Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


30
Abr08

Cor de Rosa de mim...

por Pobre(o)Tanas

 


 


 


  Na minha perspectiva somos 3 identidades. O Bem, o Mal e a mistura dos dois. Somos 3 entidades num só corpo. Temos as qualidades que advêm do Bem, os defeitos do Mal... E usamos essas qualidades e defeitos em alturas da nossa vida. Reivindicamos direitos, muitas vezes declinamos os deveres e assim vamos vivendo. Nem sempre a preto ou branco, mas muitas vezes a cinzento... Ou no meu caso, a cor de rosa choque...


 


  Somos uma massa fisicamente presa aos prazeres terrenos e raramente alcançamos prazeres espirituais. Prazeres esses que vêm muitas vezes ao olharmos para algo e deixarmo-nos elevar e levar para os confins da mente humana até à morada da nossa alma. De coisas que nem todos acreditam mas quase todos já tiveram provas que existe mas que as não querem ver.


 


  Não sei porque estou a escrever isto. Simplesmente me deixo levar e vai fluindo. Esta força que emana dos meus dedos que batem o teclado de forma rápida e quase sem vacilar. Coisas que não se explicam mas saem de mim. Com a rapidez da luz, de um missil que segue rota para atingir o seu alvo...


 


  Não sei ainda quem sou. Não sei o que faço aqui. Mas sinto-me especial... Como todos tenho Deus e o Diabo dentro de mim. Eles fundem-se num só e formam a pessoa que sou. Deus prevalece na maioria das vezes, mas o Diabo, na sua forma subtil de aparecer quando menos esperamos, arranha quem se aproximar. No fundo não sei se também ele não me protege. Quem sabe se não serão os dois a fazerem-no? Um protege-me contra o próprio Diabo e este protege-me contra o Homem que se quer aproveitar de mim na minha fragilidade.


 


  Esta sou eu. 3 identidades que se fundem. O Bem, o Mal e o lusco-fusco de mim. E amo-me. Amo-me como nunca me amei antes. Porque inspiro, sorvo e toco a vida que antes em nada me inspirava, se não a morte do ontem, do hoje e do amanhã que nunca mais chegava na bruma da madrugada.


 


  A varanda, por baixo dela onde as beatas dos pensamentos se aglomeravam noite após noite, em que se pensava na vida. A um canto, o meu canto, onde tantas vezes me sentei de casaco de pêlo, coçando o nariz gelado, pensando no que fazer. Ao meu lado, a pedra, a mortalha, o tabaco e o isqueiro. Na altura eram mais 4 entidades presentes na minha vida. Era consumida pelas 7... Todas elas se agitavam dentro de mim. Todas elas queriam sair vencedoras... Mas enfraqueci algumas.  


 


  Por detrás da janela, o quarto. Sala de fumo, sala de dor, sala de cortes de alma e corpo. O meu quarto. Onde enriquecia o meu mundo com desenhos e escrita revoltos, negros e cor de rosa... Porque? Porque só via a vida dessa forma... O preto, cor de luto e de dor, o rosa a cor das alucinações, do belo, da imaginação... 


 


  Do lado de lá da porta, o mundo que não se quer ver, muito menos interagir com ele. Porque é doentio. Faz mal. Prefere-se o colo de coisas nocivas que o colo daqueles que nos formaram como pessoas. Porque se dá um abraço ao corpo inerte pelo silêncio, para depois se dar uma bofetada na alma daqueles que quase já nao a têm.


 


 


 


  Hoje fico por aqui... A vitalidade dos dedos sofreu uma pequena quebra... 


 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

26
Abr08

Vida...E a Filipa

por Pobre(o)Tanas

 


 


  Hoje foi um dia que me fez pensar na vida. Foi daqueles dias que a lagrimazita nos corre pela face mas que o orgulho nos faz limpá-la antes que a vejam.


 


 


  Hoje a minha amiga perdeu o pai. E hoje pensei muito no meu.


 


 


  Nunca falei dele aqui. Mas também não há muito a dizer. É o meu pai... Um homem trabalhador, honesto e bonito.


 


 


  A dor da minha amiga marcou-me uma vez que ela não mais poderá voltar a dizer o que quereria dizer porque o pai partiu.


 


 


  O meu ainda está vivo...


 


 


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


---------------------------------------------------


 


 


  Sei que não tenho ainda coragem para o rever. Sei que estou a ser egoísta mas depois de todo este tempo em que o sofrimento foi uma constante na minha vida, sinto-me incapaz de o olhar nos olhos. E quando não olho uma pessoa nos olhos é-me muito dificil adaptar-me à sua presença. Sinto um nó na garganta e um enjoo psicologico que me faz fervilhar as emoções dentro de mim. É um turbilhão.


 


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


 


 


 Quero deixar aqui uma pequena força à Filipa que é uma GRANDE MULHER. Ela é mãe, filha, namorada, trabalhadora-estudante e MULHER. Tem uma garra e um estomago para enfrentar a vida que so lhe tem trazido problemas.


 


  A Filipa tem 22 anos e um filho de 2. Trabalha e estuda na faculdade. Paga dois carros e ajuda nas despesas de casa. Este ano perdeu o avô (há 2 meses) e o pai (hoje). Dois homens muito importantes na vida dela. Tem tempo para tudo isto e para ainda ter o seu namorado, tratar do filho e visitar os amigos. Vai para a faculdade e depois para o trabalho. Paga dois carros, um que já foi para a sucata porque este ano ela tambem teve um acidente e quase perdia a vida nele.


 


  Eu penso nos meus problemas e depois olho para a vida da Filipa e sinto-me egoista...


 


  Por isso digo que ela é uma GRANDE MULHER e para mim é um exemplo de vida.


 


  Aqui fica o meu beijinho e abraço de força para ela. Desejo-lhe toda a felicidade do Mundo porque se ela não merecer mais ninguém merece.


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

24
Abr08

Leveza de Final de Semana...

por Pobre(o)Tanas

 


 


  Não tenho tido oportunidade de escrever. Como disse, no trabalho, a ração diária de net foi cortada. E como preciso de inspiração matinal para a minha escrita daí não o ter feito...


 


 


  Nada de especial nos ultimos dias. Fui buscar a Zapa, que é linda linda linda. Apesar de mal comportada e não me dar ouvidos (Desculpa minha Piggy quando disse que eras chata!) mas gosto tanto dela. E a Piggy também a aceitou bem. Estão felizes. Acompanhadas...


 


 


  Acabei definitivamente com o meu namorado... Não ficou contente apesar de eu ter sido clara no que disse e ter-lhe sido sincera. Penso que não quer ficar meu amigo e eu aí nada poderei fazer... Tenho de o respeitar e respeitar a dor dele. Aprendi eu com tudo isto que daqui para a frente terei de ser sincera... Mas comigo. Não alimentar situações destas muito tempo.


 


 


  Tive de postar aqueles dois post da minha mãe porque achei que mereciam. Estavam fantásticos. E fica uma pequena homenagem a ela.


 


 


  Recebi a notica que o pai de uma das minhas grandes amigas está a morrer. A mãe de outra amiga nossa em comum trabalha lá no hospital e diz que o senhor está mesmo por um fio. Não sei que fazer para confortar a Filipa. Farei o que o coração ditar na altura.


 


 


  Basicamente é isto. Ando muito cansada e não estou com inspiração. Não queria tornar este post banal, coisa de quem não sabe que escrever e põe qualquer coisa, mas pronto há dias assim.


 


 


  Estou bem. Sinto-me leve.

Autoria e outros dados (tags, etc)

23
Abr08

Post da Mãe - Parte II

por Pobre(o)Tanas

 


 


  Por falta de tempo e por andar cansada (e também porque no trabalho acabaram-se os minutinhos para o blog porque o patrão não nos quer na internet nem à hora de almoço) aqui fica mais um post da minha mãe... Como gosta de me enviar estas coisinhas, feitas por ela, a meio do dia...


 


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


 


 


 


 


ALIANÇA


 


 


Hoje recebi uma mensagem de uma Amiga que a dado momento da mesma, falava de uma “aliança”…


 


Palavra que me dá um indicador “alia”…junta…une….


 


Então, hoje dá-me para falar de uma “aliança”


 


Recuo no tempo, ou não fosse uma boa “caranguejola”, que, para os menos entendidos ou menos interessados nestas coisas de astrologia, é mesma coisa que dizer “álbum de recordações ambulante” e revejo-me enquanto menina a mexer no guarda jóias da minha Mãe, onde repousava uma linda aliança “grossa”  e de ouro, que só era usada em dias muitos especiais, nos dias de festas….


 


Que bom….deixem-me ficar um bocadinho lá….enquanto menina….era a Alice e o Jorge, um casal muito amoroso, em que ela era eu/Alice e ele/imaginário Jorge….


 


Mas esta família não estava completa…então e o filho? Vamos lá, toca a correr para ir buscar ao quarto da minha Mãe, afinal era no quarto dela que eu tinha tudo para alimentar o meu sonho de Menina: Família, uma almofada que não sendo muito grande, era redonda porque servia para enfeite da cama e amarfanhada, debaixo do meu vestidito e eis uma gravidez à pressa….e logo a seguir…nascia o bebe…bonequito de plástico com uma chucha na boca e vestido apenas com uma fralda…que delicia… e só custava 2$50 no Mercado……INOCENCIA


 


Hoje Mulher já não acredito na “aliança” nem naquela que era só para as Festas….Primeiro porque já não tenho junto de mim e há muito, quem a usava e ma emprestava sem saber (era usada as escondidas), depois porque já usei duas minhas e das duas só uma restou e para espanto meu que, repete-se no tempo e neste momento quem a usa…A MINHA FILHA JOANA.


 


Dou comigo a perguntar o porquê de tal atitude e da análise feita, resta-me que a solução que encontrou para a separação abrupta dos Pais, foi uni-los no dedo Dela…


 


E com Ela repete-se tudo, a sensibilidade, a família, o amor, a paixão, o sensato, o cordial, o amistoso…….e a desilusão


 


Não aceita a injustiça, clama pela verdade, reclama da maldade e acaba por dizer “não pertenço aqui”….


 


Desenha desenhos (perdoem-me a redundância) com os olhos da verdade e da humildade, pinta com a alma e escreve com o coração….


 


È uma viajante do Mundo, percorre quilómetros de sonhos, desagua nos mares infinitos, procura terra firme e no meio destas andanças, cansada, senta-se e espera pelo seu PRINCIPE.


 


É jovem Menina, é a minha Filha Joana é a “aliança” da Avó que nunca conheceu e é as “minhas alianças” , que teimosamente usa a que restou,  para sentir que “nada está perdido” apenas “parado”….


 


É A MINHA ESPERANÇA ….É O MEU VALOR  

Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Abr08

Post da Mãe - Parte I

por Pobre(o)Tanas

Hoje apetece-me escrever….


 


O espaço é teu, Filha….não, vou chamar-te Filha Amiga….


 


O desafio que te deixo e depois de diariamente ler os teus escritos é, o de falares naquilo que, consideramos um tema muito abordado por nós e para o qual, por muito que falemos, ainda não conseguimos uma resposta e, sabemos muito bem que, nunca iremos ter, pelo menos da forma como pretendíamos, com certezas…


 


Falo-te daquela interrogação que já a fizemos uma à outra: de onde nos virão as capacidades, de amar, odiar, querer, ter paixão, empatia, telepatia…aquelas que não são da matéria, que, provavelmente e me desculpem a ignorância, também não serão da física…


 


Faço isto propositadamente e no fundo,  sei que vai ser um tema que poderá levantar muita celeuma à volta do teu blog, mas vamos chamar a ele outros tantos como nós ou ainda mais,  diferentes de nós, mas que…..da discussão nasce a luz….então faça-se luz….


 


Nos tempos que correm, cada vez mais vamos tendo necessidade de procurar respostas para questões que, sempre fizeram parte de um passado, mas toscamente se trataram ou abordaram. Hoje, as ciências exactas evoluíram, façamos então comentários às que não sendo exactas, provavelmente também farão parte de nós…


 


E porquê?, perguntaram


 


Porque temos necessidade de falar de outros valores que hoje não se usam, porque são “clichés”….vamos falar de amor, amor a nós e aos outros…espiritualidade, sensibilidade…tudo menos química, porque nesta nós sabemos que se inclui a adrenalina….


 


E a propósito, aqui fica a pergunta….Há quanto tempo não dizes a uma pessoa que a amas, que a amas bem lá do fundo do teu coração….


 


Começo eu…EU AMO-TE E MUITO FILHA,  DO FUNDO DO MEU CORAÇÃO


 


A Mãe, uma pobretanas como tu, mas feliz porque te tenho     


 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Abr08

 


 


  Para termos uma certa noção de como as coisas não estão devidamente no seu lugar aqui vai uma pequena observação que fiz ontem:


 


 


  Eu a ordenar os processos que trouxe para casa...


 


  A minha mãe na Internet a falar com os/as amigos/as...


 


  Eu vou desistir do HI5 porque já não tenho paciência nem idade para andar naquilo...


 


  A minha mãe construiu o dela há pouco tempo...


 


  Eu deito-me as 23h30...


 


  A minha mãe às 3h30...


 


  Eu tenho joelhos de velhota...


 


  A minha mãe tem uns que eu nunca irei ter na vida...


 


  Agora digam-me lá se não anda tudo trocado?


___________________________________________________________________________


 


 


  Hoje tenho uma montanha de coisas para fazer... Montanha sim. De papeis. Montanha como aquela onde a Tia da Heidi a deixou com o avô que era muito mau mas que depois se tornou bom porque o Joseph, o S. Bernardo, também achou por bem que as coisas mudassem, porque "Mudasti" é o grito de guerra deles quando lá nos Alpes faz frio e eles precisam de aquecer a garganta... O rum acabou (sim porque o velhote tem ar de xanfrado...a mim nunca me enganou) e eles precisam de uma temperatura amena... E de muita luz. O macaco nem sei como se dá bem ali uma vez que é uma espécie que nem se dá muito bem com neve, dado que as bananas são de climas tropicais... Mas eu juro que vi um documentário do National Geographic em que se viam macacos em jacuzzis na neve. Mas se o macaco é da Savana e de zonas florestais húmidas - perguntam-me voces - como é possível isso? E eu digo é possível e se não acreditam perguntem à ASAE. Eles bem viram os macacos na humidade da cozinha do restaurante chinês "Timbalalaovaismoleli" no Cais do Sodré. "Mas o Cais do Sodré é frio.". Qual quê!Não é nada frio!Andando mais um bocadinho até Santos e vão ver se O ambiente não aquece... São elas "escarrapachadas" neles de beiças coladas. Eles colados nelas e neles também. Oh Deus como a vida é bela quando se pode escolher... "Mas escolher o quê?"... Escolher o mundo em que não se vive..."Mas a Heidi não escolheu ir para a montanha...!", ao que eu respondo: Nem a Julie Andrews...


 


  Isto é só uma pequena prova de como as conversas são como as cerejas...


 



 


  Uma vez pus um amigo de longa data a ver a Musica no Coração às 3 da manhã...É óbvio que nunca mais nos vimos desde então...

Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Abr08

Apeteceu-me escrever...

por Pobre(o)Tanas

 


 


  Falei com o meu namorado (?) agora... Realmente não sei como estão as coisas...


 


  Ele disse que entendia a minha posição e que eu fi-lo abrir os olhos. Eu disse-lhe que não fazia aquilo porque não gostava dele mas que ambos precisávamos de um tempo para criar bases. Porque sem bases não há nada que sustente uma relação. Que ele precisava de se encontrar, que não podia viver em sociedade enquanto não vivesse o seu próprio íntimo... Há que contar só connosco. Que ele não podia estar sempre à espera dos pais porque estes também não têm uma relação boa. Que esperam que ele se torne independente para que cada um siga a sua vidinha.


 


  Eu compreendo a situação dele mas eu sinto que daqui para a frente ele precisa de caminhar e enfrentar as coisas sozinho. Contar só com ele. Amar-se primeiro a si que os outros. Erguer os seus alicerces...


 


  Sinto-me mal mas sei que se não estiver bem também não lhe posso dar estabilidade...


 


  Que faço eu??? Vida complicada...


 


  Pareço aquelas miudas que escrevem "O Gonçalinho hoje não me deu atenção...Que faço???"... -----» Ando a perder qualidades... 

Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Abr08

Ai gosto tanto de mim!!!

por Pobre(o)Tanas

 


 


  Hoje vim com a minha progenitora no comboio... Consegui um lugarrrrrrrrrr... Ela não... Mas como os meus joelhos se queixam mal me levanto tenho direito...


 


  Hoje mandaram-me tirar mais um café mas como ontem me deram gomas fi-lo de bom agrado. Eu sou como os elefantes no Jardim Zoológico... Não há amendoim não há sino...


 


  Comigo é com as gomas... "Ah tens gomas? Então toma lá um café...". "Pagas-me o almoço? Vá então tiro-te 12 fotocópias...". "Deixas-me fumar aqui na janela? Óptimo! Então faço-te um requerimento...".


 


  Não há dinheiro não há palhaços...


 


  Ontem estava a pesquisar na net gatos para adoptar... Dei de caras com umas coisinhas destas:


 



 


 


 


  A mais clarinha é minha...:) Em principio vou buscá-la na sexta feira... Vou chamá-la de Zapa. Vamos a ver como se dá a Piggy... Mas como ela ontem pôs-se a miar diante do espelho acho que tem mesmo falta de companhia de 4 patas...


 


  O meu namorado (?) ontem mandou-me sms a perguntar se "nós andávamos ou não"... Eu disse-lhe que "Andávamos... Bem mal..."...


 


  Estou bem... Estou feliz comigo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

14
Abr08

Mudança...

por Pobre(o)Tanas

 


 


  Este fim de semana não postei. Achei necessário que o Huguinho ficasse post para que fosse mais divulgado. Não queria sobrepor posts que até nem tivessem grande importância por cima desta causa. Por agora vou continuar a divulgar o meu blog para que o post do Hugo seja visto e revisto...


 


 


  Algumas coisas aconteceram... Decidi dar um tempo na minha relação, uma vez que o meu excelentíssimo namorado (?) não dizia nada desde quinta feira... Disse ontem (domingo)... Ameaçando-me que se eu continuasse assim que depois veria o que ia acontecer.  Ao que eu respondi que já o tinha avisado que deveria rever bem a vida que levava e que ele não tinha levado a sério os meus apelos, assim sendo o melhor mesmo seria pararmos para pensar no que deveria ser feito... Que se ele me tinha testado nos últimos dias não me dizendo nada, que o teste estava feito...


 


  Agora há que cancelar as férias que íamos fazer em família, com a minha mãe e os pais dele e enfim... Grande cocó...


 


  Próximo passo em relações... Nunca meter família... Nunca mais...


 


  Acabaram-se as Cartas como aquelas que publiquei a semana passada... Desisto... A vida das pessoas muda mesmo (ou neste caso só a minha mudou, as outras nem por isso) e aquelas que não querem sair da escuridão, não sou eu que lhes vou comprar lâmpadas para as iluminar... Aliás a electricidade anda cara...


 


  Aplicar-me-ei no trabalho e próximo mês, sem dúvida, na carta... Por falar nisso tenho de ligar para lá a dizer que este mês foi complicado de despesas e por isso não entrei...


 


  Ontem fui à praia, molhei as barbatanas nas poças e lá andei a absorver sol o mais que pude... Não fosse chover hoje...



 


  E pronto... Básicamente é isto... Apesar de parecer pouca coisa, pelo menos achei importante para mim...


 


 


 


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

11
Abr08

 


 


 No meu local de trabalho, estamos todos a tentar ajudar o Hugo a ser feliz. Chegou-me em mãos o pedido dele e eu com ajuda de uma das colegas fizemos este pequeno panfleto para divulgação da Campanha de Angariação de Fundos para o Hugo ir a Cuba.


 


 Gostaria que lessem esta mensagem com carinho e que quem pudesse colaborasse. Porque se trata de uma criança que precisa de ajuda. E esta é a mais pura das verdades...


 


 


 


 


OLÁ! Eu sou o Hugo…


 



 


 



Tenho 5 anos e estou a crescer como todos os meninos, mas sofro de paralisia cerebral…


 


Os meus pais são o meu pilar neste meu começo de vida. Eles têm feito tudo por mim. Abdicaram dos seus bens e dos respectivos empregos em França para irem comigo a Cuba a uma Clínica de Reabilitação depois de terem visto progressos noutros meninos como eu.


Para felicidade de todos, também eu, registei melhoras. No entanto as dificuldades financeiras não nos permitem voltar.


Por isso venho pedir a vossa ajuda porque quero andar e ser uma criança independente.


 


Tenho uma conta na Caixa Geral de Depósitos cujo NIB é:


 


003501680001431680067


 


Qualquer ajuda, para mim, é bem-vinda.


 


Obrigado






 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D