Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


20
Jun08

Aquela dor...

por Pobre(o)Tanas

 


 


 Quando pensamos que estamos a ver uma luz ao fundo do tunel, esta não era mais que uma alucinação... Mera alucinação.


 


 Pensava que até ter o meu espaço conseguia um espacito temporário mas ontem descobri que não estão preparados para me acolher ou pelo menos ajudar-me nesse aspecto.


 


 Pelo menos andei iludida uns dias e feliz.


 


 No entanto também tenho o meu orgulho (do pouco que me resta) e se é por favor e sem vontade também não aceito.


 


 


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


 


 


 Ontem fiz algo que já não fazia há meses. Mas a dor era tão grande que não aguentei. Pelo menos a dor física sobrepos-se à psicológica e adormeci mais calma. Preferia que fosse inverno... Ao menos andava tapada...


 


 Tenho vergonha da minha fraqueza mas sou mesmo assim... Fraca.


 


 


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


 


 


 Pensei no ódio que guardo pelos meus pais e por tudo o que tenho passado. Se pudesse ter-me-ia atirado do 4º andar. Mas não tive coragem. Essa dissipou-se há uns tempos aquando uma tentativa.


 


 Olhei para as minhas "filhotas" e sei que precisam de mim. Podem gozar comigo mas para mim são a coisa mais importante que possuo. Não tenho mais nada. E sabe bem quando chego a casa e saber que estão lá à minha espera de rabito no ar e com expressões de "follow me" até à cozinha. Enroscaram-se em mim no sofá e deram-me turrinhas.


 


 Sinto-me mal por não saber que futuro nos reserva e o que lhes poderá acontecer... Se as poderei ter comigo sempre. Mas se as perco também não sei o que será de mim... Acho que pela 1ª vez sinto amor maternal apesar de ser por dois bichos.


 


 Sou uma idiota. Tenho 21 anos e não tenho perspectivas de vida. Não tenho nada a que me agarrar. Não tenho nada meu... Chego a casa e nem como. Deito-me e tento dormir para estar de pé no dia seguinte para vir trabalhar.


 


 Não recebo um telefonema, a não ser da minha irmã por vezes, não ligo o computador a não ser no trabalho porque para mim não passa de um mundo virtual. E eu preciso do chamado "calor humano"...


 


 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


 


 


 E este blog está-se a tornar na coisa mais pessimista possível... Acho que tem os dias contados...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


41 comentários

Sem imagem de perfil

De Perfeito Estranho a 20.06.2008 às 12:05

Oh não tem nada os dias contados ...

Para que crias então , se depois é para destruir?
Bem logo venho cá com mais calma e agarra-te ao que tens.


Beijinhos miúda e isso da falta de perspectivas ...olha junta-te a mim se quiseres podes adicionar no messenger ;)

Beijinhos logo volto cá com mais 'calminha'.
Sem imagem de perfil

De Kai a 20.06.2008 às 12:25

É a 1ª vez que te comento, descobriste o meu blog. Não te conheco, não sei quem és. Conheço pessoas em geral: todas elas tem momentos em que são fracas, todas elas tem momentos em que acham que não valem nada, ou não tao aqui a fazer nada. Conheco-me a mim em geral: gosto de conhecer pessoas novas, cada uma delas representa uma parte da minha vida. E sei que cada uma dessas pessoas tem algo a revelar e a fazer. Por isso, poe imediatamente um sorriso nessa cara, deixa-me conhecer-te, ok?

Se não zango-me contigo... oh "desembucha"! lol

Bju
Sem imagem de perfil

De o_meu_outro_eu a 20.06.2008 às 12:51

Tem calma contigo... É uma situação complicada mas é isso que nos fortalece por dentro. E é nestes momentos em que parece que não há nada que faça sentido, que temos de respirar fundo e pensar em soluções. O tempo acaba por traze-las. Só precisas de levantar a cabeça e procurar energia positiva. Sei que precisas de calor humano, mas infelizmente não te posso dar. Mas confio em ti, confio que tens uma força aí dentro enorme. Tu sabes que tens.
Não te revoltes contra a pessoa mais importante na tua vida: tu própria. Cuida-te. Tenta pôr um sorriso na cara, obriga-te a encontrar algo que tenha sido bom ao fim de um dia complicado. Há sempre uma pequena coisa que valeu a pena...
Por favor, nunca desistas.
Beijinho
Sem imagem de perfil

De Joanina a 20.06.2008 às 15:19

Joana, primeiro que tudo tu estas proibida de terminar com o blog, porque eu morro de preocupação se não tiver noticias tuas e das tuas filhas, e acho que tu és boa pessoa e ate gostas de mim, e não queres ser responsável pela minha morte!
Se há alguma coisa que mesmo estando aqui longe eu possa fazer por ti, por favor diz!!! E que eu sou real, não sou virtual, e o carinho que sinto por ti também ele e bem real. Tens o meu mail no meu perfil no meu blog e eu tenho Skype , se também tiveres podemos falar!
Por favor tem calma e não facas asneiras!!! Nao deites tudo a perder! Tu nao es uma fraca, tu es forte!! Eu sei que a situação e difícil , mas tudo se há -de resolver.
Pede ajuda, Joana! As vezes não conseguimos resolver tudo sozinhas e temos de pedir ajuda! Mesmo que te digam não, continua a tentar!!! Vais encontrar alguém disposto a ajudar-te!!!
Pelo que já vi de ti tu tens força suficiente para enfrentar mais este obstáculo na tua vida!! Eu confio em ti e tenho fé que vais conseguir. Agarra-te as tuas meninas e ao quanto elas precisam da sua mae!!! Eu compreendo bem tudo o que dizes quando falas delas pois já senti exactamente o mesmo.
Forca Joana!!! Não estas sozinha!!!
Um abraço bem REAL desta tua amiga REAL!!!
Da noticias!!!
Jo
Sem imagem de perfil

De nofimdoarcoiris a 20.06.2008 às 15:32

Escreveste há poucos dias: "independentemente das minhas quedas e do meu sofrimento nestes tempos daquilo que me têm feito, que sou uma pessoa FELIZ!"
É esse o sentimento que devemos ter, mesmo nos maus momento. E penso que é por um mau momento que estás a passar. Sei do que falo porque já passei por muitos momentos assim, em que só apetece desaparecer, em que tudo nos parece mau e sem solução, em que desejamos não existir, em que relembramos todo o mal que nos fizeram e culpamos todo o mundo do mal que nos acontece, em que nos sentimos fracos, sem força para lutar e para enfrentar cada dia.
Mas tento sempre parar e pensar positivo, nem que para isso tenha de chorar primeiro um pouco, chorar alivia.
Também eu sinto falta, muitas vezes de um ombro amigo, onde chorar, e que me console, que me diga o que preciso de ouvir, que me passe a mão pela cabeça, que me enxugue as lágrima.
Levanta a cabeça e vê o que tens de bom na vida. Os outros não interessam, só tu és importante...
Sem imagem de perfil

De nelson camacho a 20.06.2008 às 17:06

Amiga Pobre (o) Tanas.
Li atentamente o teu desabafo, fiquei triste! Peguei no portátil e fui até à praia, deixei-o no café, fui tomar um banho para refrescar as ideias, voltei, abri-o novamente e reli a tua prosa.
Também os portugueses estiveram durante várias semanas vendo uma luz ao fundo do túnel até que lhes apareceu um país maior, mas fiámos com o orgulho de sermos um pais também grande.
Dos fracos não reza a história, só os grandes de alma e coração.
Quando se tem alguém ou um animal à nossa espera, e quando nos vê, se enrosca alegremente em nosso seio é bálsamos eternos para ilibar as nossas tristezas, os nossos anseios, os nossos gritos de alma. VOCÊ É UMA PRIVILEGIADA ! Ainda tem duas gatinhas que esperam por si para a confortar das vicissitudes da vida.
Há quem nada mais tenha que uma simples fotografia amarrotada que guarda cuidadosamente junto a uma caixa de cartão onde se enrosca durante a noite em um canto de uma qualquer cidade.
Tem também uma irmã que lhe telefona. Amiga existe gente que mesmo depois de ter uma vida cheia de gente à sua volta, nada mais tem que a saudades dessas pessoas e do seu calor humano.
Remédio? É ir para a rua, a um café, a um cinema, a um teatro e procurar na alegria dos outros o seu conforto humano. Depois! Um banho, uns lençóis lavados e sonhos, sonhos, sonhos….. Porque o sonho comanda a vida.
Um beijo fraterno deste que chora por si, mas que com todo o respeito gosta de si.
Espero que o que escreveu neste post , nada mais seja que ficção, caso contrário, tem sempre um ombro amigo para chorarmos os dois.
Acaba com essa raiva que transmites em Frankestein ..” e acrescenta a este meu comentários as palavras de “Café com Nata” incerto num comentário de 23 de Maio.pp .
Nelson Camacho
Sem imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 20.06.2008 às 18:02


Obrigada Perfeito Estranho...:)
Sem imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 20.06.2008 às 18:03


Kai, já pus o sorriso e já pintei as beiças:) Já me podes conhecer!:)

Bjinhos
Sem imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 20.06.2008 às 18:24

Querida Meu Outro Eu, obrigada pela força. Há que buscar a força interior. E puxá-la cá para fora...

Beijinho:)
Sem imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 20.06.2008 às 18:29

Oh minha Joanina, tu tão bem como eu deves saber o que é chegar a casa e não ver ninguém naqueles dias em que estamos pior.

Vou buscar forças sim. Tenho de conseguir. Penso que já estive pior e não pode ser isto que me vai derrubar.

Eu sei que és real. Obtenho sempre resposta desse lado:) E de tao longe que ela vem...

Obrigada minha querida:) E sim gosto de ti... E gosto de todos os que estão aqui sempre presentes no meu cantinho e que não o querem ver sucumbir...

Por vós tenho imenso carinho:)

Beijinhos para tão longe mas de muito perto ao mesmo tempo....

Comentar post


Pág. 1/5



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D