Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


31
Mai08

 


Esta semana disseram-me que eu era "muito desconfiada"... Fiquei a pensar sobre o assunto. Já sabia que o era mas raramente mo tinham dito. Aliás poucas as vezes em pensei muito sobre isso, mas fiquei a remoer.


 


Dei conta que sim que o sou e muito.


 


Depois perguntaram-me se era "feliz assim". Ao que respondi que não.




A razão de toda esta desconfiança permanente já vem lá de trás e acho que também, em parte, nasci um pouco assim.


 


Não tenho problemas em dizer às pessoas que não confio nelas.E se não o digo penso que percebem bem.


 


Um dia reparei num video do meu telemóvel em que mostrava a minha cara a olhar para uma amiga que falava e isso incomodou-me. Via-se bem que as minhas emoções estavam aos pulos a quererem dizer algo como "Mas achas que confio nisso?"...




Não acredito em coisas dadas ou porque mereça. Ninguém dá nada sem querer algo em troca. Tenho noção disso. E também já vi muita coisa para poder confiar por dá cá aquela palha.


 


Gosto demais de mim para confiar e ser enganada mais tarde. Mas isto em tudo.




Houve alturas em que procurava motivos que me provassem que estava certa ao desconfiar. Neste momento não procuro nada. Simplesmente deixo-me estar no meu canto. Olhos que não vêem, coração que não sente.




No entanto não sou mesmo feliz assim. E a quem respondi isso disse-me que "desta forma não seria eu mesma". Pois há alturas que não sou eu mesma. Por isso tenho este blog para me lembrar daquilo que sou de verdade.


 


Não finjo ser o que não sou, nada disso. Apenas prefiro não mostrar directamente o que estou a sentir para não sair magoada. No entanto isso so acontece com os sentimentos positivos. Não mostro que me está a agradar algo. Mostro e digo o que não me agrada apenas. As coisas positivas decidi não falar delas. Para não fugirem de mim. Para não serem sugadas no vazio.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------




Sou uma mulher super apaixonada por aquilo que a rodeia. Tenho arrepios por ouvir uma musica que me agrade. Danço de olhos fechados e de braços no ar para sentir a musica entrar em mim. Choro ao ver pessoas boas a serem recompensadas. Choro por ver más a sofrerem arrependidas. Rio com piadas secas. Amo rir. Rir com vontade. Rir quando não é o momento apropriado e não consigo parar. Rir com amigos. Adoro que me cocem as costas. Espreguiçar-me e bocejar. Comer porcarias, que fazem mal, no sofá a ver filmes. Adoro receber mensagens. Que me façam surpresas. Gosto de flores. Gosto de fumar depois de comer. Gosto do cheiro de roupa lavada de alguém que eu ame. Gosto de ler coisas bizarras. Filmes de terror com zombies. Fotografias a preto e branco. Gosto de amar e ser amada. De praia e sol... GATOS! Observar pessoas nos transportes publicos e senti-las. Adoro vestir o pijama velho e roto mal chegue a casa. Tomar banho de imersão e cheirar bem. Gosto do corpo humano. Dormir até tarde. Roer as unhas até me babar...


 


 


Não gosto que digam que sou burra e feia. Me tomem por parva. Que me chamem mentirosa quando estou a dizer a verdade. Que me digam "Vais assim vestida?" quando passei horas a escolher a roupa. Que não me digam o que quero ouvir naquele momento. Que não gostem de mim porque não podem ou não querem. Que me beijem e arfem aos ouvidos. Que não saibam coçar as costas. Que me digam "tu é que sabes". Que me falem quando acordo. Que gozem com a musica que eu gosto. Que me dêem uma chapadita na cara ao dizer "estás crescida". DETESTO! Que me achem má pessoa quando só quero o bem. Não gosto de gente com os copos. Não tenho paciência para aturar mocas quando já as tive e não as posso ter nem devo... Tenho medo de morrer encarcerada, esquartejada ou queimada. Não consigo sentar-me no banco traseiro de carros de duas portas. Tenho medo por não ter saídas. Tenho pânico de  cemitérios à noite e animais mortos com os dentes de fora. Tenho medo de ovelhas mortas... São horriveis mortas... Não gosto de sentir o chão a tremer debaixo de mim e às vezes sinto. Não gosto de mudanças, apesar de me adaptar rápidamente e depois acabar por gostar e saber que me fizeram crescer...


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Sou uma pessoa normalissima. Nem queria que me pensassem diferente. Tenho os meus sonhos. Quero casar, numa igreja cheia de gente e num dia cheio de sol. Olhos postos em mim pelo menos uma vez na vida. Quero ter filhos e ser uma mãe porreiraça. Ter amigos e fazer jantaradas. Ser uma pessoa bem formada. E com um trabalho digno que me dê para viver e fazer viver os meus. Ter o meu canto. Não trair e não ser traída. Ser um dia uma velhota fixolas e que esteja sempre a evoluir. Quero morrer de forma pacifica e pensar que fui feliz apesar de desconfiar e pesar prós e contras de tudo o que vem até mim. Ser uma pessoa num nível espiritual superior para entender o próximo sem primeiro julgá-lo... Sem desconfiar primeiro...


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Esta é uma parte de mim...


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Tira as tuas conclusões...


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Posso dizer que sou feliz só porque sei que posso ter oportunidade de ser ainda melhor do que sou... E mostrar isso a mim mesma. Porque na minha vida aprendi a contar comigo e a conquistar-me. E não foi fácil...


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Desejo a todos um sorriso meu daqueles verdadeiros, porque por vezes custa arrancar-mo de forma sincera...

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Zita a 02.06.2008 às 14:34

Parabéns nada mais a dizer.

Boa semana
Sem imagem de perfil

De Pobre(o)Tanas a 02.06.2008 às 18:12

Obrigada querida Zita:)

Uma semana fantastica para si:)

Beijocas

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D