Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


20
Jun08

Aquela dor...

por Pobre(o)Tanas

 


 


 Quando pensamos que estamos a ver uma luz ao fundo do tunel, esta não era mais que uma alucinação... Mera alucinação.


 


 Pensava que até ter o meu espaço conseguia um espacito temporário mas ontem descobri que não estão preparados para me acolher ou pelo menos ajudar-me nesse aspecto.


 


 Pelo menos andei iludida uns dias e feliz.


 


 No entanto também tenho o meu orgulho (do pouco que me resta) e se é por favor e sem vontade também não aceito.


 


 


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


 


 


 Ontem fiz algo que já não fazia há meses. Mas a dor era tão grande que não aguentei. Pelo menos a dor física sobrepos-se à psicológica e adormeci mais calma. Preferia que fosse inverno... Ao menos andava tapada...


 


 Tenho vergonha da minha fraqueza mas sou mesmo assim... Fraca.


 


 


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


 


 


 Pensei no ódio que guardo pelos meus pais e por tudo o que tenho passado. Se pudesse ter-me-ia atirado do 4º andar. Mas não tive coragem. Essa dissipou-se há uns tempos aquando uma tentativa.


 


 Olhei para as minhas "filhotas" e sei que precisam de mim. Podem gozar comigo mas para mim são a coisa mais importante que possuo. Não tenho mais nada. E sabe bem quando chego a casa e saber que estão lá à minha espera de rabito no ar e com expressões de "follow me" até à cozinha. Enroscaram-se em mim no sofá e deram-me turrinhas.


 


 Sinto-me mal por não saber que futuro nos reserva e o que lhes poderá acontecer... Se as poderei ter comigo sempre. Mas se as perco também não sei o que será de mim... Acho que pela 1ª vez sinto amor maternal apesar de ser por dois bichos.


 


 Sou uma idiota. Tenho 21 anos e não tenho perspectivas de vida. Não tenho nada a que me agarrar. Não tenho nada meu... Chego a casa e nem como. Deito-me e tento dormir para estar de pé no dia seguinte para vir trabalhar.


 


 Não recebo um telefonema, a não ser da minha irmã por vezes, não ligo o computador a não ser no trabalho porque para mim não passa de um mundo virtual. E eu preciso do chamado "calor humano"...


 


 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


 


 


 E este blog está-se a tornar na coisa mais pessimista possível... Acho que tem os dias contados...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


41 comentários

Sem imagem de perfil

De o_meu_outro_eu a 20.06.2008 às 12:51

Tem calma contigo... É uma situação complicada mas é isso que nos fortalece por dentro. E é nestes momentos em que parece que não há nada que faça sentido, que temos de respirar fundo e pensar em soluções. O tempo acaba por traze-las. Só precisas de levantar a cabeça e procurar energia positiva. Sei que precisas de calor humano, mas infelizmente não te posso dar. Mas confio em ti, confio que tens uma força aí dentro enorme. Tu sabes que tens.
Não te revoltes contra a pessoa mais importante na tua vida: tu própria. Cuida-te. Tenta pôr um sorriso na cara, obriga-te a encontrar algo que tenha sido bom ao fim de um dia complicado. Há sempre uma pequena coisa que valeu a pena...
Por favor, nunca desistas.
Beijinho

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D