Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora sou esposa, mãe, completa! Mas continuo minha... Sempre!


05
Mai08

Honra...De MÃE para FILHA...

por Pobre(o)Tanas

Fez  ontem 21 anos que:


 


O meu vestido era azul clarinho….calçava uns chinelos de enfiar porque os meus pés estavam de tal maneira inchados que já não suportavam sapatos…


 


A minha barriga já não tinha mais para alargar…..


 


Já não mexias há uns dias, sinal que já estavas incomodada de lá estar dentro….como sempre, sim porque já nessa altura eras preguiçosa, em vez de bater à porta com a cabeça, como todos os mortais à nascença…não…preferiste o “rabo”…pois é…pasme-se estavas sentada e deliciada à espera….


 


Lembro-me bem….


 


A mana já crescidinha, capaz de tomar conta dela, mas preferi que ficasse entregue a uma vizinha e lá vou eu com a malita na mão, descendo a rua que me separava da maternidade…..


 


Sozinha, também não precisava de mais ninguém, os actores principais, eu e tu estávamos lá…cheguei e registei-me como mais uma que ia “parir” dizia a funcionaria da Maternidade….”parir” se custa a ouvir, mais custa a passar à acção, mas como dizia um Amigo recente…dor é sinonimo de amor e da possibilidade de darmos um passo em frente….


 


Passou o resto do dia e a noite e eis que chega…


 


Faz hoje 21 anos que:


 


Já não aguentava mais dor e em silencio, mordendo a ponta da almofada só queria que alguém me ajudasse a fazer com que tu visses o meu rosto e eu o teu….


 


Ao final da tarde, já sem dor, estava dormente, levaram-me para a sala de operações e o fim já estava à vista….


 


Nasces….rosto muito pequenino….a laranjita….


 


Daí para cá já se passaram 21 anos de tristezas e alegrias, mas mantemo-nos cá…e cada vez mais cúmplices….só nós sabemos os nossos segredos…aqueles que nem os mais ousados teriam a coragem de divulgar…mas nós as duas conseguimos falar de tudo e de nós….e porquê?


 


Porque és carne da minha carne, sangue do meu sangue, espírito do meu espirito e alma da minha alma…quem sabe se e a existirem vidas passadas não foste aquela Índia Mãe de quem a Filha (eu) te foi tirada dos braços, dos mesmos braços que hoje se abrem cada vez que o meu rosto dita que não estou bem e me aconchegam…


 


SENTES-ME E EU SINTO-TE


 


Tanta cumplicidade, meu Deus, que chegamos a chocar e que importa?


 


Sentadas no padrão que separa a terra do mar, rimos dos nossos exitos e choramos os nossos insucessos e até chegamos à conclusão que o que acontece a uma, a outra já está na fila de espera para o mesmo…por isso percebemos muito bem o quê e porquê e ditamos uma à outra o que podemos ter de suporte e vamos fazendo de suporte uma à outra….


 


Sabemos que este cordão umbilical jamais conseguirá ser cortado….ficarão sempre os fios de uma vida eterna que nos ligará para sempre…aqui e lá…ontem….hoje e amanhã….sempre que nós queiramos e nós sabemos bem que vamos querer sempre…


 


Poderia apenas dizer-te “parabéns Filha”, mas não meu Amor, único e grande Amor da minha vida, mereces bem mais do que isso…mereces o meu hino à gloria e esperança de que sejas muito muito feliz….


 


A MAE




Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Joanina a 05.05.2008 às 19:19

Parabéns a mãe também !!! Pelo belo post ... e pela bela filha!! Bj da Jo
Sem imagem de perfil

De samueldabo a 08.05.2008 às 13:22

Lena.
Tão terna a tua voz elevada ao mais alto expoente da matemática da vida.
Sentir esse amor poderoso, qual Sisifo, empurrando a pedra da felicidade, pela encosta mais agreste da montanha.
Veio de cu, a menina, a pressagiar já a tempestade. Virando-lhe as costas, expedita, já então confiante no amor materno.
Que tenham passado um dia lindo deste Maio radioso, que encarna sempre a esperança no sorriso da criança que ainda somos.
Um beijo de amigo

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D