Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


31
Mai08

 


Esta semana disseram-me que eu era "muito desconfiada"... Fiquei a pensar sobre o assunto. Já sabia que o era mas raramente mo tinham dito. Aliás poucas as vezes em pensei muito sobre isso, mas fiquei a remoer.


 


Dei conta que sim que o sou e muito.


 


Depois perguntaram-me se era "feliz assim". Ao que respondi que não.




A razão de toda esta desconfiança permanente já vem lá de trás e acho que também, em parte, nasci um pouco assim.


 


Não tenho problemas em dizer às pessoas que não confio nelas.E se não o digo penso que percebem bem.


 


Um dia reparei num video do meu telemóvel em que mostrava a minha cara a olhar para uma amiga que falava e isso incomodou-me. Via-se bem que as minhas emoções estavam aos pulos a quererem dizer algo como "Mas achas que confio nisso?"...




Não acredito em coisas dadas ou porque mereça. Ninguém dá nada sem querer algo em troca. Tenho noção disso. E também já vi muita coisa para poder confiar por dá cá aquela palha.


 


Gosto demais de mim para confiar e ser enganada mais tarde. Mas isto em tudo.




Houve alturas em que procurava motivos que me provassem que estava certa ao desconfiar. Neste momento não procuro nada. Simplesmente deixo-me estar no meu canto. Olhos que não vêem, coração que não sente.




No entanto não sou mesmo feliz assim. E a quem respondi isso disse-me que "desta forma não seria eu mesma". Pois há alturas que não sou eu mesma. Por isso tenho este blog para me lembrar daquilo que sou de verdade.


 


Não finjo ser o que não sou, nada disso. Apenas prefiro não mostrar directamente o que estou a sentir para não sair magoada. No entanto isso so acontece com os sentimentos positivos. Não mostro que me está a agradar algo. Mostro e digo o que não me agrada apenas. As coisas positivas decidi não falar delas. Para não fugirem de mim. Para não serem sugadas no vazio.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------




Sou uma mulher super apaixonada por aquilo que a rodeia. Tenho arrepios por ouvir uma musica que me agrade. Danço de olhos fechados e de braços no ar para sentir a musica entrar em mim. Choro ao ver pessoas boas a serem recompensadas. Choro por ver más a sofrerem arrependidas. Rio com piadas secas. Amo rir. Rir com vontade. Rir quando não é o momento apropriado e não consigo parar. Rir com amigos. Adoro que me cocem as costas. Espreguiçar-me e bocejar. Comer porcarias, que fazem mal, no sofá a ver filmes. Adoro receber mensagens. Que me façam surpresas. Gosto de flores. Gosto de fumar depois de comer. Gosto do cheiro de roupa lavada de alguém que eu ame. Gosto de ler coisas bizarras. Filmes de terror com zombies. Fotografias a preto e branco. Gosto de amar e ser amada. De praia e sol... GATOS! Observar pessoas nos transportes publicos e senti-las. Adoro vestir o pijama velho e roto mal chegue a casa. Tomar banho de imersão e cheirar bem. Gosto do corpo humano. Dormir até tarde. Roer as unhas até me babar...


 


 


Não gosto que digam que sou burra e feia. Me tomem por parva. Que me chamem mentirosa quando estou a dizer a verdade. Que me digam "Vais assim vestida?" quando passei horas a escolher a roupa. Que não me digam o que quero ouvir naquele momento. Que não gostem de mim porque não podem ou não querem. Que me beijem e arfem aos ouvidos. Que não saibam coçar as costas. Que me digam "tu é que sabes". Que me falem quando acordo. Que gozem com a musica que eu gosto. Que me dêem uma chapadita na cara ao dizer "estás crescida". DETESTO! Que me achem má pessoa quando só quero o bem. Não gosto de gente com os copos. Não tenho paciência para aturar mocas quando já as tive e não as posso ter nem devo... Tenho medo de morrer encarcerada, esquartejada ou queimada. Não consigo sentar-me no banco traseiro de carros de duas portas. Tenho medo por não ter saídas. Tenho pânico de  cemitérios à noite e animais mortos com os dentes de fora. Tenho medo de ovelhas mortas... São horriveis mortas... Não gosto de sentir o chão a tremer debaixo de mim e às vezes sinto. Não gosto de mudanças, apesar de me adaptar rápidamente e depois acabar por gostar e saber que me fizeram crescer...


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Sou uma pessoa normalissima. Nem queria que me pensassem diferente. Tenho os meus sonhos. Quero casar, numa igreja cheia de gente e num dia cheio de sol. Olhos postos em mim pelo menos uma vez na vida. Quero ter filhos e ser uma mãe porreiraça. Ter amigos e fazer jantaradas. Ser uma pessoa bem formada. E com um trabalho digno que me dê para viver e fazer viver os meus. Ter o meu canto. Não trair e não ser traída. Ser um dia uma velhota fixolas e que esteja sempre a evoluir. Quero morrer de forma pacifica e pensar que fui feliz apesar de desconfiar e pesar prós e contras de tudo o que vem até mim. Ser uma pessoa num nível espiritual superior para entender o próximo sem primeiro julgá-lo... Sem desconfiar primeiro...


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Esta é uma parte de mim...


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Tira as tuas conclusões...


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Posso dizer que sou feliz só porque sei que posso ter oportunidade de ser ainda melhor do que sou... E mostrar isso a mim mesma. Porque na minha vida aprendi a contar comigo e a conquistar-me. E não foi fácil...


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Desejo a todos um sorriso meu daqueles verdadeiros, porque por vezes custa arrancar-mo de forma sincera...

Autoria e outros dados (tags, etc)

30
Mai08

...oO...

por Pobre(o)Tanas

 


 


 Mais uma sexta feira!!!    


 


 


Pronto é com estas coisas que um pobre fica feliz. Saber que mais uma semana passou. Que não fez mais nada se não ouvir do patrão, que é um inutil, que não dá produtividade. Trabalhou que nem um camelo. Fez as tarefas que mais ninguém quis mas que por sua vez vão receber mucha pasta delas enquanto o pobre fica a ver navios, sem dinheiro e com tendinites. Saber que não recebe antes de dia 2 ou 3 e mesmo assim ficar feliz numa mísera sexta feira.


 


Arre! Que somos burrinhos, hein?


 


 


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


 


A dra já chegou. Vem triste. Vai fazer exames. Tem uma menopausa precoce.


 


Penso em mim e se poderei um dia ter filhos. Quero ter. Vê-los crescer. O meu relógio biológico começou a dar horas há uns 4 anos... Mas pronto há que esperar pelo momento ideal e pelo par que esteja para me aturar, a mim e aos meus pirralhos.


 


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


 


Ando bem... Não é que não queira partilhar e falar sobre o assunto, nada disso. Mas está tão bem guardado aqui comigo... É um segredo de mim para mim:) 


 


 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

28
Mai08

Educação de Piolhos

por Pobre(o)Tanas

 


 


 No outro dia estava sentada no sofá a observar as gatas e cheguei a uma conclusão que a meu ver é brilhante...


 


 Tenho duas manfias terriveis. Qual delas a mais malcheirosa e mais impossivel de aturar, no entanto há uma que destoa da outra por não dar ouvidos a nada do que possa dizer ou fazer. Por mais que lhe abra os olhos, por mais que lhe dê umas palmadas para não voltar a fazer porcarias no sofá ou nos tapetes. E a conclusão a que chego para ela fazer estas coisas, é:


 


 - Por não ter um acompanhamento durante o dia que a outra mais velha teve.


 


 Vendo bem as coisas, com os miudos de duas pernas isto também se passa. Se os pais não estiverem atentos aos passos dos filhos, se não houver diálogo e um acompanhamento no seu crescimento, eles acabam por fazer tudo o que lhes apetece.


 


 O mesmo acontece com a minha "piolha" pequena. Que desde que foi lá para casa só aprende a fazer asneiras porque só me vê de manhã e à noite. Isto também poderá ter "mão" ou "pata" da mais velha que pode ensinar-lhe coisas que nunca pensaríamos que conseguisse fazer, mas o problema é mesmo não haver "mão" minha.


 


 Enquanto que a Piggy com um simples "Não!" ou um "Piggy!" mais acentuado, pára, a outra nem com um "Zappaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!" lá vai...


 


 Para mim foi uma coisa brilhante que pensei, vocês devem estar a dizer:


 


- Oh Pobre(o)Tanas isso é óbvio! Seria óbvio que a gata fosse mais mal educada por não ter acompanhamento...Duh! ...


 


 Ao que eu respondo:


 


- Pronto está bem não gozem comigo...


 


 


 


 


 


A Piolhosa mais velha na lanzeira...


 


 



 


E a mais pequena... Só esta foto mostra tudo...


 


 



 


As duas...


 


 



 


Dentro da minha pantufa...


 


 



 


Quando a Piggy veio para casa.


 


 


Pronto ficaram com uma noção dos piolhos! Gosto mesmo delas.


 


Sou uma "mãe" babada!


 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

26
Mai08

Felizes dos que se soltam...

por Pobre(o)Tanas

 Em resposta aos meus amigos virtuais, que me são fieis e tanto tempo precioso me dedicam, estou bem, caminhando lentamente ao sabor da maré umas vezes e remando contra ela outras tantas.


 


 Aprendi, no entanto, a deixar tudo fluir e quebrar as amarras que nos prendem a portos não muito seguros.


 


 Deixo um trecho de um livro do Paulo Coelho - Maktub , espero que vos ajude também a ultrapassar pequenas/grandes barreiras e que vos incentive a cortar as amarras ou soltar algemas...


 


 Um beijinho a todos vós:)


 


"Diz o Mestre:


 


Quando decidimos agir, é natural que surjam conflitos inesperados. É natural que surjam feridas no decorrer desses conflitos.


 As feridas passam: permanecem as cicatrizes e isto é uma bênção. Estas cicatrizes ficam connosco para o resto da nossa vida e vão ajudar-nos muito. Se, em algum momento - por comodismo ou qualquer outra razão -, a vontade de voltar ao passado for grande, basta olhar para elas.


 As cicatrizes vão mostrar-nos a marca das algemas, vão lembrar-nos os horrores da prisão - e continuaremos a caminhar em frente."


 


 



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

19
Mai08

Frankenstein...

por Pobre(o)Tanas

 


 


 Eu não pedi a ninguém para nascer. Muito menos para ser feita, como sempre me disseram, sem paixão ou concebida debaixo de um amor que nem era amor, era amizade.


 


 Se dei trabalho nos primeiros anos de vida, peço imensa desculpa. Até porque não se tem noção de que vivemos. Simplesmente berramos pelo ser que a sociedade denomina "Mãe" ou "Pai"... No meu caso foi mais "Avó"...


 


 Hoje, com 21 anos, olho pelos caminhos percorridos e vejo que em nada foram em meu proveito. Que fiz eu para lutar por mim? NADA! Estou sempre lá para os outros. Que fizeram os outros por mim? NADA! Só vêm ter comigo quando precisam.


 


 Desde que reparo nestas coisas, já lá vão 4 anos, que nada fiz para merecer o que me têm feito. Mais uma vez peço desculpa por não ter sido a filha desejada, pelo menos de um dos lado já que uma outra filha existia... Mas obrigação de casamento é mesmo essa: procriação. Mas quando o rebento nasce não há nada que melhore. Apenas piora... Com ele variadas separações em que nenhum dos dois tem a verdade do seu lado.


 


 Cheguei até a questionar o vosso amor por mim. Cheguei muitas vezes a conclusão que era imaginário e nem voces davam conta. Cheguei a odiar e nem sequer vos querer ver. Cheguei a querer acabar com tudo para nem sequer vos ouvir... Porque as vossas vozes de traição para comigo ecoam até aos finais dos meus dias dentro da minha cabeça e isso ninguém repara porque só eu as ouço... 


 


 De todo este sofrimento o que recebo em troca? Mais uma vez NADA!


 


 Apetece-me bater-lhes até não poder mais! Sentá-los e com a força de Mil Sois, dizer-lhe que em nada me dão valor, que não passam de balelas porque fica bem à sociedade. AMOR por alguém não é fazê-lo sofrer, muito menos enganá-lo com esperanças onde não há.


 


 "Tudo vai correr bem desta vez..." Uma pinóia é que vai! Onde está a correr bem desta vez? Basta eu não ser de acordo com certos comportamentos para estar fora do grupo? Ser excluida e mostrarem-me que a renda não sou eu que a pago??? Perguntarem-me "Quem és tu para te meteres na minha vida?" quando apenas quero saber se estão bem? Quando estou horas preocupada?


 


 Nada de mim voces merecem! Para voces estaria bem se não existisse, porque ao menos não vos chamo quando preciso... Porque ao menos não interrompia o vosso tempo quando estão seguros num mundo virtual que não vos quer para nada! Só vos usa. Querem-vos minar e consumir como se não houvesse amanhã e quem vos quer bem? Voces nem sequer prendem o olhar ou ouvem uma palavra. Quem está atrás de voces sou eu... E vejo... Vejo as figuras rídiculas! E não gosto... Porque me podem comparar a voces e isso não admito. PORQUE EU NÃO SOU COMO VOCES! SOU BEM MELHOR!


 


 Tenho raivas contidas há 5 anos dentro de mim... Não aguento mais... Não vos vou ouvir mais. Enfiem-se no vosso buraco e não me venham com tretas porque mentiras ouvi eu em todos os lados que passei. Perdi muita coisa, não me perco mais a mim por voces. Não deixo que acabem com o unico dom que tenho, o de conseguir amar o mundo apesar de tudo o que me foi tirado e que eu nunca pedi... Deram-me vida, agora amanhem-se... Se sou o vosso monstro, como já me chamaram, lembrem-se, voces são o Dr Victor Frankenstein que o criou, gerou esse filho hediondo...Pena que o monstro tenha um final tão infeliz...


 


 


 


----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


 


Este é o meu lado negativo... Aquele que poucos conhecem... O que destroi como um furacão, tudo à sua volta. Vem ao de cima quando é chamado. Quando a minha caixa de pandora é aberta sem pensarem nas consequências disso.


 


Não tenho vergonha daquilo que sou. Posso ter vergonha de alguns actos que cometi e levei terceiros a fazê-lo em alturas que o cerebro nem sequer estava comigo, mas não me envergonho daquilo que sou hoje.


 


Podia continuar a fazer aquilo que os da minha idade fazem... Muitos deles... Pedir aos paizinhos... Chupar-lhe o dinheiro até ao tutano e manter-me a estudar... Mas não o fiz. Fui à luta. Para ajudar. E nunca ninguém me deu valor por isso... Não preciso de ser reconhecida mundialmente, nem nada disso, apenas em casa... Nem que fosse somente aos olhos das gatas.


 


Não posso deixar-me ir abaixo quando nada me sobra se não o que sou. E posso dizer, que pela primeira vez na vida, deixei de ter vergonha de mim. Sou uma pessoa integra. Sou amiga do meu amigo. Amo muito as pessoas e estou lá, por mais mal que me façam. E apesar de todas as patadas, sinto-me uma grande MULHER porque aguento muito e sempre com um sorriso na cara para não ferir ninguém. Os meus escrito podem ferir, pois podem... Mas não firo mais do que aquilo que já me feriram a mim.


 


Dou Graças a Deus por ainda ter alegria a brotar de mim à minima demonstração de beleza que me rodeia. Porque sou uma pequena artista plástica de vida...E não, não sou uma palhaça de circo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

19
Mai08

 


 


  O mais estúpido não foi ele ter pedido desculpa...Foi o facto de dizer que ia deixar de fumar...E agora, qual BigBrother, colamo-nos ao ecrã e contam-se os dias que o Sr Primeiro Ministro (Sr Engenheiro ) está sem tocar na maldita da bela da nicotina...


 


 Eu ao menos tento perceber as limitações que fumadores como eu têm. Olho em volta, tento perceber onde estão os avisos de "Proibido Fumar", saco do isqueiro e do maço, volto a olhar em volta, acendo o cigarro, olho de esguelha, sorvo o fumo, olho em volta, vejo um aviso lá mesmo ao fundo, mesmo mesmo lá no fundo, e fujo!


 


 


 


Sou triste eu sei...


 


 


 


 Fim de semana tudo normal... Tirando umas coisas que me deixaram meia "pepinada" mas limito-me a observar...

Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Mai08

Renascer do Dia...

por Pobre(o)Tanas

 


 


 Feliz daquele que acorda para mais um dia... Hoje muitos poderão não ter acordado para acabar o que tinham começado ontem... Não falo do amanhã... Esse ninguém sabe onde está e se vem ou não bem acompanhado...


 


 Para todos aqueles que não viram o nascer do sol, hoje poderia ter sido assim:


 


 


 



 


 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

12
Mai08

Novidade...!!!

por Pobre(o)Tanas

 


Uma coisa importante!!! A minha mãe já tem o cantinho dela também. Tanto tempo depois lá o concebi... Portanto se quiserem podem lá dar uma passadinha e comentar que ela vai ficar bastante contente. Por enquanto está em fase de mini construção. Nasceu há poucas horas e há muita "fralda" para mudar. Por agora sou eu que o organizo, depois quando houver mais facilidade da parte dela, passará a dona a tratar dele.


 


 


 Aqui fica o link ----» www.epopeiasdahelena.blogs.sapo.pt


 


 


 Espero que gostem:)


 


 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

12
Mai08

"Piruns"

por Pobre(o)Tanas


 


 


 


Coitado...Deve pensar que hoje é Sexta Feira...Mal ele sabe que nem a meio da semana estamos.


 


 


Por cá nada de especial... E o que é especial mesmo, para mim, prefiro guardar:)


 


Mais um post banal mas se depois houver algo que eu veja que tenha lógica, ou seja, pés e cabeça, eu transmito.


 


 


  


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

12
Mai08

Cabeçalho...Será desta?

por Pobre(o)Tanas

 


 


 Tem sido dificil por uma foto no cabeçalho... Por isso fui à net e plagiei uma... Mas com alterações minhas...



 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D