido em merdas. E nunca lhe agradeci... Melhor devo ter agradecido na altura mas na ultima vez que falámos a minha veia arrogante e ciumenta veio ao de cima... Porque ele era amigo do "aborto" e eu já não era nada na vida de ninguém. Inveja talvez.

 

E assim do nada... *PUFF*

 

 

Uma pessoa desaparece da Terra. Se eu pudesse... 

 

 

Na altura não era a minha intenção ser má, cruel... 

 

 

E agora não tenho nunca mais hipotese de lhe pedir desculpa...

 

 

 

 

 

Hoje estive com o Cédric e com a Pris... Queria vê-los... Abraçá-los. Sentir que estão cá. Dar-lhes encontrões "amorosos" e sentir... 

 

 

Agora vim da missa... Mas nada do que o Padre falou me iluminou como das outras vezes... Não disse nada que me fizesse sentir mais perto de Deus. E como sempre permaneci em silêncio. Prefiro falar com Deus assim. Não entro nas ladaínhas. Conversamos em silêncio. Não precisamos dos gestos e sinais de cruz e coisas que tais.

 

Mas hoje estavas tão longe, Pai...

 

Ou eu estava... Não sei...

 

 

Cuida dos meus...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

25
Fev09

Jogar solitário...

por Pobre(o)Tanas

 

 

Quando recebi o meu primeiro computador, tinha 14 anos. Nesse mesmo dia recebi também uma aparelhagem e só quando me fartei dela, confesso, é que me virei para a informática ou pelo menos para 0,0001 daquilo que percebo disso. Naquela altura não tinha internet e só tive mesmo já estava fora de casa e com 20 anos no lombo.

 

Lembro-me de ter uns 12 anos e a minha irmã colocar-me em frente a um computador no trabalho dela e dizer-me "Olha podes ir à internet..."... E eu *Okay... Internet... Onde fica isso?*... Ela la me explicou. Abriu uma pagina e deixou-me ali a olhar para aquilo como se eu fosse uma burra a olhar para um palácio. Levantei-me com o meu orgulho ferido, fui à wc, voltei, sentei-me e joguei solitário a única coisa que sabia fazer até então num computador além de saber usar o Word e o Paint para fazer uns desenhos malucos que imprimia só porque era giro desperdiçar tinteiros e ouvir o meu pai refilar.

 

 

 

Anos depois o Solitário para mim continua a ser um passatempo quando não me apetece ir para a internet mas quero estar em frente ao computador sem ser para o estragar mexendo aqui e ali porque sim, porque é giro.

 

 

Hoje, no meu trabalho, ensinei o meu colega velhadas o bom que é ter o Solitário à mão. E, não me agrada nada dizer isto mas, vou por o velhote viciado naquilo... Já que não temos internet - ele para ver gajas nuas e eu para escrever no Blog - temos de nos auto-satisfazer (reparem no que eu disse) de alguma forma....

 

 

Será que ele vai começar a ver um fundo verde de cada vez que fecha a janela do jogo como eu?

 

 

 

 

 

Sou assim... Uma desencaminhadora de pessoas decentes que só querem trabalhar de forma honesta...

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

24
Fev09

Pijamei...

por Pobre(o)Tanas

 

 

E foi, mascarei-me de pijama, enfiei umas meias por cima das calças, apanhei o cabelo, agarrei na esfregona, pano do pó e assim andei o dia todo em casa. Despejei 1 caixote, 1 saco do lixo de 50l e 1 do Pingo Doce (que são enormes) de merdices... Arrumei a dispensa, lavei o chão do corredor 3 vezes (sim podem dizer que sou maluca) e andou tudo numa fona nesta casa a tarde inteira. Até as gatas. E depois disto tudo limpo fui ao Mc Donalds (engordar o que emagreci nas limpezas), e agora de banho tomado, pijama lavado e cama posta de novo, assim vai a guerreira dormir para amanhã pegar na armadura cedinho e marchar até campo inimigo...

 

 

Assim que tiver forças - mais do que aquelas para pegar na escova de dentes depois deste cigarro - respondo aos comentários e passar pelos Blogs do pessoal. Ando tão despreocupada com isso... Perdoem-me a franqueza... E fraqueza também... Mas não me esqueço!

 

 

Ala que se faz tarde...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

24
Fev09

Carnaval... 10 anos depois!

por Pobre(o)Tanas

 

 

Eu odeio o Carnaval. E não o digo para ser igual a muita gente que de ha uns anos para cá começou a detestar assim sem mais nem menos por variadas razões uma delas sendo porque não têm o que vestir LOOOL.

 

Nada disso. A ultima vez que me mascarei faz precisamente este ano, 10 anos. E não achei piada nenhuma. Fui para a escola com o meu grupo e não correu bem nem mal.

 

A partir daí nunca mais me mascarei e normalmente os meus pais escolhiam as ferias de Carnaval para irmos para fora uns dias ou simplesmente estar por casa a descansar.

 

 

Ontem estava muito bem descansada - ou não - a trabalhar, liga-me a Fi.

 

 

- Vamos sairrrrrrrr!!!

- Vamosssss! Para onde?

- Não sei, mas vamos mascarados.

- Não tenho o que vestir...

- Eu e o Igor vamos de M&M's!!!!

- M&M's?!

 

(E aí acordei para a vida 10 anos depois... A ideia soou-me... BOA!)

 

- Siiiiiimmmm!

- Mas eu não tenho...

- Nos fazemos o teu fato!!!

 

 

E assim foi...

 

 

Pessoas...

 

 

Os 3 vestidos de M&M's... Nada mais que duas esponjas redondas ENORMES, pintadas e agrafadas de lado, com aberturas para a cabeça, braços e pés.

 

Eu fui de azul, ela de amarelo e ele de vermelho.

 

 

Eu, Pobre(o)Tanas, regressei ao Carnaval, 10 anos depois, vestida de M&M Azul... Não podia pedir melhor regresso!

 

Mas voltamos cedo para casa porque a festa basicamente era feita entre nós e estamos velhos para bebedeiras e miudas parvas vestidas de enfermeiras aos encontrões a 3 amendoins para passarem por entre a multidão. A Fi que não gosta nada dessas coisas vá de lhes arrear uma cuzada ou encontrão. E isso para gerar confusão é o suficiente. E uma vez metidas naquelas esponjas não tinhamos muita liberdade de movimentos se alguém quisesse *PORRADA* de verdade.

 

 

Para mim o Carnaval está feito. Já me chegaram aquelas horitas. Cheguei a casa, aterrei o meu pesado "avião" (ouso dizer cagueiro) e adormeci.

 

 

 

Hoje passo o dia mascarada de Pijama e acabou-se!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

22
Fev09

 

 

Agarradinha a uma embalagem de "Argolinhas" de chocolate branco do Pingo Doce (eu não gosto mas compro lá tudo) que os Filipinos não prestam......

 

 

 

Acordei ha 1 hora e picos. Cheguei tardissimo a casa. Falei, falei e falei... Como sempre... Como se não houvesse amanhã... Como se a minha vidinha dependesse disso e a salvação do Mundo também...

 

 

 

Passei uma semana de trabalho que não a posso classificar de cansativa, mas de perfeitamente idiota que é no que me transformo sempre que abro a grade do estaminé.

 

 

 

A Psico voltou a atacar na sexta feira às 19h quando me preparava para sair. Porque eu numa chamada disse, à cliente para a qual liguei, que falava "A Pobre(o)Tanas, do escritório do Dr. Jante 16"...

 

 

"Ouça lá!"

 

*Ui... Adoro quando me dizem "Ouça lá..."*

 

"O escritorio TAMBÉM é MEU!!!"

 

"Oh Dr.ª deixe lá... Para a semana é só seu e não é do Dr., calha uma vez a todos..."

 

 

Lá está... Perdi o respeito... E como já disse, continuará assim enquanto não me pagarem o subsidio de Natal...

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

 

Não é que só falo de trabalho neste blog?

 

Qualquer dia passa de SouMinha para OMeuTrabalho... Ou TrabalhaMinha...

 

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

Não tenho muito a dizer... Os vipes da minha visão do fim de semana passado, já lá foram... Com a constipação...

 

Eu disse!

 

 

Uma cliente nossa quando me viu engripada disse que se eu não saisse daquele trabalho que ia arranjar um problema muito grave porque trabalho em más condições... Sempre frio e humido... Passaria ao lado se ela não fosse médica de clinica geral e soubesse do que estava a falar...

 

 

M-E-D-O....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

De vez em quando ainda me vem a imagem, daqueles dois, à cabeça... Mas como me constipei tenho visto mais lenços de papel e labello que qualquer outra coisa...

 

 

Pela primeira vez, espero estar constipada durante mais de duas ou três semanas - que basicamente é o tempo que a minha memória demora a esquecer o que vi...

 

 

E porque a Psico voltou a atacar e eu preciso de estar completamente Zen para a aturar.

 

 

Se fosse advogada (Que Deus me perdoe) rebentava com ela à estalada. Agarrava-lhe na cabeça, enfiava-a na sanita e lavava-lhe a boca com o piaçaba! E dizia "Opah, cura-te!"

 

Mas como não sou (E ainda bem) viro costas e rio-me... "Xelelou" de todo! 'Tadinha!

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

A minha mãe anda ali no meu MSN a entrar e a sair... Como sempre... Entra e sai vezes demais...

 

É só para mostrar que "existe"... Também xelelou...

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Hoje vou deitar-me cedoooooooooo!!! Não quero saberrrrr!!! CAMAAAAAAAAAAA JÁ!!!!!!

 

 

Não vá ficar xelelé também...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

 

"Ahhhhhhhh quanto pesas agora????"

 

 

"O peso de 1 javali macho menos 3 cães de grande porte..."

 

 

 

*Tristeza* --'

 

 

 

 

 

 

 

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

 

*FI*, Força amiga! Estamos cá!

 

Não te levará para longe de nos, acredita!

 

És mais forte que isso!

 

 

Amo-ti, amori meu!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Fev09

 

 

Apetece-me chorar mas não vou derramar uma unica lágrima que seja. Nem uma sequer.

 

Andei todo o santo dia com a imagem daquele casalinho hediondo na cabeça. Nem é por ele ter namorada. É por ela. Tipo eu conheço-a e não tem nada que se compare a mim. Vestia-se como se usasse um saco de sarapilheira.... E tem cabelo de rato ensopado pela água do esgoto. Muito fininho e rançoso. De maozinhas dadas... Que lindo!

 

Pergunto-me se ela dá na coca com ele...

 

Ela nem sabia desenhar. Estava em design e nao vi nada que fizesse de jeito e com classe.

 

E poderia estar aqui horas e horas a mencionar adjectivos pouco atractivos à pessoa em questão para mostrar o quanto sou bem melhor... Mas já os mencionei a todos mentalmente...

 

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

"Apetece-me chorar, sabes?"

 

"Pq? Eu a pensar que estavas feliz."

 

"Não gozes..."

 

"Não estou a gozar, caraças!"

 

"Mas não vou chorar. Sou bem melhor que isto... Desculpa"

 

 

E desliguei-me...

 

 

*Se soubesses a razão...*

 

 

E não é que chorei?

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

Não vou bater na mesma tecla. No mesmo blá blá sentimental que me cobre todos os dias...

 

Vai na volta estou apenas com aquela impressao estomacal que todos temos por ver alguem do passado. Qualquer pessoa com quem nos envolvamos e encontremos anos depois, deve dar-nos volta ao sistema nervoso. Seja de forma boa ou má. E penso que qualquer um de nós possa ter aquela "inveja" do "e se..?"...

 

E se tivessemos ficado juntos?

 

Acredito que ontem, naquele centro comercial ou noutro local, muitas mulheres e homens encontraram alguem do passado e olharam para os/as parceiros/as actuais e muitos para os filhos também, e pensaram no "e se..."... Se fosse com aquela pessoa... Olhando para os filhos... "Tu não terias nascido..."... Uns caem em si e gostam do que têm consigo... Outros devem ter ido cheios de ácido, para casa, a corroer-lhes a mente. Eu pertenço ao ultimo grupo...

 

E vim. Se pudesse ter-lhes-ia enfiado a cabeça numa montra até pedacinhos de vidros lhe entrarem para os olhos... Sim porque quando o odio me corroi torno-me num ser horrivel destes. É feio odiar. Mas e usando uma frase feita: Amor e Odio andam de maos dadas. E te-los-ia espancado até me cansar. Rasgar-lhes a carne até ao osso... Se pudesse... Se eticamente fosse aceitavel (risos mas daqueles diabólicos com a lagrima ao canto do olho...)...

 

É horrivel não estarmos à altura de alguém... Ou vermos quem foi nosso ao lado de um ser inferior. E ver que apesar de inferior, encaixou bem melhor que nós, na vida da pessoa que gostámos. Doi! São espinhas na garganta e um borbulhar no estomago. Um liquido quente que nos percorre as veias - que não deve nestes casos ser apenas sangue - que nos chega aos olhos e os deixa vermelhos de furia. Nos dilata através do suor. Um arrepio na coluna. Algo que faz sobressair as arterias do pescoço...

 

Li algures que se nos olhássemos ao espelho de cada vez que estamos tresloucados, que ficariamos horrorizados com o nosso estado.

 

 

No fundo talvez desejasse que ela sofresse o que sofri. Para não pensar que quem estava mal era eu... Se calhar nao sofreu nada porque ele deve ter-se tornado para ela a pessoa por quem me apaixonei. Sincero, meigo e responsável. Não o egocêntrico, mentiroso e violento que virou...

 

E continuo com este morto-vivo cá dentro. Por mais porcaria que fizemos, fiz, ele fez... Talvez fosse ainda capaz de dizer "Sim..." se ele dissesse "Vens?"...

 

Talvez o fizesse tambem com o Sr. Tenente de Ludares...

 

Porque foram pessoas que me conquistaram com inteligencia. Sabiam estar. Em momentos disseram ou fizeram aquilo que veio de encontro àquilo que eu acreditava que supostamente seria assim. E bastou isso para me apaixonar e gostar mesmo de verdade de duas pessoas que simplesmente acharam que não encaixava na vida deles. Bastou uma palavra, um gesto na hora certa. No timing certo.

 

Sinceramente estou cansada de voltar à estaca zero. E vou estacionar-me antes que me torne naquilo que tanto condeno.

 

Antes que se torne confuso demais. Antes que me perca. Perca o que ainda possuo. Deixe de ter controlo.

 

 

Não vou estabelecer regras drásticas. Nem tão pouco jurar a mim mesma seja o que for. Hoje não tenho forças para estabelecer limites. Mas mostrarei a mim mesma, por A+B, que nada me irá deitar abaixo. E se algum dos dois está com alguém - que por sinal nao me chega aos calcanhares - não me vou atacar por isso.

 

 

Se não me chegam aos calcanhares sao pequenos e se são pequenos posso esmagá-los... Mas mentalmente... Até porque não sou das que trepa por cima dos mais altos... E não faço aos outros o que não gostaria que me fizessem...

 

 

 

 

 

 

 

Boa noite...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Fev09

Despojos da minha guerra...

por Pobre(o)Tanas

 

 

Acabei de "namorar" com a D.ª Orlanda e o que me disse depois de lhe ter contado do dia de ontem foi:

 

 

- Quem ficou com os teus restos foi ela...

 

 

 

 

ORA NEM MAIS!

 

 

 

Amori, onde tu dormes já eu dormi. Os lençois se forem os mesmos, fui eu quem os comprou... Já deves ter calçado as minhas pantufas e usado o meu relogio... A minha escova de dentes ainda lá ficou bastante tempo. Mais, a vidinha dele, usufrui eu durante muitos anos. E só espero que não apanhes nas trombas como eu apanhei quando ele se virava do avesso.

 

Ah... e as coisas que ele te faz?... Fui eu que lhas ensinei...

 

Só mais uma coisa... Compra uma balança...:)

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

E agora vou enfiar-me na minha banheira, tomar um banho daqueles bem longos, vestir-me e pintar-me. Vou tomar um bom café e fumar o meu cigarro. Vou deixar de roer as unhas. Mostram, de mim um certo, nervosismo e dão mau aspecto.

 

Não me vou lamentar do que quer que seja da minha pessoa. Sou bem melhor que o resto.

 

 

 

 

 

 

E sou feliz! Se quiser, sou-o... E mais uma vez digo, tenho força. Para mover este mundo e outros tantos.

 

 

 

 

Como eu disse uma vez...

 

 

Pensem o que quiserem de mim. Pensem e não pensem. Porque enquanto pensam já estou a anos-luz de distância disso. E isto são apenas historias que contei sem contar...

 

 

 

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

Um dia arranjo um cão... Tenho vontade disso...

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Fev09

SOU MINHA!

por Pobre(o)Tanas

 

 

Como diz o Cédric: Happy Assholes Day...

 

 

Posso dizer que foi o dia dos namorados mais coise que tive na vida. Além de ser o primeiro em 9 anos que passo sozinha, várias coisas estranhas aconteceram...

 

Mas vamos por partes...

 

De manha fui cedo ao Vasco ter com o Cédric e a Pris porque ela fez anos e precisámos de lá ir entregar-lhe a prenda. Prenda oferecida, beijocas e abraços e muitas exclamações... A Pris ficou a trabalhar e tanto o Cedric como eu fomos cada um à nossa vidinha para seu lado. Ele foi lá fazer o que tinha a fazer e eu também.

 

Depois de ter feito a minha vidinha, coisa que não me apetece falar porque não há muito a dizer, voltei ao Vasco porque precisava de tomar um café com a Pris para falar...

 

Entrei na superficie comercial e senhoras e senhores, quem encontro mesmo à minha frente? TCHARANNNNNNNNNNN!!! Aquele que supostamente seria o homem da minha vida (dos tempos idos) com a namorada que tem há tanto tempo quanto aquele que já acabámos. Pois bem, amanhã, dia 15 de Fevereiro farão dois anos que eu e o Mr. Perfect Não Me Toques, acabámos...

 

Foi um dia chuvoso e depois de mais uma ressaca de Sua Ex.ª levei uma bela duma sova dele enquanto tomava banho. Apanhou-me desprevenida na banheira, atirou-me contra a parede e bateu-me ali mesmo. Saí porta fora só com a roupa do corpo e sem dinheiro nem para o autocarro para ir para minha casa. Foi preciso uma amiga da altura, telefonar a outra que nem conhecia para me ligar a mim para me vir buscar porque não tinha como ir para casa. Estava ensopada, dorida dos tabefes e desnorteada. E nunca mais o vi, a não ser de relance, e hoje.. Com a matrafona ao lado... Da primeira vez a gaja viu-me mas virou o gajo para uma loja para ele não bater com os olhos em mim. E eu pensei: "Caray, não me chame eu Pobre(o)Tanas que te f*** já o esquema..."... E assim foi... Meia hora mais tarde apanhei-os mesmo de frente num corredor...

 

Menina!!! Peito feito. Ia linda hoje. Perfeitamente perfeita. De salto alto e com andar confiante. E nem olhei para o casalinho mas sei que ele me viu bem... Se me viu! Virei à esquerda. Enfiei-me na wc e lavei o trombil para acordar para a realidade e deixar-me de merdas... Lavar-me do passado. 

 

 

(O Vasco da Gama estava nojentamente cheio de casais. Pessoas não é inveja, nada disso, mas parece que so saem no dia dos namorados. Mete nojo!)

 

 

 

 

O que me faz deixar de ter sentimentos? Situações destas. Pessoas que se cruzaram comigo... É fodido e peço desculpa pelas asneiras mas estou no meu blog e falo como quero.. Mas é fodido... Mas penso no que ele fez, no que me fizeram. E deixei de ter sentimentos. Tanto se me dá... Fizeram-me assim. Pareço uma máquina apenas. Um monstro num corpo humano. Posso dizer que o amei muito, talvez ainda o ame, mas tipo... Já vi tanto e já passei por tanto. Já conheci tanta gente e neste momento já nem sei o que isso é. Lá está, fizeram-me ou fiz-me assim. Nem sei se alguma vez voltarei a sentir amor de verdade. Ou pelo menos acho que sim, mas se me deixarem já pouco ou nada doi.

 

É horrivel beijar de forma mecanica, ir para a cama com alguem de forma mecanica, pensar de forma mecanica, pensar, tocar e sentir de forma mecanica. É assim porque olha é assim. Quero lá saber. Amanhã é novo dia... Pareço uma bitch a falar. Mas por vezes nem ando neste mundo. Não vejo ninguém que fale de forma inteligente. Não me ouvem de forma inteligente. Odeio que me olhem para o corpo e para a cara. Que se babem. Pensem que sou um mero objecto de desejo. Odeio! E depois quando estou com alguém que apesar de haver uma relação eu nem sequer confio, a forma como falo, ajo...É horrivel. Estupidamente inteligente e com artimanhas... Não sou de jogos duplos, não engano ninguém, mas sou de sentimentos diversos. Tanto dou numa de forte como me faço de princesa em perigo... E foi nisto que me transformei. Há largos meses que não tenho um orgasmo mental!

 

Dou conta que estamos a caminhar para o abismo...E eu vou atrás se não me sentar na minha pedra rápidamente, fumar o meu cigarro e ver o cortejo a passar...

 

 

Precisei de uma lavagem ao cérebro depois do dia de hoje... O Master convidou-me a mim e à Bug para irmos beber café. A Bug não lhe apeteceu ir e fomos os dois. E desabafei e desabafei... Respeito imenso quem me respeita enquanto ser humano. E adoro quando as minhas amizades se pautuam por isso mesmo... Respeito!

 

Hoje estou cheia de raivas interiores, de odios, de asco. Não tenho nojo de mim. Tomo banho todos os dias. Mas tenho nojo desta sociedade de merda. Desta gentalha. Parece um filme a decorrer muito depressa. Pessoas, consumismo, intrujice, podridão, falsidade, mentira, oportunismo, sexo, odio, merda! MUITA MERDA!

 

 

Como é possivel uma so pessoa entranhar-se dentro de nós e consumir-nos o âmago... A meninice, a alegria, a vontade. Como é possivel um conjunto reduzido de pessoas, que foram minhas, do meu sangue, sugarem-me o que de bom tinha e deixarem-me como um pedaço de papel amarrotado mandado ao mar... A verem-me desfazer em bocados, a tinta a escorrer, a borrar o que de mim sobra. E eu que escritos lindos possuia...

 

 

Tenho força para continuar. MUITA. IMENSA. Mas... Enquanto puder controlar, mais ninguém me tocará por fora, por dentro, não deixerei que me olhem, me consumam, me estrupem a alma. Porque nao sou de ninguém. SOU MINHA!

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D