Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


 

 

Já que entrei definitivamente no espírito natalício, ofereci um "coise" de visitas aqui ao blog. Comecei pelas 100 visitas... Apesar disto ter tido mais... Ou então não... Vai na volta estou a por mais visitas do que aquelas que alguma vez isto terá... Se for esse o caso, posso pedir ao Pai Natal um pouco mais de humildade e coerência...

 

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

Hoje dei comigo a ver isto:

 

 

 

 

 

 

 

Que, para quem não se apercebe, é este Senhor aqui:

 

 

Oh pra ele

 

 

 

 

 

Mais?

 

 

Oh Senhoras, faço-vos a vontade... E a mim também...

 

 

 

 

 

 

 

Esperem lá... Acho que ainda não vimos tudo...

 

 

 

 

 

Ai que "aquilo" ou "aquilo" parece que lhe vai saltar das calças...

 

 

 

 

Tá bem, amori. Agente cala-se...

 

 

 

 

 

 

 

 

Fogo quero lá saber da coerência e da humildade... Pai Nataaaaaaaaaaaaaal, para a minha pantufa quero um destes, oh faxabore! Ah e se não for pedir muito, pode ser nu apenas em peúgas! Daquelas brancas com um simbolo de uma raquete...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para quem não sabia, passa a saber que aqui a Pobre(o)Tanas também gosta de apreciar gajos da TV que façam o seu género de homem... Este, coitadinho, é o único que entra nesses requísitos... Porque sempre fui esquisita com homens, dos filmes, maquilhados e coisas que tais... E este por acaso não se nota muito a base...

 

 

 

E agora vou-me "confissar":

 

Deve ser daqueles que, nos meus sonhos mais badalhocos, é capaz de agarrar numa gaja, dar-lhe três voltas no ar, mandar-lhe uma trancada valente e deixá-la a roncar que nem uma porca a chuchar no dedo...

 

 

 

 

JÁ DISSE!!! Agora vou ali----------------------»

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Diz no Destak de hoje, em letras mais ou menos gordas, que, e passo a transcrever,

 

 

"Divórcio está a obrigar adultos ao regresso a casa dos pais."

 

 

Ora aí está mais uma coisa que a minha mãezinha sempre foi diferente. Nunca aquela alminha de Deus regressou a casa do pai. Quando se divorcía, separa ou simplesmente dá um tempo na relação, ela volta sempre para casa das filhas...

 

 

"Falta de condições económicas para viverem sozinhos."

 

 

Para ela não porque ganha mais que os ordenados das filhas juntos. Para ela é mais "Falta de condições psicológicas e afectivas para viver sozinha."

 

 

"Voltam a sujeitar-se a regras paternas."

 

 

Não senhor, isso é errado. No caso dela, mal regressa, nós é que acabamos por seguir as regras que cria e todos têm que viver consoante a vida que faz...

 

 

 

 

 

De maneira que é assim que destruo as estatísticas...

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

03
Dez08

 

 

 

 Eu, Pobre(o)Tanas, declaro que tenho umas botas pretas - que me dão um andar fantástico - que, pelo que diz a minha irmã, são mais ou menos parecidas com as que estes senhores usam...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

- Mas não me fazem doer às pernas. E são quentinhas. Já viste que nem me queixo dos joelhos? Além disso as botas ortopédicas do nosso tempo também eram feias e tínhamos que usar...

 

- ' Tábem mas pareces mesmo aqueles homenzinhos...

 

 

 

 

DESISTO!!!!!!!!!!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

03
Dez08

 

 
Depois de ter saído mais cedo e me ter mentalizado que ia ao dentista (da maneira como estou eu aceito qualquer médico desde que me tire o dente do siso nem que seja à chapada…) não é que chego lá e “Pah olhe não tem consulta…”. “Quê????!!!!”. Só tive de me conformar… Agora ando aqui com um medicamento que se me faz uma espécie ao estômago… Tipo… Ando gravidamente mal disposta com isto… É uma sede e umas náuseas. Só me apetece leite com chocolate, água, café mas principalmente muita mas muita água! E fresca (o que neste tempo é óptimo para a garganta…). Curo-me disto arranjo uma broncopneumonia…
 
 
 
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
 
 
Há mais de uma semana que tenho andado de volta dos classificados do Correio da Manhã… E talvez seja por isso que me doem os dentes. Só agora tive tempo de falar sobre isto uma vez que ando “Em Busca do Trabalho Menos Desencantado Possível IX”. Então agarro-me aos e-mails que me enviam com ofertas e aos classificados como se não houvesse amanhã. Acontece que há anos que não dava uma vista de olhos pelos classificados por inteiro a não ser pela parte dos animais quando o meu pai ma estendia, a medo, não fosse eu querer um Chihuahua, um YorkShire, ou mais algum gato lá para casa. De forma que, e passados tantos anos, dou comigo a pensar algo como “Este mundo está perdido.” e “Eu afinal sou uma retrógrada e em nada liberal como pensava eu que era…”.
 
Pois bem, estava eu a abrir as páginas dos classificados no comboio, de manhã, algo muito pouco usual uma vez que não há espaço para isso com a carrada de pessoas apertadas que ali vão, e eis se não que Traz! Como se estivesse num filme Western e se apenas ouvisse aquele barulho do vento antes de se sacar da pistola. Uma mão cheia de rabos espetados, tangas e corpos deitados em camas. Mesmo em cheio! Arregalei os olhos. Senti novamente o vento do Oeste, desta vez foi como se levasse nas trombas com aqueles rolos de cardos que rolam pelas ruas desertas e pimbas! Fechei o Jornal o mais depressa que pude e enfiei-o na mala. Não fosse alguém ter visto aquilo e pensasse que era alguma revista porno. Ou que eu estaria interessada naquele tipo de serviços… Corada, tentei disfarçar olhando pela janela e tal mas a visão não me saía da cabeça. Uma vez no aconchego – aquele que se pode arranjar minimamente – do escritório, abri novamente os classificados e mais uma vez os tais rabos espetados. Mas, senhoras e senhores, dezenas deles! Eu diria mais! Centenas! Três páginas, perdão, talvez umas quatro, de mulheres e homens e anúncios de “gatinhas gostosas”, “chinesas pervertidas”, “massagistas romenas” e todo o tipo de prestações de serviços sexuais muito sigilosos e discretos.
 
Novamente o vento do Oeste que se sente na minha cabeça – aquele sibilo de quem está a apanhar do ar e nunca viu aquilo na vida – e pensei: “Mas, mas! Mas no meu tempo isto não era assim! Onde andam as páginas dos móveis, das cassetes e discos de vinil para vender ou trocar??? E os filmes em VHS??? Ao menos pusessem já em DVD… E os instrumentos musicais? Daqueles de sopro já usados cheios de baba e cuspo…”
 
Pois é, meus caros, agora os instrumentos de sopro são outros. Filmes, quem quiser que os faça, mas caseiros e muito ou pouco hardcore – conforme o gosto de cada um – e móveis poucos ou nenhuns…
 
De maneira que nem é preciso nenhum tarado ir comprar revistas porno, compra o Correio da Manhã, abre os classificados e tem ali à disposição cus e ratas que dá para se satisfazer visual e “manualmente” quantas vezes quiser… Além de que basta virar mais páginas e sempre se pode cultivar com a informação dada. Gosto deste tipo de Jornais. É para todo o tipo de pessoas… Leitores satisfeitos…
 
Ainda me pergunto quem é que telefona para marcar uma “massagem com trav. Tatiana 19a. O.nat. primeira vez pass. ou act.”. A parte do “primeira vez” é que me faz rir porque se para elas/eles é a primeira vez eu então chamo-me Mónica Virgínia ou Cátia Vanessa e nunca vi um pénis na minha vida. Eu, sim, sou virgenzinha…
 
ATENÇÃO! Que eu não tenho nada contra. Simplesmente podiam, tipo, editar menos cus e patarecas. É que eu vejo o meu e a minha (com o passar dos anos espero conseguir essa proeza até ao fim da minha vida) todos os dias. De maneira que, epah, ver as das outras é assim… Pronto… Não podem fazer um “classificados” só para mim? Não? Está bem, que posso eu fazer…? Não mesmo? Okay…
 
 
 
 
 
E para terminar não há ninguém que peça secretárias…
 
 
 
 
 
 
Ah só mais uma coisa! Às pessoas que vêm aqui através dos meus posts "Secso e cocó à mistura" e "Pornografia"... Escreve-se "sexo"... É que há muito boa gente a escrever "secso" - eu pensava que não quando escrevi a palavra assim mas a verdade é que há - ... E também há quem escreva no Google "Eu quero ver coisa pornográfica" a par com "Fotos pornográficas nojentas..." e vem parar aqui...
 
Melhor ainda são as pessoas que escrevem "Vozes na cabeça" e vão parar ao Post "Eu ouços vozes na minha cabeça" mais precisamente "pensamentos mentais matinais" que também aparece muita gente à procura desses "pensamentos". Ontem também houve quem procurasse pela Dalila Carmo e não raras as vezes que o meu post "IRRA!" seja o mais visitado...
 
É de salientar que:
 
- O meu blog seja visitado pelo Brasil em força à caça da tal pornografia e das ditas "vozes que ouvimos dentro da cabeça". (Não fui eu que disse mas sim ali o "visitómetro"...)
 
- O Porto e arredores também está em alta por aqui (vénia às pessoas do PORTO que são lindas! - Vocês são GRANDES e me aguardem um dia que isto em Lisboa não presta.) que normalmente lêem o que foi escrito minutos antes (Num há cá taradices só pessoas sérias!). 
 
- E Lisboa temos Cascais (vou começar a falar das tias paxaxas um dia destes...), Sintra (Travesseiros!) e Margem Sul também...
 
- Mais para o Norte lá em "xima" memo lá "enxima": ontem vi quem escrevesse algo como "eu quero ber gaijas" com "b" em vez de "v" e viesse aqui parar...
 
- Os "Algarves" e "Alentejos" nada querem com o SouMinha...
 
- Hoje tivemos visita do Funchal (Madeirinhaaaa).
 
- Mas Ilhas Açoreanas não temos tido.
 
- Depois ainda houve um/a alemão/ã que aqui parou por engano.
 
- E se não estou em erro alguém da Irlanda também por aqui caiu mas fugiu logo assim que viram que o Blog era de uma gaja que habitava numa província de Espanha...
 
E pronto é para mostrar as estatísticas!
 
 
Aquela função que tenho ali em baixo dá muito jeito, realmente...
 
 
 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

02
Dez08

Miminhos/Selinhos

por Pobre(o)Tanas

 

 

 

Recebi estes dois selinhos da minha Soflor - visitem porque vale mesmo a pena - e vou passá-los a quem os quiser apanhar!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Beijocas a todos! E aproveitando agora a boa disposição, caminharei até ao dentista mais próximo.

 

 

Xauuuuuu

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

02
Dez08

Trabalhar assim...

por Pobre(o)Tanas

 

 

(Tentei escrever este post 10 vezes e espero que à 11.ª seja de vez...)

 

 

Trabalhar neste escritório ou escalar o Monte Evereste em pleno Inverno, assim encostadinha à neve e de cuecas, é igual!

 

 

Dois aquecedores e nada de aquecer...

 

 

 

A D.ª Orlanda foi marcar consulta no dentista para mim. A ver vamos...

 

 

E vossemece veja se me paga os aéreos dos "subsides", disso, desses dinheiros a mais que se dão pelas férias e plo Natal que eu tenho aqui a boca que precisa de afinação... Tenho aqui as "engives" que se me apegam aos dentis e me causam umas dores que nem lhe passa pla cabeça......

 

 

 

Heia ca birra, Deus Meu!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

02
Dez08

Peixeirada no café!

por Pobre(o)Tanas

 

 

Se há coisa que herdámos, eu e a minha irmã, da nossa excelentíssima mãe ("defunta" coitadinha) - para além do poder de argumentação quando as coisas não correm como queremos e o facto de sabermos escrever e dizer as coisas sem mandar recados por ninguém, foi o acto de descermos dos saltos altos, calçarmos o chinelo e armar uma peixeirada com o mesmo calor e bravura que no prezado mercado do Bulhão. Ou seja, não armar bulha (Bulhão) mas se a há, para os nossos lados, não deixar que o episódio passe em branco...

 

 

Ontem foi o caso... Mais para o lado da minha irmã, claro, porque se sentiu ofendida... No meu foi só mostrar à senhora em questão que enfim sou um tanto ou quanto igual... 

 

 

A esta hora, na minha praceta, somos a família das mal-educadas...  

 

 

 

 

 

Com a neura que estou, bem que precisava de uma guerrita assim como a de ontem...

 

 

 

Mas caros leitores não pensem que ando aí a marcar território com peixeiradas, nada disso... No entanto há dias em que as coisas não batem certo e qualquer coisa assim a modos que se me faça espécie no apêndice e cócegas no umbigo, faz-me querer ver sangue, pernas partidas, costelas esmagadas e cranios a rolar pela rua abaixo...

 

 

"A mãe e a tia são as minhas heroínas!" - Deve ter sido a frase que mais se ouviu ontem, da boca da minha sobrinha, depois da confusão.

 

 

Isto faz-me lembrar um episódio num trabalho onde estive... Tinha uma colega que, enfim coitada pensava que era muita boa e à viva força queria infiltrar-se na família do patrão através do filho deste - que por acaso era o meu namorado na altura - como não podia comigo chateava-me a torto e a direito com merdas sem cabimento nenhum. Certa manhã apanhei-a sozinha e perguntei-lhe se tinha alguma coisa contra mim. (Isto normalmente - o confronto - deve ser feito quando os intervenientes da guerrinha estão sozinhos. Dá um aspecto mais pessoal, mais próximo, o chamado calor humano...)...

 

- Eu??? Eu não! - dizia ela a mexer no cabelo toda muito cocó.

 

- Bom é que me parece falar assim num modo muito arrogante para mim... - dizia-lhe eu a sentir o sangue a percorrer-me o corpo. (Fase número 1: sentir os tremeliques no corpo...)

 

- Eu só falo como você fala para mim.

 

- Não. Eu falo bem para si, ao contrário da C. que está constantemente a implicar comigo. - muito pausadamente e baixinho - Mas vou informá-la de uma coisa, eu aqui dentro sou assim pacífica e aturo tudo mas quando se abre a porta e se sai, sou outra pessoa completamente diferente. Não me queira ver lá fora, porque uma vez na rua, parto-lhe a boca toda! (fase número 2: quando o sangue nos sobe à cabeça e faz ter tiques e espasmos faciais de homem das cavernas com uma moca pronto para a porrada...)

 

- (Silêncio)...

 

Virei costas e segui a minha vidinha de sempre... E não é que nunca mais me chateou?

 

Aqui não houve fase 3 porque não se chegou à agressão em si... Também nunca cheguei a esse ponto. Gosto muito do meu cabelo...

 

 

E pronto de maneira que nunca mais me chateou...

 

 

 

 

Mana, pah, és a minha heroína!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

02
Dez08

 

 

Se eu tivesse coragem agarrava assim numa pedrinha da calçada, fazia pontaria em direcção aos meus dentes e TUMBAS! Em cheio! Ando há uma semana com dores por causa do siso, o que me afecta os restantes dentes. Infiltrou-se-me aqui assim um formigueiro de formigas (podia ser um formigueiro de carochas ou baleias azuis...) daquelas vermelhas que picam nas pessoas como se não houvesse amanhã (como se eu alguma vez estivesse em contacto com esses espécimes africanos e percebesse do assunto), de maneira que estou assim inchada no meu lado esquerdo (o mais bonito) e com umas trombas que se alguém me diz alguma coisa é expulso da irmandade do anel...

 

 

Ainda dizem que o dinheiro não traz felicidade! Uma pinóia é que não traz! Se eu o tivesse arrancava este gajo que aqui me anda a azucrinar o juízo e ainda espetava um arame à volta dos restantes para não os ter todos tortos... Sim tenho um complexo com a minha cramalheira... Odeio-a! Se já não tenho espaço sem o siso, quando este nascer ao abrir a boca pareço uma serra electrica pronta a devorar um pinhal inteiro... Qualquer dia pareço a Dalila Carmo... Mas pior porque a senhora ainda é gira e tem os dentes direitos...

 

 

 

Fim de semana prolongado chuvoso... Tirando o Sábado que andei na ramboia, os restantes dias foram passados de pijama e pantufas o máximo de tempo que consegui... As miúdas, parece-me que as baixas temperaturas não as afectam em nada porque deram pinotes e miaram esgalgadas com fome - que não têm porque é so gulodice - o tempo todo e eu de cabelos em pé... Andei a embrulhar prendas e de volta de outras e elas ali a espreitar, a afocinhar, a roer e esgatanhar tudo do género hermano "Epah deixa ver!!!" com os dentes, unhas e bigodes e nunca e somente com os olhos...  enroladas em fita-cola, papel de embrulho e neve artificial... Cheguei ao cúmulo de pensar em embrulhá-las também, espetar-lhes um selo e enviá-las para a ilha do Kuturupikamucho para passarem umas férias... Mas depois "Epah não porque eu até gosto delas!"... De maneira que a birra passou, enfiei-me na cama, as 3 a ver tv e ainda passámos pelas brasas... Somos felizes!

 

 

Hoje, primeiro que abrisse a pestana para vir trabalhar, foi preciso mandar uma cabeçada na parede para ajudar também na dor de dentes...

 

 

De maneira que estou assim a modos que - e já deu para reparar - um bocadinho, perdão, um bocadão, embirrante...

 

 

Preciso de mimos!!! E daquela frase estúpida que os pais dizem após uma queda dos putos: "Pronto já passou...".

 

 

 

 

 

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhggggggggggrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr renheck renheck...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D