Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


24
Set11

Hum... Eu sabia...

por Pobre(o)Tanas

Os meus gasparzinhos não se enganaram, não! Estavam atrasados ou distraídos nestes dias! Ih ih ih!

 

Quarta-feira aí vamos nós a Lisboa ver o que o futuro nos reserva para os próximos meses ou anos... Esperamos uma boa proposta e que dê para eu acompanhar o meu Jacinto em mais uma aventura dele por terras Africanas.

 

Estamos cagadinhos de tantos nervos, ansiosos, nervosos e pegamo-nos em algumas coisas. Mas acho que faz parte deste processo; ainda não sabemos se vamos ou não e se formos o que será do que deixarmos para trás, se será uma boa escolha, se valerá a pena. Eu acho que sim. Tudo o que sirva para crescermos interiormente e enriquecer os nossos conhecimentos merece a nossa atenção. E para ele não será a primeira vez. Eu, como em tudo, estou prontíssima. Aliás, há anos que as Caterpillar esperam por tempos destes. Sempre soube que algum dia teria que fazer uma coisa deste género e só se não puder é que não vou. Até lá, para onde ele for, eu segui-lo-ei como prometi sempre fazer.

 

Por agora tenho uma única preocupação: os meus bichos.

 

Os cães deixá-los-ei em hotel os primeiros tempos e se posteriormente os puder levar perfeito se não terei de optar por algo melhor, quero-os bem e felizes. Sei que no hotel são tratados como cá em casa e adoraria que tivessem gatil para deixar as minhas princesas mas como são mais pequenas com certeza arranjarei uma FAT que possa acolhe-las e mais tarde rumarem connosco se houver possibilidade ou se decidirmos ficar por lá mais que alguns meses.

 

Isto sim é o que me preocupa de imediato e a curto prazo. A longo prazo preocupa-me a minha avó que sei que com 80 anos e apesar da sua saúde de ferro a qualquer momento poderá ser o último e custa-me que isso aconteça na minha ausência e não consiga chegar a tempo. Depois sei que ela tem presente o meu pai mas que já não é a pessoa que era principalmente com aquela cobra como mulher que há uns meses me era indiferente mas nos tempos que correm dou comigo a pensar que se lhe acontecesse uma coisinha menos boa nada se perdia... Nojo de pessoa... Mas pronto quero crer que não, que tudo ficará bem e que possa resolver as coisas nas melhores das hipóteses...

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D